Dólar Comercial: R$ 5,76 • Euro: R$ 6,79
Sexta, 16 Abril 2021

Vice de Marcos Bruno sofre ofensas racistas em Cariacica

Edilamara_Rangel_rede_facebook Redes sociais

Mais uma vez casos de machismo e racismo voltam a atingir candidatos no Espírito Santo. Nessa sábado (7), Edilamara Rangel (Rede), candidata a vice-prefeita de Cariacica na chapa liderada por Marcos Bruno, do mesmo partido, foi vítima de ofensas quando discursava num carro de som na Avenida Expedito Garcia, uma das mais movimentadas da cidade.

"Enquanto discursava em cima de um carro de som, na Avenida Expedito Garcia, Edilamara e outras advogadas foram chamadas de 'crioulas', questionadas sobre 'o que faziam ali' e que 'deveriam ir lavar uma trouxa de roupas'", relatou a Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica do Estado do Espírito Santo (ABMCJ-ES), que publicou uma nota de repúdio ao acontecimento.

Um vídeo registrou a resposta de Edilmara ao microfone: "A democracia não é feita assim, não. A gente sabe o que precisa. A gente não vai abaixar cabeça, a gente vai seguir firme, a gente não tem medo (...) Ninguém vai nos intimidar, não!" Edilamara é formada em Direito e atua como advogada há 15 anos.

Facebook

"Nós já identificamos de onde partiu o ataque. Eu não tolero racismo", disse Marcos Bruno. "Isso não pode acontecer em Cariacica nem em nenhum outro lugar do planeta", afirmou o candidato, que agradeceu também as mensagens de apoio, inclusive de candidatos oponentes no pleito.

Os dois foram a uma delegacia e registraram um boletim de ocorrência (B.O) sobre o caso. Segundo a última pesquisa do instituto Futura, Marcos Bruno teria registrado crescimento nas últimas semanas, liderando a preferência de votos, com 19,3% na pesquisa estimulada, seguido de Euclério Sampaio (DEM), com 12,3%. e Sandro Locutor (Pros), que tem 7,5%. O resulto difere dos dados de outubro, do Ibope, quando ele aparecia com 5%, atrás de Euclério e Locutor.

Sobre o caso de racismo, a candidata a vice-prefeita contou que não foi a primeira vez que aconteceu nesta campanha. A mesma relatou que, dias atrás, uma pessoa perguntou quanto ela estava recebendo para entregar o material, como se uma pessoa negra não pudesse ser candidata.

"É um absurdo atos tão covardes como esse ainda acontecerem na nossa sociedade. Já ficou mais do que provado que a competência, honestidade e demais qualidades de uma pessoa não possuem relação nenhuma com a cor da pele! Esperamos que os responsáveis pelas ofensas sofridas pela candidata e demais mulheres sejam punidos o quanto antes. A sociedade não tolera mais esse tipo de comportamento", comentou Catarina Cecin Gazele, presidente da ABMCJ-ES, que se colocou à disposição para auxiliar nas medidas legais a serem adotadas neste caso.

Ao longo da campanha deste ano, somam-se caso de ataques machistas e racistas. O candidato a vereador de Vitória Jocelino Júnior (PT) teve seu evento online de lançamento de candidatura invadido por racistas que proferiram uma série de ofensas. No bairro de Jardim Camburi, em Vitória, os candidatos a prefeito Gilbertinho Campos (Psol) e a vereador André Moreira (Psol) e apoiadores foram vítimas de ofensas e entraram em confronto verbal com militantes bolsonaristas durante ação de campanha. Em Baixo Guandu, a candidata a vice-prefeita de Eloy (PDT), Lorrany Rodrigues (PCdoB), sofreu ataques do ex-prefeito e novamente candidato ao executivo municipal, Lastênio Cardoso (PSDB), em ato de campanha, o que gerou inclusive um ato das mulheres do município em protesto no dia 21 de outubro.

Seguidores de Bolsonaro agridem candidatos do Psol em Jardim Camburi

Gilbertinho Campos e André Moreira, candidatos a prefeito e vereador, foram agredidos na saída da feira livre do bairro
https://www.seculodiario.com.br/politica/seguidores-de-bolsonaroagridem-candidatos-dopsol-em-jardim-camburi

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 17 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection