Dólar Comercial: R$ 5,62 • Euro: R$ 6,67
Sábado, 24 Outubro 2020

Acordos internos

arnobio_paulojovanio_prefeiturapinheiros Prefeitura de Pinheiros
Prefeitura de Pinheiros

Embora tenha loteado 75 dos 78 municípios capixabas para as eleições de novembro próximo com candidaturas próprias (38) e alianças (37), incluindo composições nas vices, o PSB do governador Renato Casagrande fez um movimento contrário e intrigante em Pinheiros, extremo norte do Estado: vetou a candidatura à reeleição do atual vice Paulo Jovanio, com um detalhe: está na coligação do prefeito Arnobio Pinheiro (Cidadania). A decisão, confirmada em convenção partidária, ainda repercute na cidade. Jovanio não era rompido com Arnobio, tem atuação considerada positiva, e foi atraído pelo partido na janela partidária deste ano, deixando o Democracia Cristã (DC). Ao invés das prometidas garantias para a disputa, foi trocado por Aluisio Lula, o Lulinha, do PCdoB, com aval do PSB. O atual vice vem há dias protestando contra a "garfada" e já fez três notas direcionadas tanto ao diretório municipal quanto estadual, citando inclusive a vice-governadora, Jaqueline Moraes. Nessa quarta-feira (30), protocolou seu pedido de desfiliação da legenda, alegando "dolorosa traição de alguns que diziam serem amigos, mas que me enganaram descaradamente e não brigaram em nenhum momento para que o cargo fosse mantido para o PSB, que era normal e muito justo"; e criticou a "moeda de troca por cargos e posições" na prefeitura, além do "silêncio e inércia" da Executiva estadual, presidida por Alberto Gavin. "Caí numa arapuca e, politicamente, para o pleito de 2020, fui morto no ninho pela turma da pombinha", disparou. A pergunta que não quer calar: o PSB abriu mão de um cargo com chance de reeleição em Pinheiros a troco de quê e para quem? A resposta, por enquanto, está "nas internas".

'Armação'
O principal prejudicado, Paulo Jovanio, também não sabe oficialmente o que motivou a decisão do partido. Ele aponta "armação" e diz ter recebido manifestações de revolta contra a troca de chapa de setores do município, como empresários, produtores rurais e conselhos evangélicos.

'Show'
Em uma das notas que publicou, afirma que a convenção do PSB no dia 15 de setembro "atropelou a ética e a moral sem a menor cerimônia, dando um show de ditadura mascarada de democracia" e que "um partido nanico, com um político mais nanico ainda, ditam as regras no nosso grupo", em referência ao PCdoB/Lulinha.

Ignorado
O desenrolar dos fatos que nortearam a composição do PSB no palanque de Arnobio também resultou, para Jovanio, em desrespeito ao seu irmão, o vereador Edvan Alves, os "únicos filiados de Pinheiros com mandato". Consolidado o veto à sua candidatura como vice, ele defendeu que a vaga continuasse com o PSB. Edvan pediu registro de seu nome, mas foi ignorado.

Visita
A vice Jaqueline Moraes entrou na história porque, cinco dias antes do evento, esteve em Pinheiros, conversou com o prefeito Arnobio, e também foi comunicada das articulações e "submissões" do PSB, mas de nada adiantou.

Cargos
O atual vice-prefeito diz que "todo o diretório" está na gestão municipal, ocupando cargos do alto escalão, incluindo as secretarias de Educação e Saúde, diretorias, chefias e direção de escola.

2022
Nos bastidores, comenta-se por lá que o acordo pode envolver as eleições de 2022, cujas articulações, como se sabe, já começaram. O presidente do diretório municipal do PSB e ex-prefeito, Antônio da Emater, que ocupa o cargo comissionado de diretor-presidente do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), teria interesse em disputar novamente a Assembleia Legislativa. Ele foi derrotado em 2018 e, em Pinheiros, perdeu em votos para Lulinha.

Projeto futuro
A chapa de hoje tiraria o candidato do PCdoB das próximas eleições e agregaria futuros apoios, abrindo campo para o diretor-presidente do Incaper. Ele obteve mais votos que Lulinha em todo o Estado - 7.247 contra 4.551 -, mas em Pinheiros um pouco menos: recebeu 2.138 votos em seu reduto eleitoral, enquanto o comunista 2.492.

Aliança
O palanque de Arnobio Pinheiro conta com o Cidadania, PSB, PCdoB, PMN, PMB, Podemos e PP. Vai disputar com outras quatro chapas, mas, até segunda ordem, é apontada como favorita. Em eleição, porém, o jogo sempre pode virar.

Retorno
E olha só, que coisa: uma delas, apontada como mais competitiva, é de Dona Elza Dentista (PTB), que tem na vice Elifintro Vaqueiro (PSDB), em uma aliança formada ainda por PL, PSC, PSD e Republicanos. E quem é Dona Elza? Mãe do ex-deputado Gildevan Fernandes, que anunciou "aposentadoria" da política no final do seu mandato, em 2018.

Retorno II
No início deste ano, eram fortes no município os comentários de que Gildevan poderia ser candidato. Mas seu grupo preferiu articular outra estratégia. Dona Elza tem 76 anos e é aposentada, com mostram dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

PENSAMENTO:
"Não é permitido irritarmo-nos com a verdade". Platão

Território demarcado

Já de olho em 2022, partido de Casagrande só não participa da eleição em três dos 78 municípios capixabas. São 38 nomes e 37 alianças
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/territorio-demarcado-1

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 24 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection