Terça, 24 Mai 2022

​Advogados elegem lista com seis nomes para a vaga de desembargador

josecarlosrizk_2_redesociais Redes sociais

Elisa Galante, com 2.885 votos; Vinicius Pinheiro de Sant'Anna, 2.226; Anderson Pedra, 2.213; Alexandre Puppim, 2.073; Raphael Câmara, 2.047; e Samir Nemer, com 1.856 votos. Esses são os advogados mais votados que formarão a lista sêxtupla para escolha da vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES).

A apuração de todas as urnas foi concluída por volta das duas horas da madrugada desta terça-feira (14), sendo o resultado proclamado pelo presidente da Comissão Eleitoral do Quinto Constitucional, Alessandro Rostagno, ao lado do presidente da OAB-ES, José Carlos Rizk Filho. A eleição aconteceu durante todo essa segunda (13) em Vitória e nas 19 subseções em municípios do interior do Estado.

A escolha, por voto direto dos advogados no Espírito Santo, foi apontada como um "dia histórico" para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-ES), que, pela primeira vez, promoveu esse modelo de votação.

"Agradeço aos quatro mil advogados e advogadas que estiveram em todo o Estado votando e exercendo esse direito democrático de uma vaga que não nos foi dada, foi exigida ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ)", afirmou José Carlos Rizk Filho.

Neste mês, em sessão extraordinária, conselheiros e membros honorários vitalícios votaram em 12 nomes, do total de 35 inscritos, sendo incluídos na lista os candidatos que obtiveram maioria simples de votos. Desse total, seis foram escolhidos nessa segunda. 

A próxima fase será o envio da lista com seis nomes ao TJES, que escolherá três a serem enviados para o governador Renato Casagrande. Dessa lista tripla, o governador indicará um para ocupar o cargo de desembargador, pela regra do quinto constitucional.

A cadeira será a quinta eleita recentemente. No último dia 2, o Tribunal empossou a desembargadora Rachel Durão Correia Lima, promovida por antiguidade; os desembargadores Júlio César Costa de Oliveira e Helimar Pinto, eleitos por merecimento; e Eder Pontes da Silva, escolhido por Casagrande a partir da lista tríplice formada pelo Tribunal Pleno e encaminhada pelo TJES, também em vaga do quinto constitucional, destinada ao Ministério Público do Estado (MPES).

Veja mais notícias sobre Justiça.

Veja também:

 

Comentários: 1

JOSE CARLOS RODRIGUES em Sábado, 25 Dezembro 2021 14:17

DATA VÊNIA, SEM EXCLUIR ESSE OU AQUELE, DOS QUAIS, NOS SURPREENDE POR SER MEMBROS DO TJ/ES, POR TAIS FATOS ATÉ ENTÃO DESCONHECIDOS DA SOCIEDADE, TORNANDO-OS CONHECIDO ATRAVES DO SITE SÉCULO - DIÁRIO, EM SUA ESTAMPA, QUEM O DIGA " NINGUÉM É INDIFERENTE AO FATO", CREIO QUE, POR MANIFESTAMENTE LEIGO, CONHECER EM PARTES OS PARES DO JUDICIÁRIO TRAZ CONFANÇA NA SEGURANÇA JURIDICA EM QUEM O FAZ, POR TÃO ESPERADA A MAIS LÍDIMA JUSTIÇA. Obg..

DATA VÊNIA, SEM EXCLUIR ESSE OU AQUELE, DOS QUAIS, NOS SURPREENDE POR SER MEMBROS DO TJ/ES, POR TAIS FATOS ATÉ ENTÃO DESCONHECIDOS DA SOCIEDADE, TORNANDO-OS CONHECIDO ATRAVES DO SITE SÉCULO - DIÁRIO, EM SUA ESTAMPA, QUEM O DIGA " NINGUÉM É INDIFERENTE AO FATO", CREIO QUE, POR MANIFESTAMENTE LEIGO, CONHECER EM PARTES OS PARES DO JUDICIÁRIO TRAZ CONFANÇA NA SEGURANÇA JURIDICA EM QUEM O FAZ, POR TÃO ESPERADA A MAIS LÍDIMA JUSTIÇA. Obg..
Visitante
Terça, 24 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/