Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Terça, 02 Março 2021

‘A palavra correta para esse momento é prudência’, diz secretário da Serra

alessandro_bermudes_divulgacao Divulgação
Divulgação

As prefeituras de Cariacica, Serra, Vila Velha e Vitória seguem seu planejamento de não retomar as aulas presenciais em fevereiro, como pretendido pelo governo de Renato Casagrande (PSB), que chegou a pautar o assunto em reuniões com os municípios no início do mês, objetivando convencê-los da agenda afoita

O secretário serrano de Educação, Alessandro Bermudes, o Professor Bermudes, afirma que o desejo dos municípios é retornar sim, mas somente em um contexto pandêmico de maior segurança que a atual. "Estamos buscando proteger os alunos e nossos trabalhadores", afirma. 

Usar o argumento de que o Estado reabriu as escolas outubro passado para justificar a nova reabertura no próximo mês não é legítimo, pondera Bermudes. "O cenário de outubro era muito diferente. Era de queda no número de casos e de mortes. Agora estamos vivendo o contrário. A palavra correta pra esse momento é prudência", assevera. 

Na avaliação da epidemiologista Ethel Maciel e do matemático Etereldes Gonçalves Junior, ambos professores da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), o momento não é propício para a reabertura das escolas, pois os dados indicam que estamos em franco crescimento da pandemia, numa segunda onda provavelmente ainda mais agressiva que a primeira. Em fevereiro, a tendência é de que os números de mortos e casos novos sejam ainda maiores.

Em síntese, explanaram os dois cientistas, o conjunto dos sete indicadores da Fiocruz tem o objetivo de mostrar para a população e o poder público que "a pandemia precisa estar num patamar muito baixo, com viés de queda (Rt abaixo de 1), precisa ter capacidade hospitalar e de testagem, mais garantia de isolamento dos casos positivos". Somente nesse contexto, salientam, "pode-se dizer que o risco de haver um colapso rapidamente, com a reabertura das escolas, é menor". Mas, "infelizmente, o Espírito Santo ainda não atingiu esse estágio".

Diagnóstico, capacitação e informatização

Assim, em fevereiro, as quatro redes municipais organizam a realização de uma avaliação diagnóstica dos alunos e uma capacitação dos professores e demais trabalhadores. A avaliação irá medir o que foi apreendido pelos estudantes em 2020, para planejar o conteúdo que será ministrado em 2021. 

Já a capacitação vai abranger os vieses tecnológico, sanitário e pedagógico. "Na Serra estamos recebendo novos profissionais. Precisamos treiná-los nas novas plataformas e nos protocolos, isso é muito sério", destaca. Após as duas etapas concluídas, terá início o ensino remoto.

"Inicialmente, nós queremos fazer um processo de capacitação nos nossos servidores. E ainda em fevereiro, com essa capacitação, voltarmos de forma remota, observando os cenários. Se o cenário estiver favorável, com redução do número de casos e mortes, nós podemos iniciar uma volta às aulas de forma híbrida, começando das séries finais até as iniciais", descreve.

A priorização da vacinação dos profissionais da Educação – recomendada por especialistas em Epidemiologia, educadores e sociedade civil – também está no radar de reivindicação dos municípios da região metropolitana. "Se nesse período [de início das aulas remotas] o governo estadual garantir a vacinação dos trabalhadores, seria um fator muito positivo pra volta presencial", posiciona Bermudes. 

Em paralelo, a prefeitura implementa um sistema de gestão educacional informatizada. Diferentemente de Vitória, por exemplo, que já a possui, "o município de Serra não tem tecnologia nas escolas, não existe sistema de gestão escolar, as matriculas são feitas no papel". O salto tecnológico, conta o secretário, foi um pedido feito pelo prefeito Sergio Vidigal (PDT) na primeira semana de seu governo: ter pelo menos 25% da rede municipal de educação com esse sistema de gestão até meados de março. 

Mediante essa informatização, acredita, será possível conhecer melhor a realidade das famílias dos estudantes, suas principais demandas em relação à educação e tecnologia para ensino remoto. "Não se faz gestão sem informação. Nosso objetivo é tornar a gestão mais tecnológica pra facilitar a vida dos alunos, dos professores e também dos pais dos estudantes. Eles podem ter acesso às notas dos alunos pela internet, por exemplo", projeta.

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários: 9

Rocha em Terça, 19 Janeiro 2021 18:39

Não votei em Vidigal para ele deixar seus auxiliares fazerem isso. Quem perde são os mais pobres porque a rede particular está a 1000 por hora.

Não votei em Vidigal para ele deixar seus auxiliares fazerem isso. Quem perde são os mais pobres porque a rede particular está a 1000 por hora.
Lilian Rejane Mendes Lemos em Terça, 19 Janeiro 2021 21:07

parabéns pela postura, retorno às aulas somente com vacina.

parabéns pela postura, retorno às aulas somente com vacina.
Lilian Rejane Mendes Lemos em Terça, 19 Janeiro 2021 21:07

Retorno às aulas somente com vacina!!

Retorno às aulas somente com vacina!!
Ruth em Terça, 19 Janeiro 2021 21:43

Aulas podem ser recuperadas, vidas jamais. Parabéns prefeito e Secretário.

Aulas podem ser recuperadas, vidas jamais. Parabéns prefeito e Secretário.
Maria Helena dos Santos em Terça, 19 Janeiro 2021 22:08

Volta às aulas presenciais só com as duas doses de vacina para todos os profissionais das Escolas.

Volta às aulas presenciais só com as duas doses de vacina para todos os profissionais das Escolas.
Shirley Paulina Covre em Quarta, 20 Janeiro 2021 07:51

Co ficará os prof que não sabem manusear notebook? Já basta do estresse do ano passado ! Não quero ter tanta ansiedade co tive. COMPREENSÃO! VOLTA ÀS AULAS SÓ COM VACINA. SOU DE RISCO.

Co ficará os prof que não sabem manusear notebook? Já basta do estresse do ano passado ! Não quero ter tanta ansiedade co tive. COMPREENSÃO! VOLTA ÀS AULAS SÓ COM VACINA. SOU DE RISCO.
Uda em Quarta, 20 Janeiro 2021 08:34

Ótima postura da administração! Volta às aulas presenciais só com a vacina para tds. Vidas ñ se recuperam, ano letivo sim.

Ótima postura da administração! Volta às aulas presenciais só com a vacina para tds. Vidas ñ se recuperam, ano letivo sim.
Jane em Quarta, 20 Janeiro 2021 13:04

Palhaçada o ensino médio voltar agora, por acaso adolescentes são imunes ao vírus? Não né, A família deles tbm não! O governador vai se responsabilizar?

Palhaçada o ensino médio voltar agora, por acaso adolescentes são imunes ao vírus? Não né, A família deles tbm não! O governador vai se responsabilizar?
Josué Nicácio da Silva em Quinta, 21 Janeiro 2021 12:29

Voltar às aulas presenciais, só com vacinas. Ano letivo se recupera, vidas não. A PMS / SEDU, precisa investir em TICs para toda comunidade escolar!

Voltar às aulas presenciais, só com vacinas. Ano letivo se recupera, vidas não. A PMS / SEDU, precisa investir em TICs para toda comunidade escolar!
Visitante
Terça, 02 Março 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection