Quarta, 12 Junho 2024

Pausa longa

palacio_casagrande_secomes Secom-ES
Secom-ES
Dez dias depois, nada de andar, na Assembleia Legislativa, o projeto (PL 250/2024) do líder do Governo, Dary Pagung (PSB), Mazinho dos Anjos (PSDB) e da deputada Janete de Sá (PSB), que pretende conceder outro aumento ao governador, Renato Casagrande (PSB), ao vice, Ricardo Ferraço (MDB), e ao secretariado, com efeitos nas categorias do abate-teto, situadas no topo da pirâmide do funcionalismo. A matéria está parada desde o dia seguinte à sua apresentação, no último dia 7, em meio às turbulências geradas pelo anúncio do reajuste de 4,5% para os servidores estaduais, que seguem mobilizados e aprovaram estado de greve nesta quinta-feira (16). A intenção dos parlamentares é conceder o mesmo índice a esses cargos, pesando a balança de forma ainda mais desequilibrada, já que medidas semelhantes ocorreram sucessivas vezes de 2022 para cá, enquanto a maioria dos servidores acumula perdas e tem as demandas rejeitadas. Ao contrário do ano passado, em proposta e autores semelhantes (exceção de Janete) - todos da base -, a situação deixa claro o freio do governador para evitar mais desgastes e acirramento dos ânimos. Resta saber quando – e se – o projeto será liberado ao plenário e como serão protagonizados os novos discursos. Esqueceram de combinar desta vez, hein?!

Pacote
Como já analisado aqui em mais de uma ocasião, no apagar das luzes de 2023, os salários do governador, vice e secretariado, com efeitos nessas categorias do abate-teto, receberam reajuste de 6,7%, válidos desde o início deste ano. Também já está aprovado o índice de 5,3% a partir de 2025, somando 12%. Outros vieram antes...

Pacote II
....em abril foram 5%, valor do reajuste concedido por Casagrande aos servidores no ano passado, naquele momento, ampliado para essas categorias em projeto igual ao atual. O governador vetou para tirar o dele da reta, mas não interviu, como faz agora, e a proposta passou tranquila, tranquila, com discursos exaltados de aliados da primeira fileira.

Uma tacada só
Nunca é demais lembrar que, em 2022, já tinha sido consolidada a fatia gigante desse bolo. Nada menos do que 16,9% de aumento somente para o topo da pirâmide. Maior do que o reivindicado pelos servidores na campanha salarial deste ano, de 14,38%, que se traduziram em apenas 4,5%.

Já deu!
Por falar na Assembleia, a sessão dessa quarta-feira (14) durou menos de uma hora. A pauta estava cheia, mas problemas técnicos impediram a realização dos trabalhos. Aí eu pergunto: porque cargas d'água a Casa insiste em manter sessões híbridas, iniciadas no auge da pandemia do coronavírus, a essa altura do campeonato?

Já deu II!
Única resposta possível: interesses político-eleitorais! É comum nesses dias, os deputados entrarem na sessão de qualquer lugar, em trânsito, seja como for, só para marcar presença, enquanto rodam o Estado e demarcam território em suas bases.

Arena judicial
O deputado estadual Lucas Polese (PL) gravou mais um vídeo de intimação recebida em processo movido pelo senador Fabiano Contarato (PT). Ele diz que tem audiências marcadas para o final deste mês e início do próximo, e acumula "seis, sete processos", o que chama de "assédio eleitoral". Não está nada preocupado com isso, como fez questão de mostrar...

Arena judicial II
...Polese pregou, no atual vídeo, fotos do senador na parede ao fundo, com referências ao nome "rato", que sempre repete para se referir ao senador. As ações judiciais teriam relação com outra frase que ele e os bolsonaristas falam aos quatro cantos, há tempos: "Contarato é o maior estelionato eleitoral da história do Espírito Santo". Veremos no que vai dar!

Nas redes
"(...) ao lado dos deputados estaduais Adilson Espindula e Fabrício Gandini, pudemos atualizar os debates sobre as principais necessidades do Estado, alinhar nosso comprometimento com os capixabas e reforçar que seguimos firmes na candidatura de Gandini pela Capital, Vitória (...)". Renzo Vasconcelos, presidente estadual do PSD.

FALE COM A COLUNA:

Lenha na fogueira

Com o pote de insatisfações já derramado, vem aí mais uma votação para aumentar salários do topo da pirâmide
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/lenha-na-fogueira-1-2

Sob pressão

Reajuste rende primeiras cobranças a Casagrande no plenário da Assembleia, mas...alguma chance de recuo?
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/sob-pressao-1-1

Ano lucrativo

Novo aumento nos salários de Casagrande e Ferraço, aprovado na correria da Ales, acumula índice em quase 30%. Só para quem pode!
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/ano-lucrativo

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 13 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/