Sábado, 04 Dezembro 2021

De todos os lados

casagrande_entrevista_leonardo_sa-29 Leonardo Sá
Leonardo Sá
A cada dia, ficam mais evidentes os ruídos do plenário da Assembleia Legislativa em relação ao secretariado do governador Renato Casagrande (PSB), como reforçado nas sessões desta semana, principalmente de segunda-feira (30), que teve "quase de tudo um pouco". No resumo, houve deputados da base criticando o governo, oposição aproveitando o coro, e nova queixa do presidente Erick Musso (Republicanos), devido a projetos que chegam atrasados para votação na Casa, em cima dos prazos limites, também com direito a discursos sequencias no mesmo sentido e, de novo, a presença de aliados do governador. Os debates ou "cutucadas" têm ocorrido em meio a votações, desta vez, relacionadas a vetos. Ninguém citou nomes, ao contrário de situações anteriores, quando o alvo foi o secretário de Governo, Gilson Daniel (Podemos), mas restrito a poucos parlamentares. Já o da Casa Civil, Davi Diniz, vez ou outra também é criticado pela oposição. As frases, agora, vêm em forma de avisos a Casagrande, de todos os lados. Dr. Hércules (MDB) chegou a soltar que "estão levando o governador para a derrota em 2022", o que repetiu nesta terça-feira. Capitão Assumção (Patri) voltou a dizer que "o staff é péssimo, mais um tiro no pé", e Erick falou para "a turma do governo ficar atenta, porque tem que fazer gestão, e não só ficar na rua fazendo política". Afirmações, também, de que Casagrande "é mal assessorado", e por aí vai. Os registros, para além do parlamento, já mostram a elevação do termômetro para a caminhada até 2022. Todos estão em campo, deputado, secretariado e governador, em articulações, solenidades de obras e poses para foto. E segue o baile!

Bombeiro
Nessa segunda, Rafael Favatto (Patri), aliado do governador, afirmou que o "aquecimento global chegou à Assembleia", apontando "discussões atípica e acaloradas". Terminou pedindo "compressão e ambiente de paz". O clima nessa terça foi mais ameno, porém, ainda com ecos de insatisfação.

Direções
Por falar em Erick, a nomeação do ex-vice-governador César Colnago (PSDB) para atuar ao seu lado como secretário de Gestão de Pessoas, volta os olhos do mercado para o ninho tucano. Erick, claramente, tenta pavimentar caminho ao Palácio Anchieta; Colnago já jogou no ar o interesse, mas não saiu disso; e o presidente regional do PSDB, Vandinho Leite, embora se relacione bem com Erick, há alguns meses se alinhou ao governo Casagrande.

Esperado
Já sobre o cargo destinado ao ex-prefeito de Vitória Luciano Rezende (Cidadania) na Secretaria Estadual da Casa Civil, está tudo alinhado. Tem aliança com Casagrande há anos e, como esperado, Luciano precisa iniciar o projeto para retornar à vida política, depois de não conseguir fazer seu candidato à sucessão, Fabrício Gandini (Cidadania). E para onde vai, Senado ou Câmara dos Deputados?

A vez da PC
Voltando ao Erick: depois da rodada de conversas com as entidades representativas dos militares, o presidente da Assembleia se reuniu com os policiais civis. No primeiro grupo, o nível de atrito com o governo estadual é alto. No outro, menos, a considerar o apoio de algumas entidades a ações do governo.

Sei...
Autor de vários discursos contra a esquerda, o que inclui acusações pesadas, o ex-deputado federal Carlos Manato (sem partido), em mais um de seus vídeos de campanha rumo ao palanque ao governo em 2022, diz agora que é do diálogo e respeita quem pensa diferente, citando a mesma esquerda, a direita e o centro. Me engana!

'Time Renova'
Quatro capixabas passaram a fazer parte do "Time Renova BR", que tem entre as figuras "inspiradoras" o ex-governador Paulo Hartung e o apresentador de TV, Luciano Huck. Foram selecionadas 150 pessoas, de todos os estados do País, com a meta de disputar os legislativos no próximo ano.

'Time Renova' II
Os nomes por aqui são de mulheres, com participação nas eleições de 2020. A advogada Fayda Belo (PP), que disputou a prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim (sul do Estado); Gracimeri Gaviorni (PSC), candidata à prefeitura de Serra e hoje secretária de Políticas Públicas do município; Edilamara Rangel (Rede), que formou chapa como vice em Cariacica; e Patrícia Bortolon (Novo), também vice, em Vitória.

Baixas cotações
No ano passado, elas não representaram riscos aos seus adversários. Fayda atingiu 2,5% dos votos (2,4 mil) e Gracimeri 2% (4,3 mil). Já as chapas das vices também ficaram para atrás. Marcos Bruno (Rede) e Edilamara, em Cariacica, atingiram 5,75% (16 mil) e Coronel Nylton (Novo) e Patrícia 1,68% (2,8 mil).

Nas redes
"Mais um dia de alegria para o esporte capixaba. A Mariana Gesteira conquistou medalha de bronze nas Paralimpíadas de Tóquio. Parabéns, Mariana! Estamos muito orgulhosos". Governador Renato Casagrande, do PSB.

FALE COM A COLUNA:

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários: 1

Agmarcarioca amigo do mito em Sábado, 04 Setembro 2021 16:27

Parabens Casagrande 4 anos resolvendo covid,covid,covid, o melhor politico capixaba vem ai Sergio Meneguelli

Parabens Casagrande 4 anos resolvendo covid,covid,covid, o melhor politico capixaba vem ai Sergio Meneguelli
Visitante
Sábado, 04 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/