Quinta, 26 Mai 2022

Saindo da 'toca'

evair_ricardo_magalhaes_quintino_redesociais Redes sociais
Redes sociais

Antes mesmo da polêmica que o tirou do comando do partido União Brasil (fusão DEM-PSL), o ex-senador Ricardo Ferraço já aparecia nas cotações do mercado de candidaturas majoritárias para este ano, dentro do arco de alianças do governador Renato Casagrande (PSB), de quem se aproximou nos últimos anos. Mas desde então, também, mantém uma postura discreta e de poucas declarações públicas sobre o pleito, deixando em aberto o possível projeto. Recentemente, as apostas voltaram à mesa, quando Ferraço se filiou ao PSDB, seu antigo partido. De novo, vieram as perguntas: vice-governador ou Senado novamente? E nada de sinais claros. O cenário começa, porém, a ganhar novos contornos, com Ferraço aparecendo em fotos nas redes sociais, em convites de anúncios de entregas e encontros reunindo a classe política e o empresariado. Nesta segunda-feira (9), ele foi exaltado em convite para entregas de equipamentos a prefeituras no Pavilhão de Carapina, na Serra, pelo deputado bolsonarista Evair de Melo (PP), segundo ele, resultado de uma "parceria" em emendas passadas. Outro dia, os dois estiveram juntos em evento de posse do novo comando do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Guarapari (Sindicig). Nas redes, o ex-senador rompeu um silêncio que vinha desde agosto de 2021, retomando, enfim, algumas publicações, uma delas em Aracruz, norte do Estado, e outra defendendo o indulto concedido pelo presidente Jair Bolsonaro ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), bem como crítica a Lula. O presidente estadual do PSDB, deputado Vandinho Leite, tem condicionado o apoio ao palanque de Casagrande a um espaço na eleição majoritária. Ferraço, cada vez mais, é uma das peças que se movem no jogo.

Derrota
As atuais emendas vêm do último mandato de Ferraço no Senado, que se encerrou em 2018. Ele perdeu a disputa junto com outro "medalhão", Magno Malta, candidato declarado ao cargo este ano. Na disputa, passaram na frente os novatos, Marcos do Val (Podemos) e Fabiano Contarato (PT).

Concorrido
No encontro em Guarapari, para posse da diretoria do Sindicig, presidido por Nilo Carlos Severgnine, também compôs a mesa o prefeito, Edson Magalhães, e ainda deputados da base e ex-secretários estaduais, como Alexandre Quintino (PDT) e Tyago Hoffmman (PSB), ambos candidatos à Assembleia.

Concorrido II
Outras figuras pra lá de conhecidas compareceram, como o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Rodrigo Chamoun, e representantes e ex-presidentes da Federação das Indústrias do Estado (Findes), um deles Leonardo de Castro, atual vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Idas e vindas
Vandinho Leite, só para lembrar, saiu da condição de oposição ferrenha ao governo do Estado para aliado. Mas alguns ruídos começaram a surgir durante as articulações eleitorais, e ele pisou no freio. Primeiro disse que o apoio a Casagrande não estava garantido, depois apresentou condições.

Idas e vindas II
Nesse final de semana, novo "giro" na política. Vandinho participou de solenidades pelo interior junto com Casagrande, para entregas, autorização de obras e afins. Ou seja, haja água pra rolar debaixo dessa ponte!

Perdeu o título
Voltando a Evair, enquanto ele espalha parceria com Ricardo Ferraço e participa de eventos do governo, integrantes do grupo bolsonarista ligados a Carlos Manato (PL) protestam nas redes sociais. O vereador de Vitória Gilvan da Federal (Patriota) divulgou vídeo de duas mulheres se dizendo pé da vida com Evair. Perdeu o título verde-amarelo?

Perdeu o título II
Elas participaram do ato de 1º de maio dos seguidores do presidente, de Vila Velha a Vitória, e o deputado teria pedido para tirar foto, publicando depois em suas redes. As mulheres afirmaram que só souberam depois que era "o deputado que votou pela prisão de Daniel Silveira", uma das pautas do ato. As duas exigiram que Evair apagasse a imagem, mas a mesma segue lá na publicação.

Perdeu o título III
Embora um dos vice-líderes de Bolsonaro na Câmara Federal, Evair e o grupo de Manato já protagonizaram polêmicas anteriores nessa marcação de território de aliados do presidente. O deputado é crítico de Casagrande, mas faz parte do PP, partido da primeira fileira de alianças do governador.

Vitrine
Ano de eleição, os políticos-candidatos aproveitam toda e qualquer brecha para se mostrar ao eleitorado. Nesse sábado (7), um grupo foi ao Campeonato Estadual de Canoa Havaiana, na Curva da Jurema, em Vitória, justamente na hora da premiação e dos holofotes. Quem, quem?

Vitrine II
...pois bem, o presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso (Republicanos), levado pelo prefeito Lorenzo Pazolini, do mesmo partido, o também deputado estadual Torino Marques (PTB), e até o presidente da seccional capixaba da Ordem dos Advogados do Estado (OAB-ES), José Carlos Rizk Filho.

Vitrine III
Erick, como se sabe, é candidato ao governo do Estado do campo de oposição, e circula por tudo quanto é agenda de Pazolini na Capital. Já Torino vai disputar a Câmara Federal, enquanto Rizk, vez ou outra, é considerado para futuros planos eleitorais, e tem se envolvido, por meio da Ordem, em questões fora da alçada da OAB.

Nas redes
"Todo dia uma notícia desanimadora do governo Bolsonaro. A de hoje é que o salário mínimo perdeu o poder de compra pela primeira vez em 28 anos e o cenário ainda pode piorar com as projeções da inflação cada vez maiores (...). Karla Coser, vereadora de Vitória pelo PT.

FALE COM A COLUNA:

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 26 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/