Dólar Comercial: R$ 5,62 • Euro: R$ 6,59
Quinta, 01 Outubro 2020

​PT na Serra descarta aliança com Vidigal devido a voto contra Dilma

fernandasouza_PTserra_face Redes sociais

A pré-candidata a prefeita na Serra, Fernanda Souza, descartou uma aliança com o deputado federal, Sérgio Vidigal, pré-candidato pelo PDT, desfazendo informações que circulam no mercado político. Ela garante que a campanha vem na esteira da dimensão que o partido tem no município e, também, na ação de reerguimento depois do impeachment de 2016. 

"O voto pelo impeachment de Dilma dado por Vidigal impede essa aliança", acrescenta o secretário de Comunicação do PT, Caetano Roque. Vidigal, na época, contrariou a orientação do PDT e chegou a ser aberto procedimento de expulsão da legenda, mas levou apenas uma leve suspensão.

As informações do mercado apontam que a corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), a mesma do ex-presidente Lula, estaria organizando um eventual alinhamento com Sérgio Vidigal, apontado como um dos favoritos na corrida pela Prefeitura da Serra.

Essa posição, em nível nacional, é defendida pelo ex-ministro José Dirceu e contaria com a simpatia do próprio Lula, ao contrário da opinião da presidente do partido, deputada federal Gleisi Hoffmann.

De acordo com Caetano Roque, "o PT está empenhado em enfrentar o debate do fortalecimento da democracia contra o crescimento do fascismo e para isso estamos trabalhando para unificar a esquerda e o centro-esquerda nesta luta e buscando o posicionamento dos partidos". Ressalta que, pessoalmente, descarta o PDT de Sérgio Vidigal, diz que a campanha de Fernanda é para valer, mas em "um segundo turno, a plenária é quem irá decidir".

No que se refere às questões da Serra, o PT entende, segundo Fernanda, que o ciclo dos antigos políticos acabou e por isso apresenta um nome jovem para implementar na Serra as políticas públicas que interessam ao povo trabalhador. O município tem a maior população, sendo a segunda economia do Espírito Santo.

Assistente social, com especialidade em gestão pública e políticas sociais, Fernanda foi secretária do Trabalho na primeira gestão do atual prefeito do município, Audifax Barcelos (Rede), de 2013 a 2015, e subsecretária do Trabalho do então governador Paulo Hartung. Nesse contexto, ela destaca a necessidade de projetos geradores de emprego e renda.

Ela trabalha na pré-campanha e conta com chapa completa de pré-candidatos a vereador. São eles: Adailza Pereira Vander-Mas Luz, Aécio Lite (reeleição), Antônio Pereira dos Santos, Ana Claudia, Carlos Ribeiro da Silva, EdCarlos Soares Martins, Edmilson Ratinho, Francimar Souza de Oliveira, Oliveira, Francisco Coelho, Gessimara Sousa, Gilmar Carlos, Layza Lima, Lilico, Antonio Carlis, Professora Alessandra, Pastor Tarcisio, Roberto, Richelli, Vitão e Silvio Moulin.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários: 1

Dorcelino em Quinta, 13 Agosto 2020 23:00

Desta vez nos vamos garantir o segundo mandato de Renato Casagrande e colocar Hartung e o grupo dele pra aposentar.

Desta vez nos vamos garantir o segundo mandato de Renato Casagrande e colocar Hartung e o grupo dele pra aposentar.
Visitante
Quinta, 01 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection