Domingo, 05 Dezembro 2021

Manifestação contra Bolsonaro é confirmada para este sábado no Estado

protesto_estudantes_arquivopessoal Arquivo Pessoal
Seguindo a estratégia de manter ações coletivas em defesa da democracia, movimentos sociais, sindicatos e lideranças políticas confirmaram para este sábado (19) mais uma manifestação contra o governo Bolsonaro, com início às 15 horas. A concentração será no campus de Goiabeiras da Universidade Federal do Estado (Ufes), no espaço em frente ao teatro, de onde sairá uma carreata, provavelmente até a Assembleia Legislativa.

No Espírito Santo, estão confirmados até esta quarta-feira (14) atos em Vitória, com participação de manifestantes de Vila Velha, Serra e Cariacica, e em Aracruz (praça São João Batista), Cachoeiro de Itapemirim (antiga Estação Ferroviária) e Marataízes (rotatória da Barra).

A data já havia sido estabelecida, mas ganhou nova dimensão com a participação popular acima do esperado no Dia Nacional de Mobilização, realizado no último dia 29, em mais de 200 cidades brasileiras e 15 no exterior.

Os organizadores pretendem reunir, como da vez passada, centrais sindicais, partidos políticos, sindicatos e associações, estudantes e professores, entre outras entidades da sociedade civil, com ênfase na bandeira de luta "Fora Bolsonaro".

Por meio de redes sociais e em reuniões plenárias, os organizadores divulgam o evento, ressaltando o uso de máscaras e de álcool em gel, e também para que seja evitada a formação de grupos que possam provocar aglomeração, ao contrário das concentrações estimuladas pelo presidente Jair Bolsonaro, inclusive as que ele participa, nas quais as recomendações médico-sanitárias não são seguidas. O convite destaca que "vá' a pé, de bike, carro ou moto".

Algumas entidades que participam da organização solicitam que os participantes levem um quilo de alimento não perecível. Haverá pontos para receber as doações, dentro da campanha contra a fome, que já atinge mais de 14 milhões de pessoas no País.

Além do "Fora Bolsonaro", a manifestação vai protestar contra a retirada de direitos, as privatizações e a reforma Administrativa, que atinge os servidores públicos. A necessidade de vacina contra a Covid-19 para toda a população, bem como o lockdown de 21 dias e auxílio emergencial de R$ 600,00 também estão ente as bandeias de luta dos manifestantes.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários: 1

Agmarcarioca amigo do mito em Quinta, 17 Junho 2021 21:35

vamos trabalhar porque a boquinha acabou conheço o mito ele e um paraquedista do Exercito e nao aceita presao conversei com ele em 2010 e 2020 a mamata acabou sindicatos e aruaçeiros Brasil acima de tudo ele adora o hino eterno heroi coloca para tocar voces vao gostar para os mais chegados deixa o cavalao apelido do mito trabalhar

vamos trabalhar porque a boquinha acabou conheço o mito ele e um paraquedista do Exercito e nao aceita presao conversei com ele em 2010 e 2020 a mamata acabou sindicatos e aruaçeiros Brasil acima de tudo ele adora o hino eterno heroi coloca para tocar voces vao gostar para os mais chegados deixa o cavalao apelido do mito trabalhar
Visitante
Segunda, 06 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/