Dólar Comercial: R$ 5,31 • Euro: R$ 6,29
Sexta, 04 Dezembro 2020

Piada pronta


Em meio ao debate sempre polêmico na Assembleia Legislativa sobre o projeto de instalação de telas na Terceira Ponte, do deputado estadual Euclério Sampaio (PDT), que mais uma vez não foi votado por manobra dos interlocutores do governo Paulo Hartung (PMDB) nesta segunda-feira (21), o presidente Theodorico Ferraço (DEM) suspendeu a sessão por alguns minutinhos para pensar no que fazer diante das contundentes cobranças e críticas de Euclério de que o legislativo estadual virou “um anexo do Palácio Anchieta”. Foi aí que resolveu soltar uma frase: “Esta Casa não se curva a poder algum!”. Vamos ao resumo: como o próprio deputado Sérgio Majeski (PSDB) vem falando insistentemente, nenhum projeto dos parlamentares é votado há meses, enquanto os do Executivo passam todos, todos, num piscar de olhos. Inclusive esse mesmo, das telas, já virou novela mexicana (foi protocolado em agosto e a votação está há meses na Comissão de Justiça, com sucessivos adiamentos). Constatação um: vai mexer com Rodosol, vai! Constatação dois: piada de político deveria, mas não tem hora.
Cumã?
Ainda na Assembleia, o deputado estadual Hudson Leal (PTN) protocolou um requerimento para realização de uma sessão especial para tratar das ocupações às instituições de ensino do Estado, em protesto contra a PEC 55. A sessão está marcada para esta terça-feira (22), a partir das 19h, e no requerimento diz apenas isso. Já nas redes sociais...
Cumã II?
O convite revela a real linha da proposta de Hudson. Título: “Ocupação das instituições de ensino: resultado da doutrinação partidária”. Apesar de lamentável, nada surpreendente para o deputado que foi responsável pela apresentação, em âmbito estadual, do projeto da Escola sem Partido. Movimentos sociais e lideranças das ocupações, compareçam!
Nome forte
Em Vila Velha, já apareceu no mercado político quem será o nome forte da gestão de Max Filho (PSDB). Trata-se de Alneci Cerutti, apontada como a futura secretária de Governo da administração municipal tucana.
Bater o martelo
A propósito, será nesta terça-feira (22) a sessão pública que vai definir a empresa vencedora da licitação para os serviços de ampliação do sistema de esgoto no município. O negócio está avaliado em R$ 684 milhões a serem aplicados pela Cesan, por meio de parceria com o Banco Mundial. O evento acontece na Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa) e terá presença garantida de Hartung.
Bater o martelo II
A licitação, para quem não se lembra, foi anunciada pelo governador num movimento de socorro eleitoral ao aliado e prefeito Rodney Miranda (DEM). Mas nem isso deu jeito. O demista tomou um “sacode” na disputa deste ano e sequer avançou ao segundo turno. Com a retomada do processo, capaz da vitrine cair como luva nas mãos de Max, o mais novo amigo de infância de Hartung.
Bomba-relógio
Como adiantado pela coluna, a ideia do abono natalino do presidente da Câmara de Vitória, Namy Chequer (PCdoB), como um presente de despedida dele aos servidores, deixou o prefeito Luciano Rezende (PPS) de cabelo em pé. Só medir o termômetro pelo posicionamento contrário do vereador Luiz Emanuel Zouain (PPS). “Apagar das luzes”, “contramão do interesse público”, “momento absolutamente inoportuno”...foram as expressões utilizadas por ele para criticar a proposta. 
Bomba-relógio II
É que, com o abono aos servidores da Câmara, explodirá mais uma vez a cobrança a Luciano, que não pagou nem a reposição inflacionária dos últimos dois anos aos servidores da prefeitura, embora, como denunciam diversas categorias, mantenha privilégios a uma minoria. Foram vários os protestos realizados este ano, inclusive já tratando desta questão. 
Herança
Foi publicado nesta segunda-feira (21), o acórdão do julgamento pela aprovação das contas do ex-chefe do Ministério Público Estadual, Eder Pontes, no exercício de 2015. No período, a despesa com pessoal totalizou R$ 213 milhões, correspondente a 1,79% da Receita Corrente Líquida (RCL) - o limite de alerta é de 1,8%. O problema ficou com a sucessora, a procuradora-geral de Justiça, Elda Spedo, que já extrapolou esse limite.
Nas redes
“Muita sede ao pote. Os agiotas que financiaram a campanha da oposição estão vendendo seus bens para tentar diminuir os prejuízos. Venderam um imóvel pela metade do preço e agora anunciam até caminhões coletores de lixo. Isto sim é interesse (no) público. Os guanduenses se livraram de pagar a conta”. (Prefeito de Baixo Guandu, Neto Barros – PcdoB – no Facebook).
PENSAMENTO:
“Você pode adiar, mas o tempo não posterga”. Benjamin Franklin

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 04 Dezembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection