Dólar Comercial: R$ 5,62 • Euro: R$ 6,59
Quinta, 01 Outubro 2020

Campanha irá mapear ações de combate à fome da Arquidiocese de Vitória

terezinha_cravo_CreditosElaineDalGobbo

A Campanha de Combate à Fome e pela Inclusão Social, do Vicariato para Ação Social, Política e Ecumênica da Arquidiocese de Vitória, inicia no dia 19 de setembro o mapeamento das ações de combate à fome realizadas pelas paróquias. O objetivo, segundo uma das integrantes da coordenação colegiada da Campanha, Terezinha Baldassini Cravo, é potencializar as atividades já existentes e impulsionar novas ações. 

O mapeamento será feito por meio de reuniões virtuais com lideranças das seis áreas pastorais que compõem a Arquidiocese: Benevente, Serra-Fundão, Serrana, Vila Velha, Vitória e Cariacica – Viana, que será a primeira a participar da reunião virtual. Terezinha explica que a campanha tem três eixos. O primeiro trata da arrecadação e distribuição de alimentos. O segundo tem foco na formação, a exemplo do curso sobre a economia de Clara e Francisco, que está no último módulo. 

O terceiro eixo, relata Terezinha, diz respeito a ações de parcerias nas comunidades, como a "incidência política necessária junto a órgãos dos municípios e do Estado responsáveis pela garantia de direitos". Uma das atividades desse eixo, informa a integrante da coordenação colegiada, será pensar a criação e fortalecimento dos Conselhos de Segurança Alimentar e Nutricional. "Nos municípios da Grande Vitória, por exemplo, eles foram criados, mas precisam de uma provocação", diz.

Terezinha destaca que, por causa da pandemia do coronavírus, a tendência é aumentar as necessidades da população mais vulnerável, tendo que aumentar também as ações de solidariedade, mas fazer, ainda, com que o poder público se comprometa. "A solidariedade é fundamental, mas não podemos deixar o Estado tranquilo. Temos que estar na luta coletiva para que os direitos sejam garantidos. Não podemos deixar que o Estado e os municípios se acomodem e deixem de cumprir seu papel", defende. 

Terezinha afirma que uma das ações da Campanha é a Condividir, por meio da qual as pessoas são convidadas a fazer doações em dinheiro para que sejam utilizados na aquisição de alimentos para pessoas carentes. Por meio dessa ação, as paróquias fizeram um levantamento de famílias que necessitam desse auxílio para que possam ser beneficiadas. 

"Já é um importante mapeamento para nortear algumas atividades. Destaco que o desemprego em meio à pandemia tem piorado, o valor do auxílio emergencial foi reduzido e ele será pago somente até dezembro. Então a tendência é aumentar a situação de vulnerabilidade das pessoas", destaca Terezinha.

Os interessados em fazer doações para a Condividir podem realizar depósito ou transferência bancária na conta-corrente 1834068, do Banestes, agência: 0104. Também podem fazer pela conta corrente 5287-6, do Banco do Brasil, agência: 021-3. O CNPJ de ambas é 27.054.162/0001-69. A razão social é da Mitra Arquidiocesana de Vitória. É possível, ainda, doar pelo Picpay @Arquidiocese.Vitoria.ES.

Veja mais notícias sobre Direitos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 01 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection