Segunda, 15 Agosto 2022

Os 3,5% de não vacinados no ES correspondem a 47% das internações hospitalares

vacina_seringa_tania_rego_agencia_brasil Tânia Rêgo/ABr

Em um vídeo divulgado nesta quinta-feira (13), o secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, informou que 47% dos internados em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e de enfermaria no Espírito Santo são do percentual de 3,5% de adultos que ainda não se vacinaram. Diante disso, o gestor fez um apelo para que essas pessoas possam aderir à imunização, diminuindo a possibilidade de evoluírem para internações e óbitos.

O secretário destacou ainda que se considerar o percentual da população abaixo de 60 anos, o Espírito Santo tem 75% dos adultos maiores de 18 anos ocupando os leitos de enfermaria e UTI entre os não imunizados. Além disso, cerca de 450 mil pessoas estão com a segunda e a terceira doses atrasadas, público que, segundo Nésio, também representa um "percentual importante das internações hospitalares", mas não especificou a quantidade.

"A pandemia não dá chance a uma opinião distinta àquela que reconheça que as vacinas são seguras e eficazes, que reduzem o risco de evoluir para condições graves e óbito", diz Nésio.

Em pronunciamento feito nessa segunda-feira (10), Nésio informou que o Espírito Santo passou de 1,9 mil casos de Covid-19 na última semana de dezembro para 6,6 mil na primeira de janeiro, Nos quatro principais municípios da Grande Vitória, o número saltou de 324 para 2 mil. No interior, de 612 para 2,4 mil. Os números levam em consideração os testes de antígeno, cujo resultado sai na hora, estando pendentes os de RT-PCR.

No Espírito Santo, o Laboratório Central (Lacen) detectou que a presença da variante Ômicron no início de dezembro era de 3%, tendo saltado para 97% na última sexta-feira (7). Em todo o Brasil, a presença da Ômicron na última quinzena de dezembro foi de 58,33% nos resultados de sequenciamento genético, elevando-se para mais de 90% na transmissão comunitária na primeira quinzena de janeiro.

A positividade nos testes de RT-PCR saiu de 7,43% em todo o Estado na última semana de dezembro para 13,79% na primeira de janeiro. A de testes de antígeno, de 8,48% para 16,87%. A epidemia da Influenza sobreposta à pandemia da Covid-19, com transição da predominância da variante Delta para a Ômicron na transmissão comunitária, fez o Espírito Santo sair de 126 internações por dias de pacientes respiratórios em 20 de dezembro para 279 em nove de janeiro.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 15 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/