Quinta, 18 Agosto 2022

Petroleiros em greve mobilizam lideranças políticas no Estado

Petroleiros em greve mobilizam lideranças políticas no Estado

Praticamente ignorada pela chamada grande imprensa, apesar da importância, a greve dos petroleiros se expande e entra na segunda semana com a adesão de mais unidades e de lideranças políticas. O deputado federal Helder Salomão e a deputada estadual Iriny Lopes, do PT, participarão nesta quinta-feira (20) do seminário “A privatização da Petrobras e o aumento do preço dos combustíveis: como isso afeta todos os brasileiros”, na Assembleia Legislativa. 



Tendo como palestrante o economista Cláudio Oliveira e aberto ao público, o evento acontece a partir das 15h, no auditório Dirceu Cardoso. Será um “debate fundamental para compreender a importância da empresa e por que devemos lutar pela Petrobras pública, de todas e todos brasileiros”, ressalta o Sindicato dos Petroleiros do Espírito Santo (Sindipetro-ES). 



Com a presença de Mario Celso Alves, do Paraná, onde mil trabalhadores foram demitidos, os petroleiros no Espírito Santo – e de 13 estados brasileiros, mantiveram nesta segunda-feira (17) a greve que já mobiliza 64% dos trabalhadores de áreas operacionais da Petrobras, afetando 121 unidades no País e podendo provocar desabastecimento de combustível.



Paralisados desde primeiro de fevereiro, os petroleiros intensificam a pressão para que a direção da empesa atenda a pauta da categoria, que inclui o fim da Paridade de Preço Internacional (PPI), causa da constante elevação dos preços dos combustíveis, e a privatização da empresa, intensificada com a venda de refinarias. 



Nesta quarta-feira, os petroleiros fazem nova ação para conscientizar a população sobre os preços dos combustíveis e do gás de cozinha. Serão distribuídos 200 cupons de desconto no valor de R$ 40, por pessoa, para que os moradores da Grande Vitória possam comprar o gás de cozinha a preço justo nos postos/distribuidoras cadastrados pela ação. 



Esse cupom será custeado pelo Sindipetro-ES, responsável pela ação. Os cupons serão distribuídos, a partir das 8 horas, em frente à sede da Petrobras em Vitória, localizada na Reta da Penha.



Além disso, alguns participantes do movimento estão arrecadando fundos para subsidiar botijas de gás para a população de baixa renda. Cada botija terá o valor de R$ 20, subsidiado pelo Sindipetro (150 botijas) e pelos petroleiros que desejarem. A ideia é subsidiar em torno de mil botijas. 



A principal reivindicação dos petroleiros é contra o fechamento da Fábrica de Fertilizantes do Paraná (Fafen-PR), com a demissão de aproximadamente mil trabalhadores. De acordo com a Federação Única dos Petroleiros (FUP), a medida fere o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que prevê a consulta aos sindicatos responsáveis antes de demissões em massa.



De 2013 a 2018, de acordo com a Federação Única dos Petroleiros (FUP), a redução de trabalhadores da Petrobras foi a maior entre todas as petroleiras do mundo, com aproximadamente 270 mil demissões. No quadro de trabalhadores próprios, foram 23 mil demissões, por meio de Planos de Demissão Voluntária, sem reposição de vagas. Em relação aos terceirizados, foram 248 mil trabalhadores demitidos, o que representa uma redução de 68% o número de postos de trabalho.

 

Veja mais notícias sobre Sindicato.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 18 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/