Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Quarta, 27 Janeiro 2021

Pesquisa vai levantar demandas de ciclistas em Vila Velha

bike_vv_prefeitura_vila_Velha PMVV

Depois de realizar um levantamento com ciclistas e pessoas que desejam usar a bicicleta no município de Vitória, o Coletivo Pedalamente lançou uma outra iniciativa similar, desta vez com foco em Vila Velha. Os resultados obtidos por meio de respostas a um formulários online anônimo pretendem servir de base para levar questões para o poder público do município para melhorar as condições de trânsito e segurança para quem trafega em bicicleta.

O levantamento com 11 perguntas inclui uma primeira etapa na qual o participante fala sobre sua relação com a bicicleta e hábitos de transporte e, em seguida, aborda as dificuldades encontradas em Vila Velha na hora de pedalar.

O formulário fica aberto até o dia 10 de setembro, quando termina o período de coleta de respostas. O resultado final será transformado num relatório a ser divulgado pelo Pedalamente em suas páginas nas redes sociais.

PMVV
Resultados em Vitória

Na pesquisa realizada na Capital, cujo resultado foi divulgado em julho, 171 pessoas responderam, sendo que mais de 70% delas usam bicicleta ao menos cinco vezes por semana e quase metade delas costuma fazer percursos de mais de 5 quilômetros de distância pedalando.

O resultado da percepção desses ciclistas é de que a maior dificuldade no uso cotidiano ou empecilho para aderir a um uso constante do veículo não-motorizado é a falta de estrutura cicloviária em Vitória, conforme indicado por 81,2% dos participantes da consulta. Também com grande relevância aparece a falta de educação no trânsito, apontada por 61,2% dos que responderam, dado que a pesquisa permitia múltiplas opções. O terceiro ponto considera - este por bem menos ciclistas - a falta de conectividade entre as estruturas existentes, apontadas por 16,5% como um problema importante.

A pesquisa ainda reuniu a opinião de ciclistas sobre as ruas e avenidas mais perigosas que precisam de intervenções para garantir a segurança de quem transita em bicicleta e também consultou sobre as ciclorrotas propostas pela prefeitura de Vitória.

Coletivo Pedalamente

O Coletivo Pedalamente se define com um movimento auto-organizado e autogerido que visa a "incentivar o debate e trazer novas perspectivas sobre mobilidade urbana nas cidades, subvertendo a lógica de trânsito que impõe uma ditadura motorizada pelas cidades da Grande Vitória". O direito à cidade e o fomento à participação popular estão entre os princípios do grupo.

"Quebrando os paradigmas e mostrando que a bicicleta não é somente uma forma de lazer, mas também uma ferramenta de transformação social, o Pedalamente pensa e executa ações provocando discussões e intervenções sobre direitos e deveres das/os ciclistas. Desta forma, facilitando o convívio entre os modais e priorizando a mobilidade ativa, a acessibilidade, a independência, a segurança, o pensamento crítico, o respeito, a emancipação e a liberdade", diz a apresentação do Pedalamente, que representa o Espírito Santo na campanha "Bicicleta para futuros possíveis", promovida pela União de Ciclistas do Brasil (UCB) na busca por apresentar as vantagens do uso da bicicleta e necessidades de ações do poder público para ampliar seu uso durante e após a pandemia do coronavírus.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários: 3

Cassio em Quarta, 19 Agosto 2020 09:11

Acho que também deveriam ser criadas punições severas as ciclistas que trafegam na calçada. Deveriam ser feitas campanhas de educação e conscientização dos ciclistas que andam na contra-mão e também nas calçadas. Ciclistas amam dizer que são os desfavorecidos no trânsito mas são os primeiros a quebrarem as regras, por diversas vezes corri risco de ser atropelado na calçada, tenho certeza que milhares de pessoas já passaram pela mesma situação então os primeiros que deveriam ser orientados são os ciclistas

Acho que também deveriam ser criadas punições severas as ciclistas que trafegam na calçada. Deveriam ser feitas campanhas de educação e conscientização dos ciclistas que andam na contra-mão e também nas calçadas. Ciclistas amam dizer que são os desfavorecidos no trânsito mas são os primeiros a quebrarem as regras, por diversas vezes corri risco de ser atropelado na calçada, tenho certeza que milhares de pessoas já passaram pela mesma situação então os primeiros que deveriam ser orientados são os ciclistas
Isaías augusto campos em Quarta, 19 Agosto 2020 13:06

Acho que tem que aver mesmo melhoria para mobilidade dos ciclistas mas também educação para os mesmos pois e uma via de duas mãos , não podemos só exigir melhoria devemos como ciclista e cidadão cumprir as regras.

Acho que tem que aver mesmo melhoria para mobilidade dos ciclistas mas também educação para os mesmos pois e uma via de duas mãos , não podemos só exigir melhoria devemos como ciclista e cidadão cumprir as regras.
Cleber em Quinta, 20 Agosto 2020 10:41

Uso a bike deslocamento para o trabalho, esporte e laser. Não uso em outras tarefas como ir em comercio devido ao medo de furto e roubo.

Sobre o formulário acho q a oitava pergunta deveria ter a opção "assedio e segurança" separadas.

Uso a bike deslocamento para o trabalho, esporte e laser. Não uso em outras tarefas como ir em comercio devido ao medo de furto e roubo. Sobre o formulário acho q a oitava pergunta deveria ter a opção "assedio e segurança" separadas.
Visitante
Quarta, 27 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection