Dólar Comercial: R$ 5,47 • Euro: R$ 6,40
Quarta, 23 Setembro 2020

Estratégia petista

coser_lula_redesociais Redes sociais
Redes sociais

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro não confirma apoio explícito a candidatos aliados na disputa municipal deste ano no primeiro turno, seu adversário Lula sinaliza participar ativamente dos palanques, com entrada em cena prevista para daqui a duas semanas, quando começará a gravar vídeos em apoio aos nomes do PT nas Capitais. João Coser, um dos palanques prioritários do partido este ano, está incluído na estratégia, embora ainda não tenha a data certa de receber a gravação do principal cabo eleitoral do PT e divulgá-la na Capital, principalmente no período de propagandas, que têm início em 9 de outubro. Esta será, inicialmente, a maneira de garantir a presença do ex-presidente nas campanhas em tempos de pandemia do coronavírus. Informação do jornal O Globo aponta que, com 74 anos, não há previsão da participação dele em atividades de rua ou comícios. Mas Lula deverá ampliar sua atuação com a realização de lives, o que já tem sido feito pelo ex-presidenciável Fernando Haddad. Ele e Coser fizeram a primeira conversa online no último dia 13, sobre suas gestões passadas nas prefeituras de São Paulo e Vitória. Com desempenho sofrível nas eleições municipais de 2016, após o impeachment de Dilma, o PT está mobilizado este ano para tentar se reerguer em prefeituras. No Estado, só tinha Alencar Marin, em Barra de São Francisco (região noroeste), mas também perdeu, após ele sair de legenda no início deste ano. O plano partidário, agora, é focado na defesa dos legados de Lula e Dilma para convencer o eleitorado e retomar alguns espaços nos 78 municípios capixabas, tendo Coser como principal aposta e investimento. Depois de duas gestões à frente da prefeitura, com muitos acontecimentos nacionais e forte polarização no meio, resta saber até onde Coser alcança.

Só dois
Até agora, Lula só esteve em atos virtuais com Benedita da Silva, pré-candidata a prefeita do Rio de Janeiro, e Luiz Marinho, pré-candidato da sigla em São Bernardo do Campo.

Reuniões
Nesta semana, o ex-prefeito abriu série de debates presenciais em 13 regiões de Vitória. A primeira foi no bairro Itararé, com a mobilização de moradores do Bonfim, Da Penha e São Benedito. Ele também tem circulado por bairros da Capital, acompanhados de candidatos do PT à Câmara Municipal.

120?
Situado no campo oposto, o deputado estadual Capitão Assumção (Patri) lançou sua pré-candidatura a comerciantes e moradores da região da Grande Maruípe nessa quinta-feira (3). Defendeu o uso da cloroquina, implantação de escolas cívico-militares e construção de hospital de baixa complexidade. Diz que reuniu 120 pessoas, em plena pandemia. Assumção, como se sabe, é crítico do uso da máscara e já apareceu em várias aglomerações.

Fechado
Por falar em Covid-19, o evento de Independência, na próxima segunda-feira (7), será marcado por solenidade restrita no 38º Batalhão de Infantaria do Exército, na Prainha, em Vila Velha, como anunciou o governo. Presenças de Renato Casagrande e da vice, Jaqueline Moraes (PSB), e do prefeito Max Filho (PSDB), candidato à reeleição este ano, e alinhado ao governador.

Martelo
Ainda no município, o aguardado anúncio do Coronel Wagner Borges, do Corpo de Bombeiros, está marcado para o mesmo dia, às 10 horas, em hotel na Praia da Costa.

Martelo II
Em julho, ele colocou o "bloco" na rua oficialmente, com vídeo divulgado nas redes sociais convocando a população a debater um projeto que vende como revolucionário e moderno para a cidade. Conhecido no município e ligado ao senador Marcos Do Val (Podemos), recebeu convite de vários partidos, mas ainda não abriu o jogo sobre com quem irá ao altar. Mistério também próximo de ser desvendado.

Nacional
A vereadora de Vitória, Neuzinha de Oliveira, e mais três tucanas são citadas em nota do PSDB-Mulher Nacional que reitera "o compromisso e a luta para ampliar a representatividade feminina no País, em especial no Executivo". Com esse apoio, ela tem defendido sua candidatura à prefeitura no lugar do ex-prefeito Luiz Paulo Vellozo Lucas. Os dois vão se enfrentar em convenção no próximo dia 14.

Nacional II
Já Luiz Paulo, como comentam nos bastidores, é o nome do presidente da Nacional, Bruno Araújo, com quem já trabalhou no Ministério das Cidades. Foi Araújo, aliás, quem impôs a filiação de Luiz Paulo ao PSDB este ano, após o diretório comandado por Neuzinha tentar impedir seu retorno.


PENSAMENTO:
"Os vícios: é mais fácil desarraigá-los do que refreá-los". Sêneca

Legados e marcas

Eleição em Vitória pode colocar à prova três gestões que se sucederam no poder: Luiz Paulo, Coser e Luciano/Gandini
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/legados-e-marcas

Frente fragmentada

Coser abre conversas com PDT e Rede para driblar isolamento em Vitória. PCdoB e Psol
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/frente-fragmentada

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 23 Setembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection