Quinta, 11 Agosto 2022

Fórmula repetida

feliperigone_2_redesociais Redes sociais
Redes sociais

Segundo mais votado nas eleições de 2018 e o primeiro cego a ocupar uma cadeira na Câmara dos Deputados, Felipe Rigoni deu um salto e tanto nos últimos meses, ao entrar no partido União Brasil e anunciar sua candidatura ao governo do Estado. Ele colocou o bloco na rua em março e roda os municípios capixabas para demarcar território, com o slogan de "sonho capixaba", levantando um discurso, até agora, sem críticas mais contundentes, porém, em defesa do final dos ciclos do governador Renato Casagrande (PSB) e do seu antecessor e adversário Paulo Hartung (sem partido). Na direção de sua campanha, por aqui, estão pessoas já conhecidas do mercado, como o cientista político e ex-secretário estadual de Cultura João Gualberto e o ex-prefeito de Vitória e ex-deputado Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB). Agora, fechado por cima, com o presidente nacional do partido, Luciano Bivar, a aposta é investir na marca do movimento RenovaBR, que ajudou a eleger Rigoni deputado federal. Para essa parte, focada principalmente em ações de marketing, foram contratados o marqueteiro Alberto Lage e Arilton Ribeiro, ambos ligados ao movimento, como informou a coluna Lauro Jardim, de O Globo. Lage foi o responsável pela eleição de Alexandre Kalil (PSD) à Prefeitura de Belo Horizonte em 2016 e 2020, e deu aulas a Rigoni por meio do RenovaBR. Já Arilton atuou como um dos coordenadores do grupo em 2020. A nova estratégia tentará fazer com que a candidatura de Rigoni cresça e apareça. O deputado ainda é desconhecido do eleitorado em muitas regiões e obteve números inexpressivos nas primeiras pesquisas de intenções de votos ao Palácio Anchieta. A fórmula é a mesma de 2018, reeditada para a disputa majoritária. Já o resultado...veremos!

Lugar à mesa
A contratação ocorre na mesma semana do lançamento da candidatura de Bivar à Presidência da República, considerada apenas jogada política e com chances remotas de acontecer. Inicialmente, também era essa a impressão sobre o palanque de Rigoni.

Livres
De toda forma, nos estados, independentemente dos acordos nacionais, as executivas ficariam livres para tomar o rumo mais conveniente na disputa. Rigoni tem feito conversas com lideranças, mas ainda sem sinalização de alianças. Vale lembrar...

Perdas e ganhos
...o União Brasil, resultado da fusão do DEM e PSL, registrou uma debandada de importantes lideranças, com mandato, devido à imposição da candidatura de Rigoni. O deputado conseguiu atrair alguns nomes na janela partidária, não do mesmo peso, mas, em seu favor, tem um caixa gordo para usar na campanha. A legenda é dona do maior fundo partidário e eleitoral do País: R$ 1 bilhão.

Lá atrás
Nas primeiras pesquisas divulgadas no Estado, Felipe Rigoni aparece ainda apagado. Na Idec/Rede Gazeta, obteve 2% das intenções de votos na menção estimulada, ocupando a sétima posição. Na espontânea, sem indicar os candidatos, o nome dele não foi citado. Já nos dados publicados na Rede Vitória, pelo instituto Big Data, o deputado alcançou 3% na estimulada e 1% na espontânea.

Tem água pra rolar
Os dois levantamentos, porém, apontam um elevado número de eleitores que não sabem em que votar, mais que 50%. Sobre rejeição, o deputado também não está em situação tão confortável, chegando a 15%.

Território
Magno Malta (PL) já circula pelo campo do seu adversário direto, por terem base de votos na mesma área, Sérgio Meneguelli (Republicanos). Nesta semana, ele cumpriu agenda eleitoral em Colatina, reduto e moradia do ex-prefeito, para um "encontro de lideranças conservadoras". Ambos são bolsonaristas e se movimentam para disputar o Senado.

Peça principal
Enquanto o impasse PSB-PT não se desenrola no campo nacional, Fabiano Contarato (PT) segue como a estrela dos eventos eleitorais de correligionários no Estado. Neste sábado (4), às 9h30, o ex-deputado Roberto Carlos realiza a plenária TransformaES, com a presença do senador que, até segunda ordem, é candidato ao governo do Estado. O evento será na faculdade Multivix Serra, em Colina de Laranjeiras.

Caminho de volta
O município é reduto de Roberto Carlos, também ex-vereador, que depois de passar por cargos comissionados nos últimos anos, como do próprio Contarato atualmente, e da Companhia Docas do Estado (Codesa), tentará retornar à Assembleia Legislativa.

Nas redes
"Duas notícias boas: FDA (Anvisa americana) recebeu a documentação para analisar a autorização da vacina contra Covid entre 6 meses a 5 anos Anvisa recebeu a documentação que faltava para análise da autorização de vacinação contra Covid entre 3-5 anos com Coronavac. Vamos acompanhar". Ethel Maciel, epidemiologista e professora da Ufes.

FALE COM A COLUNA:

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 11 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/