Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Segunda, 21 Junho 2021

'Corrida' final

manato_bolsonaro_soraya_redesociais Redes sociais
Redes sociais

Na véspera da visita presidencial desta sexta-feira (11) no Estado, quase nada mudou. O casal Carlos e Soraya Manato (PSL) tenta delimitar território como principal anfitrião de Jair Bolsonaro, assim como faz o vice-líder do governo na Câmara, Evair de Melo (PP), repetindo os capítulos registrados desde o anúncio da agenda por aqui, em meados de maio. O ex-presidente do PSL capixaba e a deputada federal se reuniram na tarde desta quinta (10) com Jair Bolsonaro em Brasília, e virão para cá também na manhã desta sexta. Já Evair gravou vídeo até dos "preparativos" no local da programação em São Mateus, norte do Estado, onde será realizada a entrega de casas populares do programa Minha Casa Minha Vida, rebatizado pelo presidente de Casa Verde Amarela. No único município onde Bolsonaro vai participar de uma solenidade, uma ação antiga realizada pelo Sindicato dos Petroleiros do Estado (Sindipetro-ES) para protestar contra a política de preços de combustíveis praticada no País, desta vez precisou ser adiada. Marcada inicialmente para esta sexta, às 13h, rendeu ameaças nas redes sociais. Apoiadores do presidente acusaram a medida de tentar prejudicar a visita e convocaram boicote ao posto onde os descontos seriam praticados, no bairro Bonsucesso. O dono foi o alvo, apesar de não ter nada a ver com a mobilização do sindicato, que sempre que a realiza, paga o subsídio do combustível e do gás de cozinha para mostrar qual seria o preço justo a ser cobrado da população. A ação agora passou para o sábado (12), depois – espera-se – do "fuzuê" dos seguidores de Bolsonaro. Cenas semelhantes registrada nesses anos em outras regiões do País não são mera coincidência.

Justiça
Foi no município, também, que houve pichação em outdoor da campanha nacional "O Senhor da Morte chefiando o País – Fora, Bolsonaro!, realizada por entidades ligadas à Educação, como noticiado pelo meu colega de Redação, Roberto Junquilho, nesta quinta. O caso deve acabar na Justiça.

Agora não pode
A ação do Sindipetro-ES é realizada com frequência desde o ano passado, inclusive em São Mateus, onde a Petrobras tem sede administrativa. O que mudou desta vez? A "ameaça Bolsonaro".

Dividido
A postura dos seguidores do presidente em determinar boicotes e afins não reflete, porém, a totalidade dos moradores de São Mateus. Pelo menos não foi o que revelaram as urnas, em 2018.

Dividido II
No segundo turno, o presidente venceu por margem apertada de Fernando Haddad (PT): 52,13% contra 47,87%. Já na primeira fase do pleito, um pouco mais distante, 45,73% x 35,71%, mas com 9% dos votos destinados a Ciro Gomes (PDT), projeto também antagônico ao atual.

E agora?
De lá pra cá o Brasil só desceu a ladeira, com uma lista extensa de absurdos, omissões e investigações envolvendo Bolsonaro e seus familiares, agravadas ainda mais na pandemia do coronavírus e com a CPI aberta no Senado.

Homenagem?
Por falar em Evair, ele também publicou fotos nas redes sociais de muros pintados de verde e amarelo no município, dizendo que é "homenagem ao presidente". Mais um capítulo do "confisco" da bandeira do Brasil pelos bolsonaristas.

Todas as fichas
E tem mais! Olha o anúncio para atrair a população na solenidade desta sexta em São Mateus: "O presidente fará um sorteio e uma das famílias ganhará de presente uma casa totalmente mobiliada!", publicou Evair, com fotos internas. Política pública e brinde...pode?

Previsível
Carlos e Soraya, para não fugir à regra, fizeram mais uma transmissão ao vivo na noite desta quinta-feira para falar da programação e também publicaram vídeo próprio da visita. 

'Previsão'
Poucas horas antes da chegada de Bolsonaro ao Estado, o comunicado oficial do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) que informa a entrega das 434 casas em São Mateus continua tratando a presença dele como "previsão". Junto, são anunciados o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e o presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães.

Nas redes
"Prescindir do uso de máscaras no atual estágio de evolução da pandemia no Brasil é mais uma negação da realidade e uma improbidade sanitária inaceitável. É não aprender com a evolução da pandemia e com o peso das consequências dos erros que levaram o País a ser uma grande casa em luto". Secretário de Saúde, Nésio Fernandes, sobre mais uma fala absurda do presidente Jair Bolsonaro

FALE COM A COLUNA:

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários: 1

Angelo Pasti em Sexta, 11 Junho 2021 09:30

A catinga de carniça tá no ar!!!!!

A catinga de carniça tá no ar!!!!!
Visitante
Segunda, 21 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/