Domingo, 14 Julho 2024

Carlos Casteglione inicia preparativos para plano de governo em Cachoeiro

casteglione_redes Redes Sociais
Redes Sociais

A Federação Brasil da Esperança - formada por Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Verde (PV) e Partido Comunista do Brasil (PCdoB) - realizará uma reunião nesta sexta-feira (14), em Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado. A pauta será a criação de uma comissão para elaborar o plano de governo de Carlos Casteglione (PT), ex-prefeito e novamente pré-candidato este ano.

Na semana passada, Carlos Casteglione deixou o cargo de subsecretário de Estado do Trabalho, Emprego e Geração de Renda, que ocupava desde 2022. Ele se diz firme no propósito de tentar retornar ao Poder Executivo cachoeirense, mesmo que o governador apoie a pré-candidata governista Lorena Vasques (PSB).

Questionado se atenderia a uma eventual solicitação do governador para deixar a disputa, Casteglione descartou a possibilidade. "Não creio que haveria tal pedido", afirmou o agora ex-subsecretário.

Carlos Casteglione foi prefeito de Cachoeiro em dois mandatos, de 2009 a 2012 e de 2013 a 2016. Nas duas disputas majoritárias em que se saiu vencedor, desbancou concorrentes que eram considerados favoritos. Na primeira vez, ganhou do ex-prefeito e atual deputado estadual Theodorico Ferraço (PP), que poderá enfrentar novamente em outubro deste ano. Na segunda, venceu Glauber Coelho (falecido em 2014), irmão do atual prefeito, Victor Coelho (PSB).

O ex-prefeito também foi deputado estadual por um mandato e meio, de 2003 a 2008. Em 2018, se candidatou novamente ao cargo, mas não conseguiu se eleger. Casteglione ocupou, nos últimos anos, cargos na administração estadual, tanto no terceiro mandato de Paulo Hartung (sem partido) quanto nas duas gestões de Renato Casagrande.

Com pré-candidatura lançada oficialmente no início de março, Casteglione já ganhou o apoio da federação formada por Partido Socialismo e Liberdade (Psol) e Rede Sustentabilidade. Ao contrário de outros pré-candidatos, o prefeito tem falado pouco de eleições em postagens nas redes sociais, evitando críticas diretas a Victor Coelho - em janeiro, afirmou para Século Diário que o atual prefeito "faz um governo razoável".

Casteglione também tem aparecido nos lançamentos de outras candidaturas da região, como a de Vaval (PT), pré-candidato a prefeito de Mimoso do Sul, e Jéssica Grillo, pré-candidata a vereadora de Cachoeiro - os dois eventos ocorreram no último sábado (8).

Cenário eleitoral

O advogado Diego Libardi (Republicanos) realizará um evento de lançamento da sua pré-candidatura a prefeito na próxima segunda-feira (24), às 19h, em um espaço de festas de Cachoeiro. Libardi tem o apoio dos deputados estaduais Allan Ferreira (Podemos) e Dr. Bruno Resende (União), e a ex-secretária de Desenvolvimento Social Márcia Bezerra (PRD) é uma das figuras cotadas para ser vice em sua chapa.

Diego Libardi deverá contar com uma aliança de seis partidos: Republicanos, União Brasil, Podemos, Agir, Partido Renovação Democrática (PRD) e Partido Social Democrático (PSD). Entretanto, ainda há dúvidas sobre o posicionamento do Podemos, tendo em vista que seu presidente estadual, o deputado federal Gilson Daniel, não quer a sigla apoiando uma candidatura contrária aos planos do governo do Estado.

Theodorico Ferraço, por sua vez, participou nessa quarta-feira (12) de uma reunião sobre o valor do Imposto Territorial e Predial Urbano (IPTU) e da Taxa de Lixo na Câmara de Vereadores. Ferraço tem criticado a tendência de aumento dos dois tributos e defende revisões.

Para as eleições, ele se articula com o Novo e o Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Por enquanto, o ex-prefeito ainda não anunciou oficialmente o seu vice, como prometeu no fim de maio. O "jovem" que ocupará a sua chapa poderá ser o vereador Júnior Corrêa (Novo), que tem feito mistério sobre a sua participação nas eleições, tendo também elogiado Diego Libardi recentemente.

No campo governista, Lorena Vasques (PSB) deixou as secretarias municipais de Obras e de Manutenção e Serviços, na semana passada, para ser lançada oficialmente pré-candidata a prefeita, dando fim às especulações que perduravam desde o segundo semestre do ano passado. O Partido Democrático Trabalhista (PDT) e o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) têm sinalizado com apoio a Lorena.

Na extrema direita, o vereador Léo Camargo (PL) se viu obrigado a entrar na disputa majoritária deste ano, tendo em vista que Júnior Corrêa anunciou sua desistência em fevereiro e logo depois deixou o Partido Liberal (PL).

Rede e Psol confirmam apoio a Carlos Casteglione em Cachoeiro

Pré-candidato do PT a prefeito avança em articulações para unificação da esquerda nas eleições municipais
https://www.seculodiario.com.br/politica/rede-e-psol-confirmam-apoio-a-carlos-casteglione-em-cachoeiro

'Minha motivação é o presidente Lula'

Carlos Casteglione é oficializado como pré-candidato a prefeito de Cachoeiro pelo PT
https://www.seculodiario.com.br/politica/minha-motivacao-e-o-presidente-lula

‘Victor Coelho faz um governo razoável’, afirma Carlos Casteglione

Petista fala sobre pré-candidatura a prefeito de Cachoeiro, mas evita críticas ao atual mandatário
https://www.seculodiario.com.br/politica/victor-coelho-faz-um-governo-razoavel

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 15 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/