Dólar Comercial: R$ 5,76 • Euro: R$ 6,79
Sábado, 10 Abril 2021

Vitória é última capital a aderir a consórcio nacional de vacinas

pazolini_posse_reproducao Reprodução
Depois de se posicionar publicamente contra, o prefeito Lorenzo Pazolini (Republicanos) voltou atrás e Vitória vai aderir ao Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras (Conectar). O projeto que autoriza o executivo foi aprovado na manhã desta quarta-feira (7) por unanimidade pelo plenário da Câmara de Vereadores.

O Projeto de Lei 61/2021, encaminhado pelo executivo, foi debatido em regime de urgência pelos legisladores, permitindo o ingresso do município no consórcio que está empenhado na aquisição em escala não só das vacinas contra Covid-19, mas também de outros insumos e medicamentos necessários para o enfrentamento da pandemia. O último levantamento divulgado pelo Conectar apontou que 1.938 municípios já haviam aderido e mais de 2 mil manifestaram interesse em participar. Entre as capitais, Vitória e Natal eram as únicas que ainda não haviam ingressado no consórcio em seu início, mas a capital do Rio Grande do Norte aderiu ainda no mês de março.

No momento de criação do consórcio, manifestaram interesse na adesão 12 dos 78 municípios capixabas: Aracruz, Cariacica, Colatina, Ibatiba, Ibitirama, Itapemirim, Linhares, Marataízes, Mucurici, Santa Maria do Jetibá, Serra e Venda Nova do Imigrante. O Conectar informa que já começou o diálogo com a diplomacia chinesa para compra de vacinas e recebeu também doações da iniciativa privada para ajudar nas compras.

O consórcio, que conta com apoio da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), foi idealizado após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) no final de fevereiro que autorizou a aquisição de vacinas contra a Covid-19 por estados e municípios. No início de março, quando foi divulgada a primeira leva de aderentes ao consórcio, Pazolini justificou a ausência da Capital na falta de segurança jurídica para a compra e custos para associar-se.

"O prefeito havia dito que Vitória não entraria no consórcio, mas que bom que a Prefeitura reviu a posição e decidiu aderir. A entrada de Vitória só agora é tardia, mas que bom que está sendo feita. Seguramente, garantimos maior imunização para a população da nossa cidade", alfinetou a vereadora de oposição, Camila Valadão (Psol).

Votaram a favor do projeto 11 dos 15 vereadores de Vitória. Estiveram ausentes na votação Luiz Emanuel e Deninho Silva, ambos do Cidadania, e Leonardo Piquet (Republicanos). Como presidente da Câmara, Davi Esmael (PSD) não votou.

Consórcio entre municípios capixabas

Além do Conectar, outras iniciativas regionais têm sido formadas para fortalecer os municípios na compra de vacinas. No Espírito Santo, 10 prefeitos se uniram para criar o Consórcio Público de Saúde da Região Polinorte (CIM – Polinorte). Fazem parte Linhares, Rio Bananal, Sooretama, Aracruz, Fundão, João Neiva, Santa Teresa, Santa Leopoldina, Ibiraçu e São Roque do Canaã.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários: 1

Marcos em Quinta, 08 Abril 2021 07:35

Vitória não merecia um prefeito negacionistave incompetente destes, que chegou a invadir criminosamente hospitais duvidando da doença. Regredimos décadas com uma escolha infeliz.

Vitória não merecia um prefeito negacionistave incompetente destes, que chegou a invadir criminosamente hospitais duvidando da doença. Regredimos décadas com uma escolha infeliz.
Visitante
Sábado, 10 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection