Dólar Comercial: R$ 5,62 • Euro: R$ 6,67
Sábado, 24 Outubro 2020

'Pra cima e pra baixo'

luiz_emanuel_leonardo_sa-6006 Leonardo Sá
Leonardo Sá

Atividades de campanha do vereador Luiz Emanuel Zouain (Cidadania) publicadas em suas redes sociais foram parar no plenário da Câmara de Vitória e acabaram em anúncio de apuração pela Procuradoria da Casa. Motivo: ele está de atestado médico desde a última terça-feira (6), com validade de dez dias. O assunto veio à tona no início da sessão dessa terça (13), pós-feriado, que contava com projeto de autoria do vereador, ausente no legislativo. Wanderson Marinho (PSC) denunciou que Zouain está de licença, mas "fica nas comunidades em processo eleitoral, pra cima e pra baixo, um desrespeito à ética, à moral e ao serviço e dinheiro públicos". Tratando o fato como "vergonha", cobrou atitude da Câmara, que veio na mesma hora pelo presidente Cleber Felix (DEM). "Atestado é atestado", ressaltou, considerando a informação grave. Ele comunicou o encaminhamento do caso à Procuradoria e avisou "não somos conivente, não vamos aceitar isso". A tentativa de defesa a Zouain partiu de Davi Esmael (PSD), mas bastaram uma conversa de pé de ouvido e olhos no celular entre Denninho Silva, do mesmo partido de Zouain, e Clebinho, para logo reforçar: "não é só foto, é vídeo, de caminhada, pedindo voto. Parece que procede, vamos ver o que está acontecendo", afirmou o presidente. Restou a Davi a provocada final, para além do atestado (que, sim, exige providências): "quanto mais eu vejo atuação conjunta do Cidadania, mais fico feliz por estar no PSD", ironizou. A base do partido do prefeito Luciano Rezende na Câmara é formada por quatro vereadores – Zouain, Denninho, Leonil e Vinícius Simões -, incluindo outras legendas e o próprio Wanderson, todos candidatos à reeleição. A essa altura do campeonato, porém, essas ligações viram mero detalhe: prevalece a máxima: aliados, aliados, eleição à parte!

'Repousar'
No último sábado (10), Zouain também publicou em suas redes sociais: "Depois de uma intervenção médica/cirúrgica no joelho direito, agora é repousar, recuperar e continuar nosso #TrabalhoPorVitória. Com Fé em Deus e muita disposição, nada vai nos parar! Vamos em frente".

Circulando
Os outros registros mais recentes são na feira de Jardim da Penha, ao lado de Gandini, horas antes da cirurgia e já com o atestado valendo e, nessa segunda, de caminhada e reunião com moradores no Moscoso, na Ilha de Santa Maria.

Circulando II
As fotos estão no Instagram e os vídeos dos comentários dos vereadores seriam de stories, apagados automaticamente após 24h. Aliás, o lançamento oficial da campanha de Zouain também foi anunciado: sexta-feira (16), às 19h, no Clube 106.

Vale-tudo
Como dito aqui na coluna na semana passada, o Cidadania tem em Vitória 15 candidatos a vereador este ano. Já dos atuais donos de cadeira, 15 ao todo, 11 estão na briga pela reeleição e três na disputa à prefeitura. Mazinhos dos Anjos (PSD) e Neuzinha de Oliveira (PSDB) como cabeça de chapa e Nathan Medeiros (PSL) na vice de Gandini.

Urna
Preocupados com o "cara, crachá" das urnas em 15 de novembro, vai virando moda entre os candidatos a prefeito no Estado o uso de máscaras transparentes, de meio rosto. Cada dia aparece mais concorrente com o mesmo modelo. Se bobear, não tem pra quem quer.

Pelas beiradas
Há meses tentando emplacar o título de único candidato do presidente Jair Bolsonaro e da direita à prefeitura de Cariacica, Subtenente Assis (PTB) já publicou vídeo com a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, com o presidente nacional do seu novo partido, Roberto Jeferson, e com o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL). Mas o "ator principal", por enquanto, nada.

Pelas beiradas II
A propósito, já que perguntar não ofende: um "time" desse de apoiadores em Cariacica, ganha ou tira votos?

Palanques
Em Cachoeiro de Itapemirim, sul do Estado, o deputado estadual Theodorico Ferraço (DEM) precisou ir a público negar possível acordo com o PSB do governador Renato Casagrande, que tenta reeleger o prefeito Victor Coelho, em troca do apoio do partido a sua mulher, deputada federal Norma Ayub (DEM), à prefeitura de Marataízes. Ferraço lançou por lá, como se sabe, o apadrinhado do casal, Diego Libardi (DEM).

Fora
Apelidada por muitos anos de "madrinha dos prefeitos" e em baixa eleitoral desde o pleito de 2018, a senadora Rose de Freitas saiu do Podemos antes de ser expulsa no mês passado, depois da autoria da PEC da reeleição do Congresso Nacional, e, até agora, parece distante da disputa deste ano. Vai apoiar quem, afinal? Prefeitos aliados, ex-correligionários, ninguém?

PENSAMENTO:
"Em política, o que parece é". Francisco Sá Carneiro

Pazes com o eleitorado?

Dez ex-vereadores ressurgem no cenário em Vitória. Dois, com muito tempo de casa: Zezito Maio e Alexandre Passos
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/pazes-com-o-eleitorado

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 24 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection