Sexta, 12 Julho 2024

Filme de capixaba concorre a prêmio máximo no Festival de Berlim

Filme de capixaba concorre a prêmio máximo no Festival de Berlim

O filme brasileiro Todos os Mortos está concorrendo ao Urso de Ouro, prêmio máximo de melhor filme no Berlinale - Festival Internacional de Filmes de Berlim, um dos mais importantes e tradicionais do cinema mundial, que realiza este ano sua edição de número 70. Por trás da produção está um capixaba, Caetano Gotardo, que compartilha roteiro e direção da obra com Marco Dutra. Nativo de Vila Velha, ele foi estudar Cinema na Universidade de São Paulo (USP) em 1999. Foto: Berlinale


História sobre Brasil pós-escravidão


Em Todos os Mortos, a história ficcional se passa no final do século 19, pouco depois da abolição da escravatura no Brasil, evidenciando a manutenção das diferenças e problemas sociais e raciais no país. O resultado do grande vencedor do festival será anunciado neste sábado (29). O Brasil já venceu o prêmio duas vezes com Central do Brasil (1998) e Tropa de Elite (2008). Neste ano, além de Todos os Mortos, o Brasil participa com outros 18 filmes em outras categorias do Berlinale, incluindo co-produções com outros países. Apesar dos ataques do governo Bolsonaro ao cinema e às artes, o Brasil brilha internacionalmente ainda rendendo frutos de políticas de fomento de governos anteriores.


Vale lembrar


No ano passado, outra capixaba também se destacou no Berlinale. A cineasta Eliza Capai consagrou-se ao levar dois troféus, o Prêmio da Paz e o Prêmio da Anistia Internacional, ambos pelo filme Espero Tua Re(volta), sobre as ocupações de escolas por estudantes secundaristas em São Paulo. Assim como Caetano, Eliza estudou na USP entre o final dos anos 90 e início dos 2000, mas se formou em Jornalismo, seguindo logo carreira como documentarista. Foto: Felipe Trueba/EFE 


César MC na Europa


Outro artista do Espírito Santo que teve uma passagem frutífera pela Europa recentemente foi o rapper César MC. Originário do Morro do Quadro, em Vitória, ele esteve participando de uma mixtape da produtora Pineapple com outros artistas, resultando em dez videoclipes e duas faixas bônus filmados na Espanha, França e Portugal. Até agora já saíram dois clipes com participação do MC capixaba: "Do Alto do Morro", gravado em Paris com Dk7, e o love song "Talvez", parceria com Luccas Carlos, com clipe no litoral português. No ano passado, o capixaba também gravou um EP no Uruguai com Xamã, Chris e Knust. Os rappers capixabas Dudu e Noventa são outros que realizam trabalhos com a Pineapple formando com César MC o trio chamado de TemorES, em referência ao estado de origem dos integrantes.


Solidariedade carnavalesca


Nem tudo foi alegria no Carnaval de Vitória. O Bar do Paulão, localizado no Centro de Vitória, aos pés do morro da Fonte Grande foi roubado amargando perdas de dois dias de vendas. Em apoio, vários blocos que desfilam no bairro se reuniram para um evento de solidariedade neste sábado (29), de 14h às 21.  Batizado como "Bloco Na Ladeira com Paulão", a atividade vai contar com bateria, instrumentistas e DJs de nove projetos e blocos do Centro: Regional da Nair, BatuQdellas, Afro Kizomba, Bekoo das Pretas, Cadê Maria, Puta Bloco, Amigos da Onça, Bloco da Oficina e Samba da Mão Pelada. Foto: Divulgação/ Bloco da Oficina


Mulheres das Letras


Em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres, a Academia Feminina Espírito Santense de Letras realiza no dia 10 de março, às 19h, no Plenário Dirceu Cardoso da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, uma sessão solene que dará posse a duas novas integrantes, as escritoras Manoela Ferrari e Maria Inês Marreco, ambas naturais de Vitória. Na ocasião também será feita homenagem aos 130 anos de nascimento de Guilly Furtado Bandeira, que em 1914 se tornou a primeira mulher capixaba a publicar uma obra literária.


Lançamentos literários na Ufes


Na próxima sexta-feira, 6 de março, às 18h, acontece a entrega do IV Prêmio Ufes de Literatura no Teatro Universitário. Escritores foram premiados em seis categorias, que serão publicadas pela Editora Universitária da Ufes (Edufes). Além de poder autografar as obras direito com os autores, quem comparecer poderá adquirir os livros a preços promocionais, com cada livro a R$ 30 ou todas as seis obras vencedoras por R$ 90. Na ocasião também serão pré-lançados várias obras acadêmico-científicas publicadas pela Edufes, com desconto de 40%. O evento contará com abertura do Coral da Ufes e show com o artista André Prando cantando repertório em homenagem a Sérgio Sampaio.

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 12 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/