Terça, 19 Outubro 2021

Magno de volta

magno_votoimpresso_redesociais Redes sociais
Redes sociais

Cotado para disputar um mandato em 2022 e na cola do presidente Jair Bolsonaro, o ex-senador Magno Malta (PL), depois de um período distante dos holofotes capixabas, intensifica cada vez mais sua presença nas ruas, em atos locais pró-Bolsonaro, como o realizado nesse domingo (1) com a pauta do voto impresso, que saiu de Vila Velha e atravessou mais uma vez a Terceira Ponte em direção à Praça do Papa, em Vitória. Assim como nos velhos tempos, antes de sofrer uma derrota de reviravolta em 2018, Magno tem puxado discursos de cima de trio elétricos, com sua tradicional oratória política, e circula em abraços e apertos de mão entre apoiadores da direita e do presidente, repetindo as principais bandeiras do governo federal que repercutem no campo nacional, por onde também andou circulando ao lado de bolsonaristas do Congresso Nacional. A postura se difere das eleições municipais do ano passado, quando atuou timidamente e já no final da campanha, mesmo em palanques de candidatos do seu partido - que, aliás, obtiveram resultados pífios, como já dito aqui na época. Por outro lado, "casa" com movimentos recentes, como do vídeo publicado com o presidente defendendo seu retorno à política, ao dizer que "ele faz falta no Senado". A candidatura, porém, foi mantida em aberto, com a frase "a gente vai discutir isso depois". Após a ressaca eleitoral prolongada de 2018, que somou a não reeleição com ter sido preterido do cargo de vice por Bolsonaro, Magno tenta, com antecedência, refazer o caminho: atuar como principal cabo eleitoral do presidente no Estado e consolidar as pazes com as urnas. O novo teste de popularidade já começou. 

'Porta-voz'
Nesse domingo, assim como outro dia, numa igreja, Magno transmitiu um recado de Bolsonaro em áudio de cima do trio elétrico, como se fosse exclusivo para ele e os capixabas. Nem tanto! A mesma prática ocorreu em outros atos realizados pelo País.

Grupo
Em jogo, no caso do Senado, está apenas uma vaga destinada ao Espírito Santo e a lista de interessados, por enquanto, é extensa. Já os dois nomes que aparecem como possíveis candidatos ao governo do grupo, Carlos Manato (sem partido) e Evair de Melo (PP), também saíram às ruas.

Palanques
A propósito, Manato, que se movimenta mais nesse sentido e tem se reunido com Magno, já apareceu até em máscaras dos manifestantes, em foto ao lado de Bolsonaro, com 2022 anunciado.

Tropa
No protesto, além dos três, a tropa Bolsonaro de sempre: deputada federal Soraya Manato (PSL), deputados estaduais Capitão Assumção (PSL) e Torino Marques (PSL), vereador de Vitória Gilvan da Federal (Patri), e Tenente Assis (PTB).

Lembrete
Em 2020, Magno Malta ergueu palanques do seu partido que foram muito mal, como de Halpper Luiggi, na Capital, com 0,58% votos, e outros poucos competitivos, como do deputado Alexandre Xambinho, na Serra, que somou 5,62%, e Jonas Nogueira (PL), em Cachoeiro de Itapemirim, com 10,70%.

Lembrete II
O mesmo ocorreu em São Mateus, com o pastor Nilis Castberg, que conquistou 4,61% dos votos; Coronel Wagner em Vila Velha, com 6,73%; e Pedro Nunes em Castelo, com menos ainda, 1,97%; e ainda Rikelme Kruguer, em Domingo Martins, com 1,08%. Em Vargem Alta, Luciano Quintino bateu 16,07%, mas muito longe ainda do vencedor, Elieser (MDB), com 63,09%.

Apagado
Para não dizer que não emplacou nada, Magno comemorou a vitória do afilhado político, o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini (Republicanos), que disputou o segundo turno com João Coser (PT). Mas durante a campanha ficou escondido, para não respingar nada no então candidato.

Mudança
O secretário de Estado da Fazenda, Rogelio Pegoretti, pediu exoneração nesta segunda-feira (2), alegando motivos pessoais. A informação foi divulgada pelo governo do Estado, que nomeou para o cargo, de forma interina, o subsecretário do Tesouro Estadual, Bruno Pires Dias.

Nas redes
"Já pensou como seria se o Brasil investisse de fato em educação, esporte e cultura, com oportunidade para todos! Parabéns a todos os nossos atletas (medalhistas ou não), grande parte chega a uma olimpíada com muito esforço próprio". Deputado estadual Sergio Majeski, do PSB.

FALE COM A COLUNA:

Perdas eleitorais

Theodorico sofre novas derrotas no sul; palanques de Magno têm votações inexpressivas; e Manato nada de emplacar Assumção
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/perdas-eleitorais

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários: 3

Agmarcarioca amigo do mito em Quarta, 04 Agosto 2021 21:04

se vier como vice de Sergio meneguelli ganha

se vier como vice de Sergio meneguelli ganha
Seu Madruga em Segunda, 09 Agosto 2021 18:30

Magno para senador 2022.

Magno para senador 2022.
Paulo Ricardo em Domingo, 10 Outubro 2021 21:07

ACHO QUE MAGNO MALTA DEVERIA TENTAR CONCORRER COMO DEPUTADO FEDERAL POIS A CHANCE DE SUCESSO SERIA MAIOR DO QUE COMO SENADOR! BOA SORTE MAGNO!

ACHO QUE MAGNO MALTA DEVERIA TENTAR CONCORRER COMO DEPUTADO FEDERAL POIS A CHANCE DE SUCESSO SERIA MAIOR DO QUE COMO SENADOR! BOA SORTE MAGNO!
Visitante
Terça, 19 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/