Sexta, 21 Janeiro 2022

Caminho aberto

gilsondaniel_anuncioviana_reproducao Reprodução
Reprodução

O anúncio do envio à Câmara de Vereadores do projeto de lei para reajustar em 30% os salários dos professores em Viana, feito nesta quinta-feira (14) em vídeo nas redes sociais, mostra, mais uma vez, como o secretário de Estado de Governo, Gilson Daniel (Podemos), ergueu duas potentes máquinas para trilhar seu caminho à Câmara dos Deputados em 2022. Primeiro, tratou de encontrar um nome, até então desconhecido do mercado político, para fazer como seu sucessor, e conseguiu, elegendo seu ex-secretário e atual prefeito, Wanderson Bueno (Podemos). Desta forma, se mantém com os dois pés dentro da gestão municipal, participando de todos os atos, solenidades e anúncios em áreas estratégicas, como esse de agora – pagamento retroativo a janeiro -, que é uma demanda antiga em todo o Estado, potencializada durante a pandemia do coronavírus. Depois, já com a garantia da manutenção do poder na prefeitura, município que é seu reduto eleitoral, recebeu outra cadeira, tão lucrativa quanto, e por onde mantém, desde o início deste ano, intensas articulações políticas com prefeitos e lideranças, sem falar das palestras e incansáveis agendas na Grande Vitória e no interior. No anúncio desta quinta, Wanderson, como de costume, passou o mérito do reajuste a Gilson, ao dizer que "recebeu a melhor Educação do Espírito Santo", afirmando que o compromisso foi feito há um ano, junto com Gilson, que não perdeu tempo: "Preparamos a cidade para avançar ainda mais". A pouco menos de um ano do pleito, o secretário já vai fazendo "barba, cabelo e bigode" junto ao eleitorado. Imagina só em 2022...

Espaços
Essa condição toda criada em torno de Gilson Daniel, não à toa, este ano já gerou ruídos na própria base do governador Renato Casagrande (PSB). A tendência é piorar. Em movimentações pré-eleitorais, todo mundo quer garantir seu lugar ao sol.

Campanha
O ex-prefeito da Serra Audifax Barcelos (Rede) também segue avançando pelo interior e em eventos em câmaras municipais. A mais recente foi em Colatina, noroeste do Estado. A temática é apresentada como "Práticas democráticas e gestão pública em tempos de pandemia", mas o objetivo é eleitoral, mesmo. Em trechos de vídeos publicados nas redes sociais, o discurso de Audifax tem endereço mais do que certo.

Campanha II
Nesse de Colatina, ele diz frases como a falta da presença do governo do Estado na vida da população; se gaba ao dizer que atuava próximo do povo todo dia, e não em ano pré-eleitoral; e repete: "O Espírito Santo pode fazer muito mais para a população".

Campanha III
O slogan do ex-prefeito anunciado em seus perfis é "Vamos construir um ES mais desenvolvido?". Ele também já se declara candidato nas publicações, ao citar projetos que têm para o Palácio Anchieta.

Peso pena
Como esperado, o peso do PSDB-ES nas prévias da legenda é bem baixo, algo em torno de 2%. O índice consta em levantamento publicado pela Folha de S.Paulo nessa quarta-feira (13), que coloca também o Estado como integrante do bloco que apoia o governador de São Paulo, João Doria.

Peso pena II
Sobre essa máxima, porém, há controvérsias. Lideranças locais também se manifestam pró-Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul. Um posição oficial da Executiva estadual ainda não foi definida. A disputa ocorre no dia 21 de novembro.

Apoio
A Prefeitura de Vitória anuncia em seus canais oficiais uma parceria com a Universidade Federal do Estado (Ufes) para fazer busca ativa de idosos que ainda não tomaram a segunda dose da vacina. O número a se atingir: 1,7 mil. A medida é, de fato, necessária. Agora falta outra coisa...

Longa espera
...como já dito aqui, ainda não foi resolvida a situação dos acamados atendidos pela Unidade de Saúde de Santa Luíza. São bem fáceis de localizar, mas aguardam, aguardam e aguardam a dose de reforço contra a Covid, autorizada há mais de um mês.

Nas redes
"Por que o combustível está caro? É por causa do Bolsonaro! Enquanto o nosso país decidir os preços dos combustíveis a partir do valor internacional do barril de petróleo ou do valor do dólar, a gasolina e o gás de cozinha vão continuar subindo. E consequentemente sobe tudo. Porque tudo que depender de transporte, em nosso país, vai ter o valor final do produto impactado". Helder Salomão, deputado federal pelo PT.

FALE COM A COLUNA:

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários: 2

Cecil Marques em Sexta, 15 Outubro 2021 08:45

Gilson Daniel, sabe valorizar os profissionais da educação, caminhando para um caminho muito bom, parabéns.

Gilson Daniel, sabe valorizar os profissionais da educação, caminhando para um caminho muito bom, parabéns.
VINICIUS em Terça, 19 Outubro 2021 21:37

Sabe?! Por que o salário de Viana antes do reajuste é o mais baixo da grande Vitória?!

Sabe?! Por que o salário de Viana antes do reajuste é o mais baixo da grande Vitória?!
Visitante
Sexta, 21 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/