Sábado, 04 Dezembro 2021

Capixabas concorrem a importante prêmio de arte contemporânea

geovanni_lima_foto_tom_fonseca Tom Fonseca

Uma das mais importantes premiações das artes visuais do Brasil, o Prêmio Pipa costuma selecionar e revelar talentosos artistas em início de carreira. Em 2021, entre os 67 indicados, estão seis artistas do Espírito Santo, mostrando a força da arte contemporânea no Estado nos últimos anos.

Além da votação dos especialistas, que premia cinco dos indicados, ocorre em paralelo o Pipa Online, que dará outros dois prêmios apenas com voto popular e pela internet. A capixaba Kika Carvalho está no terceiro lugar geral da votação na última parcial. O primeiro turno termina neste sábado (21), e se classifica para a fase final quem conseguir mais de 500 votos. André Arçari e Geovanni Lima (foto capa) são outros artistas do Espírito Santo que já garantiram vaga no segundo turno, que terá nova votação entre 29 de agosto e 4 de setembro. Charlene Bicalho (foto abaixo) e Rubiane Maia também estão na disputa para conseguir a classificação. Para votar é preciso entrar aqui e selecionar três artistas.

Além dos já mencionados, outra artista que não participa da disputa online mas concorre no Prêmio Pipa é Castiel Vitorino Brasileiro, indicada também em 2019. O Pipa se coloca como "A janela para a arte contemporânea brasileira".

Charlene Bicalho. Foto: Divulgação

Quarto de Cura em Sorocaba

Falando em Castiel Vitorino, sua instalação Quarto de Cura, exposta inicialmente no Museu Capixaba do Negro (Mucane) e depois no morro da Fonte Grande, ganhou uma nova versão durante a Frestas - Trienal de Artes, que acontece no Sesc Sorocaba, no interior de São Paulo. O conceito é o diálogo entre a arte, a psicologia e as plantas medicinais de uso tradicional, ganhando a cada instalação uma nova configuração. A atual fica por lá até 30 de janeiro de 2022, numa mostra que conta com obras de 53 artistas e coletivos de diferentes nacionalidades. Como já mencionei anteriormente, obras de Castiel e de Kika Carvalho também estão em exposição na Pinacoteca, em São Paulo.

Artista 'invadiu' praia da Casa do Governador

No último dia 14 foi apresentado o projeto do Parque Cultural Casa do Governador, que transforma a residência oficial, na Praia da Costa, em Vila Velha, num espaço para arte e cultura, com previsão de abertura no primeiro semestre de 2022, uma grata novidade para os capixabas. A reivindicação para melhor uso do local não é de hoje.

No dia 7 de setembro de 2018, o artista Alexandre Marin realizou uma performance, registrada em vídeo com uma câmera afixada em sua cabeça, no qual "invade" a nado a praia particular da casa. A intenção era denunciar a zona de exclusão, contrariando o artigo 10 do Plano de Gerenciamento Costeiro, que prevê o livre acesso às praias. O artista viu o local, onde os governadores não residem de fato, como um símbolo de privilégio e segregação. Mesmo sem saber o que esperava, ele conseguiu não só chegar até a praia como sair pela porta da frente, embora isso não esteja registrado no vídeo. Depois do ato, Alexandre Marin ainda acionou o Ministério Público para saber sobre o uso da casa, mas este consentiu que estaria dentro da lei, por ser residência oficial.

Banda de congo lança disco em Vila Velha

Terra de Congo é o nome do segundo disco da Banda de Congo Beatos de São Benedito, de Vila Velha. A obra será oficialmente lançada neste domingo (22), às 10h30 no Parque da Prainha. Com 13 canções, a obra já pode ser ouvida no YouTube Music.

Sonorizador de Cariacica participa de financiamento coletivo 

Técnico de som de Flexal, em Cariacica, com 23 anos de experiência, Paulo de Souza, o Paulinho, participa da campanha de financiamento colaborativo do projeto Em Frente, do Benfeitoria, em que um fundo triplica o valor doado por colaboradores via cartão de crédito, boleto bancário e até PIX.

Caso consiga atingir a meta de R$ 5 mil em doações, que serão convertidos em R$ 15 mil pelo Fundo Enfrente, ele conseguir pagar as dívidas acumuladas pela paralisação das atividades na pandemia, adquirir novos equipamentos e oferecer workshops de sonorização de eventos para 30 pessoas de sua comunidade, que receberão bolsas para participar. As doações vão até 31 de agosto neste link.

Divulgação

Documentário retratará greve ocorrida em 2011 

Estão abertas até 29 de agosto, as inscrições de propostas para realização de um documentário sobre uma greve de servidores de 2011, que durou três meses com reivindicações de melhores condições de trabalho e adequação do plano de carreira. Com duração prevista de 15 minutos, o filme é realizado pelo Sinasefe Ifes, sindicato que representa os servidores do Ifes. Mais informações aqui: https://bit.ly/DocumentarioSinasefe 

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 04 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/