Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Quarta, 03 Março 2021

Só pensa nisso

capitaoassumcao_ladrao_video_reproducao Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Alvo de “porradas” de adversários durante a pandemia do coronavírus, o governador Renato Casagrande resolveu reagir, só que na Justiça. E já obteve decisões favoráveis, incluindo uma contra o deputado estadual Capitão Assumção (Patri), que foi obrigado pelo TJES a excluir postagens publicadas nas redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter) que acusavam Casagrande, como citado aqui outro dia, de "roubo de dinheiro público", "ladrão" e "bandido" em decorrência de contratos assinados neste período, inclusive com imagens montadas do governador. Mas não satisfeito, e pelo visto nada preocupado com a Justiça, Assumção voltou a atacar. Desta vez, em vídeo em que aparece sem falar, porém o fazendo por meio de mensagens exibidas em folhas que repetem termos usados anteriormente. Além de afirmar que Casagrande “tentou o calar” desde que começou a investigar “compras e contratos superfaturados, sem licitação”, Assumção avisa que “não pode mais chamá-lo de ladrão”, que recorre da decisão, e agora fiscaliza “ainda mais e com sangue nos olhos”. Para finalizar, “atenção comunista, vai roubar no inferno”. Constatação: obcecou nessa estratégia, mesmo! Motivo: o cenário atual favorece e dá palanque (a postagem do vídeo no Facebook registrou, em menos de 24 horas, 7,5 mil compartilhamentos, 4,4 mil reações e 1,3 mil comentários). 

Em apuros
A propósito, Assumção também lançou no vídeo a mais recente moda dos aliados do presidente, resultado da grave crise aberta pelo ex-ministro Sergio Moro: a campanha #fechadocombolsonaro. O presidente, de fato, está precisando de um “help”.

Em apuros II
O casal Carlos e Soraya Manato (PSL) também não poderia ficar de fora da estratégia. Nas redes sociais dos dois, a mensagem é igual, com um “detalhezinho” a mais. “Fechados com Bolsonaro até o fim”. 

Mais do mesmo

A nova procuradora-geral de Justiça, Luciana Andrade, toma posse na próxima segunda-feira (4), às 10h, no auditório do Ministério Público do Estado (MPES). A cerimônia será transmitida ao vivo pelos canais do Youtube e Facebook, devido à pandemia do coronavírus. Aliada há anos do atual procurador, Eder Pontes, a gestão de Luciana é de continuidade, com término em 2022 – caso não busque, é claro, a reeleição.

Um olho no peixe
Passada a posse, as atenções se voltam a Eder para ver sua acomodação ao lado de Luciana e suas movimentações na direção de conquistar uma cadeira no Tribunal de Justiça, a partir de vaga aberta em 2021. Eder, como se sabe, desistiu da reeleição na última hora, surpreendendo o mercado e os próprios membros do MPES, dedicando-se a eleger Luciana. Quando fez o mesmo com Elda Spedo, continuou dando as cartas no órgão ministerial.

Uma atrás da outra
A Câmara de Vitória segue colecionando “trapalhadas” em tempos de pandemia. Depois da sessão presencial da última semana que deveria ter sido feita de forma virtual e, ainda pior, não votou nada, outra foi realizada nesta terça-feira (28). E olha só

Teoria e prática
o ex-secretário municipal de Meio Ambiente, Luiz Emanuel Zouain (Cidadania), que voltou ao legislativo para se candidatar este ano, falou ao microfone da tribuna sem máscara. Não respeitou nem a pandemia, nem o decreto do aliado e ex-chefe, prefeito Luciano Rezende. Nas redes sociais do vereador, no entanto, sobra a hashtag #usemascara.

Cartão vermelho
Roberto Martins (Rede), usando máscara, advertiu Zouain e logo avisou que não usaria mais o microfone pelo risco de contaminação. Isso tudo porque o presidente Cleber Felix (DEM), para tentar justificar as sessões presenciais, garantiu rigor nas medidas de prevenção à Covid-19. Sei!

No encalço
O vereador de Vila Velha Arnaldinho Borgo (Podemos), candidato à prefeitura, segue no encalço da gestão de Max Filho (PSDB), seu principal adversário. Ele conseguiu aprovar requerimento de convocação da “cúpula” de Meio Ambiente do município para explicar denúncias de irregularidades na construção dos novos quiosques na orla de Itaparica e Itapoã. Tudo presencial também!

No encalço II
A convocação é para a sessão desta quarta (29), direcionada ao secretário José Vicente de Sá Pimentel, que já comunicou não participar porque faz parte do grupo de risco; à subsecretária Marjory Boldrini da Silva; e à coordenadora de Licenciamento Ambiental, Giovana Martinelli da Silva Simõe. Arnaldinho diz que teve acesso aos documentos negado, tanto da demolição dos quiosques antigos como do licenciamento atual, e que há crime contra restinga.

Com Huck
O deputado federal Felipe Rigoni (PSB) dividiu, nessa segunda-feira (27), holofote com o apresentador de TV Luciano Huck, pupilo do ex-governador Paulo Hartung. No evento Brazil Conference, com o tema: elaboração de uma Agenda Para o Desenvolvimento Social, segundo Rigoni, para reduzir as desigualdades no País.

Me engana
Por falar nisso, Hartung continua marcando presença em lives pelo País afora, dando “aula de gestão”. Na maioria das vezes, como já mostrado aqui, no estilo “faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço”. 

PENSAMENTO:
Não há problema tão grande que não caiba no dia seguinte. Millôr Fernandes


Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários: 2

Jacyr da Silveira Filho em Domingo, 03 Mai 2020 12:44

Sinceramente, acho que o Deputado Estadual, Cap Assunção, deveria dedicar seu tempo a propor idéias e Leis que beneficiem o povo capixaba e principalmente a classe a quem ele diz representar, os Policiais Militares. Sua postura já está enjoando, em tempo de pandemia, não apresentou nada, não abriu mão de nada, só críticas. Junte os documentos que tem e prove na justiça e peça o impedimento do Governador, mas pare com baixaria. Não entendo, eleito para ser deputado, não tira a farda e ainda quer ser prefeito de Vitória-ES. Então só pensa em seu projeto pessoal, como aquele que tenta imitar o Jair Bossal Naro.

Sinceramente, acho que o Deputado Estadual, Cap Assunção, deveria dedicar seu tempo a propor idéias e Leis que beneficiem o povo capixaba e principalmente a classe a quem ele diz representar, os Policiais Militares. Sua postura já está enjoando, em tempo de pandemia, não apresentou nada, não abriu mão de nada, só críticas. Junte os documentos que tem e prove na justiça e peça o impedimento do Governador, mas pare com baixaria. Não entendo, eleito para ser deputado, não tira a farda e ainda quer ser prefeito de Vitória-ES. Então só pensa em seu projeto pessoal, como aquele que tenta imitar o Jair Bossal Naro.
N.S.H em Quarta, 06 Mai 2020 13:26

Só na mente diabólica, uma pessoa chega ao ápice de achar ridículo, denunciar fatos que aparentam ser ilegais. Quem nos dera se todos os políticos fossem como Bolsonaro e Cap. Assunção, o Brasil seria hoje país desenvolvido.

Só na mente diabólica, uma pessoa chega ao ápice de achar ridículo, denunciar fatos que aparentam ser ilegais. Quem nos dera se todos os políticos fossem como Bolsonaro e Cap. Assunção, o Brasil seria hoje país desenvolvido.
Visitante
Quarta, 03 Março 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection