Quarta, 10 Agosto 2022

Zona Literária reúne diversidade de escritores capixabas

Suely_bispo_divulgacao Divulgação

Um encontro da diversidade e da novidade da literatura do Espírito Santo, especialmente da Grande Vitória, é o que se encontrará na Zona Literária, evento que acontece no próximo final de semana, nos dias 12 e 13, de 17h às 21h, na Thelema, espaço cultural do Centro de Vitória.

O objetivo é reunir diferentes escritores de vários gêneros. Tem gente de slam, poesia, prosa, romance e contos. "É como uma festa para juntar pessoas que escrevem de forma que dialogam também com uma literatura diversa e política, não no sentido panfletário, mas que fala das vivências, dos sentimentos, é algo que conecta esses escritores, uma literatura muito forte, muito viva", diz Lívia Corbellari, uma das organizadoras.

Uma edição "número zero" da Zona Literária ocorreu no Viradão 2019, em Vitória, já que essa nova edição é tratada como a primeira, tendo contado com recursos do Fundo Estadual de Cultura. Lívia aponta que os 16 convidados para o sarau, oito em cada dia, são escritores diversos mas que publicaram obras recentemente. "São escritos que traduzem muito esse momento que estamos vivendo, as pessoas vão se identificar com temas e questões provocadas por esse sarau", acredita a escritora e produtora cultural.

Participam no sábado Janio Silva, Suely Bispo, Ingrid Carrafa, Cora Made, Anaximandro Amorim, Hugo Estanislau, Patricia Ilus e Mar Céu. No domingo os convidados são Cinthia Caetano, Sara Lovatti, Natasha Siviero, Renata Bomfim, Júpiter, Ríssiani Queiróz, Ediphôn Souza e Stel Miranda. Após a apresentação destes, será aberto o microfone para livres manifestações.

Stel Miranda é um dos escritores convidados para o sarau.  Foto: Divulgação
Antes de cada sarau, haverá ainda mesa de debate, que ganhou o nome de Converso. Na primeira delas, o tema será Fanzines e mensagens participativas, tendo como debatedores Mar Céu, Henrique Pariz, Fernando Nandolfo e Savya Alana. Na ocasião será inclusive lançado o zine Zal, que reúne obras inéditas dos 16 participantes do sarau especialmente para o evento. "Os zines são alternativas mais simples e baratas para pessoas que querem publicar, mostrar sua literatura. Além de haver também zines de arte, fotografia. É um modo de resistência da literatura e da arte", aponta Lívia.

O outro Converso será sobre Poesia, resistência e revolução, com Stel Miranda, Rissiani Queiróz, Júpiter e Waldo Motta, um dos poetas capixabas de maior projeção nacional. "São poetas de gerações diferentes para falar sobre a literatura política, de luta, e suas perspectivas. Na arte em geral, as coisas são se separam. A criação literária e artística passa muito pela política, seja quando fala das vivências e do cotidiano, ou até mesmo quando falar de amor, não tem como se desvencilhar da política", acredita Lívia. Para ela, a mesa também possibilitará que os convidados abordem suas resistências e estratégias para continuar produzindo e sobrevivendo, apesar do momento adverso.

A pandemia, acredita a realizadora da Zona Literária, teve um impacto ainda maior na literatura. Lívia aponta que ainda que todos setores, especialmente a cultura, tenham sido impactados, áreas como teatro, música e audiovisual conseguiram encontrar algumas alternativas de apresentar seus trabalhos por meio das tecnologias digitais. No caso dos lançamentos de livros e saraus, foram poucos que conseguiram se adaptar a um formato online nos momentos de maior fechamento por medidas sanitárias.

Por isso a importância de retomar os eventos presenciais, utilizando as devidas recomendações sanitárias, como uso de máscaras e álcool em gel, e exigência do passaporte sanitário para ingresso no local. "A escrita geralmente é algo muito solitário. Então os eventos de encontros e lançamentos são muito importantes para a literatura. A difusão é coletiva, por mais que a produção seja individual", comenta.

Para acompanhar o que vem sendo produzido no Estado, haverá no local um feira com venda de livros das editoras locais Cousa, Pedregulho, Maré e Cândida, e produtos do coletivo Poesia Inútil.


PROGRAMAÇÃO

12 de março - sábado

Feira de livros - 17h às 21h

Converso - 18h
"Fanzines e mensagens participativas", com Mar Céu, Henrique Pariz, Fernando Nandolfo, Savya Alana

Sarau - 19h
Janio Silva
Suely Bispo
Ingrid Carrafa
Cora Made
Anaximandro Amorim
Hugo Estanislau
Patricia Ilus
Mar Céu

Microfone aberto - 20h30 às 21h

13 de março - domingo

Feira de livros - 17h às 21h

Converso - 18h
"Poesia, resistência e revolução", com Stel Miranda, Waldo Motta, Ríssiani Queiróz e Júpiter

Sarau - 19h
Cinthia Caetano
Sara Lovatti
Natasha Siviero
Renata Bomfim
Júpiter
Ríssiani Queiróz
Ediphôn Souza
Stel Miranda

Microfone aberto - 20h30 às 21h

SERVIÇO

Data: Sábado (12/3) e Domingo (13/3), das 17h às 21h.
Local: Thelema. Rua Graciano Neves, 90. Centro de Vitória.

Entrada Livre.

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 10 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/