Quarta, 12 Junho 2024
Redes Sociais

'Laurenir não vivia no meio da violência, ele combatia a violência'

Família relata que o professor e ativista, assassinado no último sábado, foi morto asfixiado, e não a facadas