Domingo, 26 Junho 2022

Trabalhadores da construção pesada pleiteiam melhores salários e benefícios

Os trabalhadores da construção pesada estão em negociação com as empresas para formulação do acordo coletivo. A categoria é representada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil do Estado (Sintraconst), já que a Justiça do Trabalho ratificou a representação dos trabalhadores pela entidade. 

 
Até o início deste ano, os trabalhadores da construção pesada – que são aqueles que trabalham em grades obras como a construção de estradas e obras públicas – eram representados pelo Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Pesada (Sindopen), criado na base do Sintraconst, que negociava pelos trabalhadores com o Sindicato da Indústria da Construção Pesada (Sindicopes), a entidade patronal.
 
No entanto, a Justiça entendeu que as atividades dos trabalhos da construção civil e da construção pesada são afins, determinando a representação ao Sintraconst. 
 
A negociação foi iniciada concomitante à dos trabalhadores da construção, entre maio e junho deste ano, mas ainda não foi concluída. A remuneração dos trabalhadores da construção pesada ainda é defasada em relação aos da construção civil. A estratégia do Sintraconst é equiparar o reajuste desses trabalhadores com os da construção civil e ir avançando nos anos seguintes. 
 
De acordo com o presidente do Sintraconst, Paulo César Borba, o Carioca o patronato investe em equipamentos e máquinas em detrimento dos salários dos trabalhadores. “Eles não consideram um trabalhador como uma uma peça do negocio”. 
 
Os trabalhadores da construção pesada não têm hora-extra e sim um banco de horas, em que o período excedido trabalhado fica contabilizado. Também estão defasados nos benefícios de plano de saúde e Participação nos Lucros e Resultados (PLR). 
 
Na última quinta-feira (8) o Sintraconst chegou a deflagrar uma greve, mas ela foi interrompida, já que o Sindicopes chamou a entidade para negociar. 

Veja mais notícias sobre Direitos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 26 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/