Sexta, 19 Agosto 2022

Cotoveladas

guerino_Zanon_redesociais Redes sociais
Redes sociais

No último dia 25, quando tratei aqui na coluna do provável apoio do PSD capixaba ao palanque presidenciável de Jair Bolsonaro (PL), o candidato do partido ao governo do Estado, Guerino Zanon, ainda não tinha colocado suas "asas políticas" de fora. Já circulava por municípios, para o têtê-à-têtê com o eleitorado, mas o discurso que nortearia sua campanha, mesmo, foi inaugurado na semana passada, em incontáveis entrevistas concedidas à imprensa, estratégia que segue em curso. A cada nova declaração, Guerino deixa mais claro sua posição: anti-Lula, com acenos para o atual presidente, defensor do conservadorismo – família, coisa e tal – e de direita. Com uma ou outra abordagem a mais ou a menos, a movimentação é semelhante ao que têm defendido os também candidatos Carlos Manato (PL) e Erick Musso (Republicanos), que já vêm se esbarrando no mesmo espaço há semanas. Somado a tudo isso, obviamente, as duras críticas ao governador Renato Casagrande (PSB), de quem são opositores. Quer dizer, o "bonde" agora lotou mais, com Guerino puxando seu assento. Tem para todo mundo?

'Sucesso'
Fora desse enredo principal, Guerino tem algo que os outros dois não têm: atuação como gestor por cinco períodos em que comandou a Prefeitura de Linhares, discurso que também tem explorado para convencer que é o "tipo ideal" para liderar o Palácio Anchieta. Diz ele que sua gestão é um "case de sucesso". Sempre há controvérsias...

Todo dia
O candidato do PSD, por ora, não abriu a temporada de visitas diárias a entidades e igrejas, como fazem Manato e Erick, atrás dos votos evangélicos. Nem apareceu com as cores do bolsonarismo azul-verde-amarelo. Vem aí?

Divisão
O apoio do PSD a Bolsonaro foi tema de levantamento da Folha de S.Paulo, divulgado aqui, após o presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab (SP), liberar os diretórios estaduais, apesar de sua proximidade com Lula. Em pelo menos 12 deles, a adesão deverá ser a Bolsonaro, incluindo o Estado. Lula fica com nove e, nos demais, a posição tende à neutralidade.

Faz-me rir
Também chama atenção, nas atuais declarações do ex-prefeito de Linhares, a tentativa de afirmar que Paulo Hartung (sem partido) nada tem a ver com as movimentações eleitorais deste ano no campo da oposição a Casagrande, seu adversário político. PH jamais ficaria de fora.

Novos focos
Inclusive, até então focado no debate presidencial, como um dos principais defensores da terceira via, o ex-governador já começa e emitir opiniões sobre as demais disputas aos governos estaduais e ao Congresso Nacional, nos inúmeros eventos em que participa pelo País.

Planos
"Dá tempo da gente ajudar a eleger alguns bons personagens. Gente qualificada faz a diferença!". Esta foi uma das frases recentes de Hartung, na plenária da Coalização Brasil em 2022. Não demora muito, ele começa a jogar os nomes no ar, como fez por meses com as articulações da terceira via, que ainda não engatou no País.

Juntos e misturados
Como se sabe, nessa área que orbita ao redor de Hartung, tem Guerino, Erick Musso, o ex-prefeito da Serra Audifax Barcelos (Rede) e o empresário Arildemo Teixeira (Novo). Os três primeiros, vale o lembrete, iniciaram as articulações deste ano com projeto de união. A chapa conjunta não vingou, mas dos próximos passos, nunca se sabe!

No comando
A propósito, Audifax e o partido Solidariedade oficializaram na noite dessa quarta-feira (8) a aliança para as eleições de outubro. O ex-prefeito toma frente de todas as movimentações, apesar da federação com o Psol e suas divergências. O que vai sair desse "rolo", ainda é uma incógnita.

Nas redes
"Meu apoio e minha solidariedade à minha amiga Zilda, que há 30 anos toca um bar que é um importante ponto de cultura e de encontro no Centro de Vitória. Ela foi surpreendida por uma ação de repressão comandada por aquele vereador bolsonarista [Gilvan da Federal, PL], com apoio do prefeito Pazolini. O vereador chegou ao bar acompanhado de forças de segurança para, segundo ele, "caçar baderneiros" e para intimidar a Zilda e os frequentadores. Não encontraram nada de irregular! (...) Deputada estadual Iriny Lopes, do PT.

FALE COM A COLUNA:

No encalço

Agora também de verde-amarelo, Erick Musso avança cada vez mais para os campos de Manato nas estratégias eleitorais
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/no-encalco-1-1

Raio-X nacional

PSD-ES saiu das mãos de um bolsonarista convicto, mas deverá seguir, com Colnago, mesmo apoio na disputa à Presidência da República
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/raio-x-nacional

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários: 1

Bruno Santos em Sábado, 11 Junho 2022 13:13

Sempre votei em Zanon para preceito e ate deputado, mas perdeu meu voto e de minha família ao atacar Lula.

Sempre votei em Zanon para preceito e ate deputado, mas perdeu meu voto e de minha família ao atacar Lula.
Visitante
Sexta, 19 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/