Sábado, 04 Dezembro 2021

Servidores protestam na Câmara e sessão é encerrada após ofensas de vereador

manifestacao_leonardo_sa-17 Leonardo Sá

Servidores de Vitória fizeram uma manifestação na manhã desta quarta-feira (24) na Câmara de Vereadores. O protesto, que começou em frente à sede do legislativo municipal, terminou no plenário, onde ocorria a sessão ordinária, que foi encerrada diante do tumulto causado por ofensas proferidas pelo vereador Gilvan da Federal (Patri).

Leonardo Sá

Os trabalhadores se manifestavam contra a reforma da Previdência, aprovada em janeiro último, mas o que se sobressaiu, diante dos acontecimentos recentes, foi o posicionamento contrário à proposta de organização do ano letivo de 2022; e o repúdio à fala do Secretário Municipal da Fazenda, Aridelmo Teixeira, que afirmou que a educação municipal "é de péssima qualidade". A declaração foi registrada nessa segunda-feira (22), durante apresentação do projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), que prevê onde os recursos serão alocados em 2022.

Durante a sessão, a vereadora Camila Valadão (Psol) afirmou que, apesar dos desafios e da desigualdade, a educação de Vitória é de qualidade. "É desonestidade dizer que é de péssima qualidade. Não vamos aceitar esse argumento para ampliar o privado em nossa cidade e se apresentar como solução para nossa rede", pontuou.
Foto: Leonardo Sá

A vereadora também fez críticas à proposta de organização do ano letivo de 2022, destacando que foi apresentada "sem debate, discussão e construção prévia". Para Camila, "rever organização curricular da rede pressupõe discutir com as famílias". A proposta acrescenta 30 minutos diários na jornada escolar, além da inclusão do que tem sido chamado de Parte Diversificada, com disciplinas de Educação Empreendedora e Financeira, Educação Socioambiental, Iniciação Científica, Libras, Música, Tecnologias Educacionais e Território do Viver.

Para justificar as mudanças, a gestão de Lorenzo Pazolini (Republicanos) toma como uma de suas bases o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), salientando que o município não alcançou a meta prevista para 2019 e está abaixo das médias estadual e nacional. Entretanto, para Camila, utilizar esse indicador como argumento "é um diagnóstico frágil, parcial, que não diagnostica", pois "o Ideb é termômetro, mas não explica a desigualdade de nossa rede".

O vereador Luiz Emanuel Zouain (Cidadania) destacou que a luta do magistério de Vitória é antiga, apontando a necessidade de reajuste salarial da categoria. Ele criticou a administração municipal, "que nega a conversa sobre a recomposição salarial", e também a fala de Aridelmo, por "generalizar, tentar tratar a educação de Vitória como massa falida". "Possivelmente, conheço muito mais essa categoria do que quem declarou essa bobagem", disse.

Luiz Emanuel também fez críticas à proposta de organização do ano letivo de 2022. "Se a educação é tão ruim em Vitória, porque vai aumentar carga horária para continuar ministrando aulas ruins?", questionou, apontando contradição.

Karla Coser (PT) denunciou que a falta de diálogo tem sido a marca da gestão municipal. "Parece que há uma legião de iluminados, que têm certeza do correto a ser seguido e chegam com a decisão pronta", ressaltou.

Ofensas em plenário

Antes mesmo do momento de sua fala, o vereador Gilvan da Federal havia dito, durante o pronunciamento de Luiz Emanuel, "que esse militante do PT aí, Aguinaldo, não era nem para entrar para entrar na Câmara", referindo-se ao professor e diretor executivo do Grupo Professores Associados pela Democracia de Vitória (PAD-Vix), Aguinaldo Rocha de Souza.
Foto: Leonardo Sá

Karla Coser, ao subir na tribuna, afirmou que Gilvan "tem que parar com a obsessão com a destruição da educação e de impor a ideia dele como único caminho, inclusive acabar com a obsessão com Aguinaldo, que teve mais votos do que ele". Aguinaldo foi candidato a vereador na última eleição pelo PT, com 1.790 votos, enquanto Gilvan recebeu 1.560.

Gilvan rebateu afirmando não fazer questão dos votos do PT, pois não quer voto de "maconheiro, queimador de rosca". Mas disse "ter respeito aos professores de verdade, que dão aula de português, matemática, história e geografia, e não aos militantes que defendem o ladrão, vagabundo e corrupto do Lula, os militantes que estão estudando ideologia de gênero, ensinando homossexualismo". As falas causaram tumulto durante a sessão, que teve que ser encerrada. 

Antes dessa decisão, Karla Coser havia sugerido uma conversa entre os vereadores e representantes dos professores, da qual participaram, além dela, Camila Valadão, Dalto Neves (PDT), Maurício Leite, André Brandino (PSC), Duda Brasil (PSL), Aloísio Varejão (PSB) e Anderson Goggi (PTB).

Segundo Aguinaldo, os professores relataram a falta de diálogo e rechaçaram a maneira como a educação tem sido conduzida na Capital, "prejudicando principalmente as comunidades periféricas".

Os vereadores foram convidados para uma reunião no dia 29 de novembro, com o Conselho Municipal de Educação de Vitória (Comev) e os conselhos de escola. O convite será oficializado pela Pad-Vix.  

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários: 14

Edmar de Azevedo Nunes em Quinta, 25 Novembro 2021 03:42

Chegou a hora da Camila e Karla do pt começar a usar uma pequena parte dos professores para fazer politica partidária com movimentos a " favor " da educação juntamente com Agnaldo que aliás usa para tentar se eleger, porém a classe é pensante e não o elege. fica a pergunta? O pai de Karla foi prefeito e gostaria de saber onde foi que essa " defensora " do ensino público de Vitória estudou durante a sua vida escolar fundamental, médio e superior, como também a Camila. CHEGA de manipular uma pequena parcela dos professores. E a mídia gosta de dar importância a esses aproveitadores.

Chegou a hora da Camila e Karla do pt começar a usar uma pequena parte dos professores para fazer politica partidária com movimentos a " favor " da educação juntamente com Agnaldo que aliás usa para tentar se eleger, porém a classe é pensante e não o elege. fica a pergunta? O pai de Karla foi prefeito e gostaria de saber onde foi que essa " defensora " do ensino público de Vitória estudou durante a sua vida escolar fundamental, médio e superior, como também a Camila. CHEGA de manipular uma pequena parcela dos professores. E a mídia gosta de dar importância a esses aproveitadores.
PROF. VINICIUS em Segunda, 29 Novembro 2021 08:38

As vereadoras Camila do PSOL e Karla do PT, até onde eu vi, são as únicas que defendem os trabalhadores municipais, inclusive os da educação. Faz diferença, onde as vereadoras estudaram?! Se for assim, onde mesmo os seus filhos estudaram?! O importante é que defendam a educação pública. A PAD-VIX e Agnaldo me representam, você e esses vereadores de direita, centrodireita, extremadireita representam o capital, não a educação púbica, o trabalhador coletivo, nem nosso alunato.

As vereadoras Camila do PSOL e Karla do PT, até onde eu vi, são as únicas que defendem os trabalhadores municipais, inclusive os da educação. Faz diferença, onde as vereadoras estudaram?! Se for assim, onde mesmo os seus filhos estudaram?! O importante é que defendam a educação pública. A PAD-VIX e Agnaldo me representam, você e esses vereadores de direita, centrodireita, extremadireita representam o capital, não a educação púbica, o trabalhador coletivo, nem nosso alunato.
Professora em Quinta, 25 Novembro 2021 06:52

Senhor, Edmar. Peço que não fuja do assunto, o tema da manifestação diz a respeito da precarização da educação em Vitória. Não é pauta onde as vereadoras estudaram, a nossa pauta é como está e como irá ficar a educação na Capital. Sobre a suposta manipulação, fique tranquilo, o que denunciamos é o que estamos vendo e vivenciando e a realidade que nós vivenciamos não pode ser manipulada. CHEGA de gente falando o que não sabe sobre a educação e professores de Vitória.

Senhor, Edmar. Peço que não fuja do assunto, o tema da manifestação diz a respeito da precarização da educação em Vitória. Não é pauta onde as vereadoras estudaram, a nossa pauta é como está e como irá ficar a educação na Capital. Sobre a suposta manipulação, fique tranquilo, o que denunciamos é o que estamos vendo e vivenciando e a realidade que nós vivenciamos não pode ser manipulada. CHEGA de gente falando o que não sabe sobre a educação e professores de Vitória.
PROF. VINICIUS em Segunda, 29 Novembro 2021 08:47

Muitos destes bolsonazistas não compreende nada que tange às escolas públicas, porque, enquanto muitos não terminaram o ensino fundamental, uns poucos fizeram ensino médio e superior comprando diplomas em instituições privadas...

Muitos destes bolsonazistas não compreende nada que tange às escolas públicas, porque, enquanto muitos não terminaram o ensino fundamental, uns poucos fizeram ensino médio e superior comprando diplomas em instituições privadas...
guga em Quinta, 25 Novembro 2021 11:17

rapaz essa camará de vitória virou uma piada( vergonha) com a entrada desses Bolsonaristas

rapaz essa camará de vitória virou uma piada( vergonha) com a entrada desses Bolsonaristas
PROF. VINICIUS em Segunda, 29 Novembro 2021 08:49

Bolsonarismo é uma praga inventada pela direita brasileira mancomunada com o imperialismo norteamericano contra o trabalhador brasileiro.

Bolsonarismo é uma praga inventada pela direita brasileira mancomunada com o imperialismo norteamericano contra o trabalhador brasileiro.
Silea Almeida de Oliveira em Quinta, 25 Novembro 2021 21:45

Esses vereadores desqualificados, que compraram um diploma universitário ''Se é que tem''.deveriam fechar a boca e deixar de falar merda.Autoritários e desqualificados que não chegam aos pés dos professores .Entendem de '' educação igual burro entende de missa.Vão estudar sua cambada de desocupados e despreparados, que legislam em causa própria.

Esses vereadores desqualificados, que compraram um diploma universitário ''Se é que tem''.deveriam fechar a boca e deixar de falar merda.Autoritários e desqualificados que não chegam aos pés dos professores .Entendem de '' educação igual burro entende de missa.Vão estudar sua cambada de desocupados e despreparados, que legislam em causa própria.
PROF. VINICIUS em Segunda, 29 Novembro 2021 08:49

Aí, sim. "Falou e disse". Concordo plenamente!

Aí, sim. "Falou e disse". Concordo plenamente!
Maria Marta Santana em Sábado, 27 Novembro 2021 09:28

Vergonhosa a "qualidade" desse vereador Gilmar . Sem educação, sem limites, sem linha, sem respeito, e sem argumentos.Por isso ataca, próprio de quem n tem fundamentos reais ao se referir à educação, e um retrato da ignorância humana. A imbecilidade n tem cura!!

Vergonhosa a "qualidade" desse vereador Gilmar . Sem educação, sem limites, sem linha, sem respeito, e sem argumentos.Por isso ataca, próprio de quem n tem fundamentos reais ao se referir à educação, e um retrato da ignorância humana. A imbecilidade n tem cura!!
PROF. VINICIUS em Segunda, 29 Novembro 2021 08:50

Ele deveria ser matriculado no 1º ano do EF1. Voltar para o banco da escola básica, a fim de aprender alguma coisa...

Ele deveria ser matriculado no 1º ano do EF1. Voltar para o banco da escola básica, a fim de aprender alguma coisa...
Raquel em Domingo, 28 Novembro 2021 23:24

O baixo nível deste vereador é vergonhoso - Gilvan &Cia são asquerosos, não têm um pingo de educação, não têm um pingo de respeito para com os servidores da PMV, para com a população e só abtram a boca para ofender professores, servidores públicos e aposentados. A que ponto Vitória desceu ao eleger esta corja ensandecida e emburrecida de prefeito e vereadores, com raríssimas exceções. Isso não é uma gestão nem câmara de vereadores. é um esgoto a céu aberto.

O baixo nível deste vereador é vergonhoso - Gilvan &Cia são asquerosos, não têm um pingo de educação, não têm um pingo de respeito para com os servidores da PMV, para com a população e só abtram a boca para ofender professores, servidores públicos e aposentados. A que ponto Vitória desceu ao eleger esta corja ensandecida e emburrecida de prefeito e vereadores, com raríssimas exceções. Isso não é uma gestão nem câmara de vereadores. é um esgoto a céu aberto.
PROF. VINICIUS em Segunda, 29 Novembro 2021 08:54

Tenho pena do prof. de Vitória. Trabalha muito, ganha pouco, perpassa estresse e ainda ouve gracinha de vereador desqualificado e malcriado, secretário de fazenda fundamentalista neoliberal...

Tenho pena do prof. de Vitória. Trabalha muito, ganha pouco, perpassa estresse e ainda ouve gracinha de vereador desqualificado e malcriado, secretário de fazenda fundamentalista neoliberal...
PROF. VINICIUS em Segunda, 29 Novembro 2021 08:45

Vocês precisam melhorar este site, para que possamos debater melhor no campo dos comentários. Fico triste, quando tento postar e há erros de servidor que me impede a postagem...

Vocês precisam melhorar este site, para que possamos debater melhor no campo dos comentários. Fico triste, quando tento postar e há erros de servidor que me impede a postagem...
Danny Damasceno em Segunda, 29 Novembro 2021 11:54

Parabens, a essas Grandes mulheres " KARLA COSER e CAMILIA" quem vem lutando contra essa parasitalia da descontrução dos direitos de todos os trabalhadores. Pelo visto, essa hegemornia bolsonarista apareceu como uma doença contagiosa que junto acumulou o autoritarismo trazendo consigo um lobo raivoso cheio de doenças maltidas.

Parabens, a essas Grandes mulheres " KARLA COSER e CAMILIA" quem vem lutando contra essa parasitalia da descontrução dos direitos de todos os trabalhadores. Pelo visto, essa hegemornia bolsonarista apareceu como uma doença contagiosa que junto acumulou o autoritarismo trazendo consigo um lobo raivoso cheio de doenças maltidas.
Visitante
Sábado, 04 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/