Quarta, 10 Agosto 2022

Vacinação contra gripe é ampliada no Estado para toda população

vacinainfluenza_sesa Sesa
Sesa
A ampliação para a população em geral da vacinação contra a gripe, referente à 24ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, foi ampliada oficialmente nesta segunda-feira (27) pelo governo do Estado. O imunizante estava disponível apenas aos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde, que na última sexta-feira (24), anunciou a mudança. Agora, as doses podem ser aplicadas em todos aqueles maiores de seis meses de idade.

Atualmente, 58% dos grupos prioritários com meta preconizada pelo Ministério de 90% de cobertura vacinal receberam a dose contra a Influenza, segundo dados da Secretaria da Saúde (Sesa), disponíveis no Painel Vacina e Confia. Fazem parte dos grupos crianças de seis meses a menores de 5 anos; gestantes, puérperas, idosos, trabalhadores da saúde, professores; e povos indígenas.

O subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, ressalta, entretanto, que o objetivo segue também na ampliação da cobertura vacinal destes grupos, além de poder garantir uma cobertura ideal a toda população.

"A Campanha no Espírito Santo segue até final de julho ou enquanto houver doses disponíveis. Pouco mais da metade dos grupos prioritários já se vacinou, e queremos ampliar até alcançarmos a meta de 90%. Em contrapartida, com ampliação a toda população, temos a oportunidade também de mais proteção a todos, principalmente neste período sazonal de doenças respiratórias", enfatizou.

A imunização da população em geral será feita com doses remanescentes da campanha de vacinação destinada ao público-alvo, que começou em abril deste ano. Em relação ao estoque, a Sesa informa que as doses são ofertadas durante a campanha vigente, entretanto, solicitará ao Ministério da Saúde se há a possibilidade de envio de mais doses ao Estado, a fim de contemplar mais capixabas.

Até esta segunda-feira, a cobertura vacinal dos grupos prioritários com meta preconizada de 90% é de: 62% para idosos; 83% para trabalhadores da saúde; 30% para gestantes; 25% para puérperas; 72% para crianças de 6 meses a menores de 5 anos; 36% para professores; e 21% para população Indígena.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 10 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/