Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Quinta, 05 Agosto 2021

Filmes LGBTQI+ vencem Festival de Cinema de Vitória

inabitaveis_dancarinos_luara_monteiro Luara Monteiro

Na noite desse domingo (29), o Festival de Cinema de Vitória realizou o anúncio dos filmes premiados em sua 27ª edição, a primeira totalmente online por conta da pandemia do novo coronavírus. A mais tradicional das mostras do evento, a Mostra Competitiva Nacional de Curtas, premiou dois filmes que trazem a temática LGBTQI+ e de negritude em destaque: Perifericu (SP), de Nay Mendl, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda e Vita Pereira, venceu como Melhor Filme pelo Júri Técnico. O Júri Popular da categoria apontou como vencedor a obra Inabitáveis, do diretor capixaba Anderson Bardot.

Com protagonistas negros e LGBTQI+, Inabitáveis conta um espetáculo de dança contemporânea encenado por Luciano Coelho e Mauro Marques, em paralelo com o desenvolvimento da amizade de um coreógrafo experiente interpretado por Markus Conká, com Pedro, "um jovem menino negro que não se identifica como menino". Os quatro receberam uma menção honrosa do júri pelas interpretações na obra. Inabitáveis foi filmado tendo como cenário a cidade de Vitória e diversas de suas paisagens, além de uma cena gravada nas ruínas da igreja de São José de Queimado, local da maior rebelião de negros escravizados no Espírito Santo.

Já Perifericu, produzido em São Paulo, aborda vivência de Denise e Luz, moradoras da periferia da capital paulista, uma lésbica e a outra travesti, que transitam pela metrópole com seus desafios e contradições. A obra estará disponível para ser assistida desta terça-feira (1) a domingo (6) na Mostra Queer do Festival de Cinema Latino-Americano El Caracol, pelo YouTube.

Na Mostra Competitiva Nacional de Longas, o Júri Técnico deu o prêmio de Melhor Filme a Para Onde Voam as Feiticeiras, de Eliana Caffé, Carla Caffé e Beto Amaral, que também ficaram com o prêmio de Melhor Direção. Já o Júri Popular elegeu Melhor Filme Pureza, de Renato Barbieri, estrelado pela atriz Dira Paes, que dividiu o prêmio de Melhor Interpretação com Simone Spoladore, pela atuação em O Livro dos Prazeres.

Na Mostra Foco Capixaba, composta por filmes feitos no Espírito Santo, o premiado pelo Júri Técnico foi Amargo Rio Doce, de Ricardo Sá, e pelo Júri Popular O Trauma é Brasileiro, de Castiel Vitorino Brasileiro e Roger Ghil.

Veja abaixo a premiação completa do festival. Durante seis dias de programação, o evento exibiu online 101 obras em mostras competitivas e não-competitivas, além de realizar bate-papo com diretores e homenagens ao cineasta e cineclubista Claudino de Jesus e ao músico Gilberto Gil.

Festival de Cinema de Vitória exibe mais de 100 filmes online

'Cemitério das Almas Perdidas' é o filme da sessão de abertura do evento gratuito de 24 a 29 de novembro
https://www.seculodiario.com.br/cultura/festival-de-cinema-de-vitoria-exibe-mais-de-100-filmes-online

'Sou a mensageira que anuncia a transmutação que nomeamos Travesti'

Destaque na Alemanha, Castiel Vitorino reflete em video-performance sobre fronteiras e intercessões de gênero e raça
https://www.seculodiario.com.br/cultura/sou-a-mensageira-que-anuncia-a-transmutacao-que-nomeamos-travesti

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 05 Agosto 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/