Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Segunda, 02 Agosto 2021

'Novos casos se concentram nas pequenas localidades', alerta Sesa

nesio_fernandes_reblin_coletiva_14_06_2021_sesa Sesa
Sesa

Apesar da fase de estabilização da pandemia do coronavírus em âmbito estadual, a Secretaria da Saúde (Sesa) acende um alerta sobre o agravamento dos indicadores nos menores municípios e localidades do interior do Estado. Mais distantes das tecnologias de saúde, a situação é preocupante, afirmou o subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, durante coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (14) juntamente com o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

"Uma questão importantíssima para essa doença é monitorar a saturação de oxigênio, o volume de oxigênio que chega em cada célula do seu corpo. Oxímetros foram entregues aos municípios, mas a população mais distante precisa de uma atenção muito grande para ser monitorada. O risco para quem está mais afastado é maior do que quem está nos grandes centros", salientou Reblin.

Segundo o secretário Nésio Fernandes, 13 municípios do interior apresentam aumento da média móvel de número de casos: Santa Teresa, Sooretama, Vila Valério, Iúna, Pancas, Alfredo Chaves, Águia Branca, Muqui, Governador Lindenberg, Itaguaçu, Santa Leopoldina, Bom Jesus do Norte e Água Doce do Norte. 

Com "discreto aumento da média móvel de 14 dias de óbitos", estão: São Gabriel da Palha, Barra de São Francisco, Itapemirim, Jaguaré, Ibatiba, Pinheiros, Marechal Floriano, Ecoporanga, Guaçuí e Iúna. 

No restante dos municípios, o momento é de consolidação da estabilização das curvas de casos, internações e óbitos.

Estabilização em números altos

A estabilização registrada no Estado ocorre num momento de indicadores ainda muito elevados, conforme destacaram os gestores em relação às vítimas fatais da pandemia. "Dos mais de 11 mil mortos até o momento, oito mil são de pessoas idosas", sublinhou Reblin, ao reafirmar a necessidade de atenção dos tutores de idosos em relação à aplicação da segunda dose dos imunizantes já disponíveis. Dos 568 mil idosos que já receberam a primeira dose, apenas 328 mil receberam a segunda.

Mesmo com mais de 40% da população adulta alvo do Plano Nacional de Imunização (PNI) já alcançada com ao menos uma dose das vacinas, o Espírito Santo, que figura como o terceiro do País com maior percentual da população adulta imunizada, ainda não pode relaxar em relação às medidas sanitárias de proteção contra o novo coronavírus.

"Enquanto não alcançarmos 70% a 80% da população vacinada, não podemos flexibilizar medidas como uso de máscara, distanciamento social, e o lavar contínuo das mãos", acentuou Nésio Fernandes.

Aglomerações proibidas

O cenário preocupante, com ainda alto número de casos, óbitos e internados, ressalta a impossibilidade de ocorrerem quaisquer tipos de aglomerações. "Todas as aglomerações são indevidas em tempos de pandemia. Não é aceitável que seja feitas festas clandestinas, principalmente por uma população não alcançada pela vacinação e mais suscetível às novas variantes, e que não tem perspectiva de imunização nos próximos 60 a 90 dias", asseverou Nésio Fernandes.

"Toda e qualquer infração às orientações sanitárias poderá custar a vida de um ente querido e novas medidas de restrições sociais e econômicas, com um custo que não é do governo do Estado, mas sim das vidas de pessoas atingidas por essa imprudência", apontou. "Que a população se mobilize para aderir às medidas de distanciamento social, que os estabelecimentos tenham disciplina para aderir aos protocolos. Evite esse comportamento e denuncie sempre que ocorrer", pediu.

As projeções para os próximos dois meses da pandemia no Estado serão elaboradas até a próxima semana. "A grande maioria dos estados vive situação crítica, com novo crescimento das curvas de casos internações e óbitos, incluindo Amazonas, na média móvel de óbitos de 14 dias", acentuou o secretário.

Apesar do cenário nacional, Nésio declarou ter "esperança de podermos viver no segundo semestre uma situação epidemiológica e espiritual diferente no nosso país. Com o avanço da vacinação, poderemos ter a garantia de menos vidas perdidas", disse.

Testagem em Aeroporto e terminais do Transcol

Além da vacinação, a testagem é uma medida fundamental de controle da pandemia. Reafirmando a "ampla disponibilidade de testes pelo governo do Estado para ruptura da cadeia de transmissão", Nésio e Reblin anunciaram a testagem em locais de grande fluxo de pessoas, iniciando no Aeroporto de Vitória nesta quinta-feira (17) e no terminal de ônibus de Jardim América na sexta (18), com previsão de mais três terminais na próxima semana.

A intenção é abranger todos os terminais do Transcol dentro de 90 dias, quando será decidido se a medida terá continuidade. "O atendimento nesses pontos será por demanda espontânea. No aeroporto, será junto a passageiros vindos de outros países, assim como qualquer passageiro de voo doméstico que queira fazer o teste", explicou Nésio. Estarão disponíveis nesses locais tanto os testes de antígeno quanto os de RT-PCR.

Em paralelo, segue a política de testagem imediata nos serviços de atenção básica em saúde, de todas as pessoas sintomáticas suspeitas, bem como de todos os contatos diretos das sintomáticas positivas. "É uma regra de ouro para o controle da pandemia", destacou Reblin.

No início do mês, os gestores salientaram a "ociosidade na oferta de testes de antígeno e RT-PCR", sendo ainda fundamental que os municípios implementam de fato essa política ampla de testagem. Essa grande oferta, ainda não plenamente utilizada, alegaram, pode fazer do Espírito Santo uma referência nacional em testagem e rastreamento.


Painel Covid-19

O Painel Covid-19 confirmou, nesta segunda-feira (14), 30 novos óbitos e 1.309 casos da doença, totalizando, até o momento, 11.173 mortes e 499.839 infecções.

A taxa de ocupação de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) está em 78,28% dos 990 leitos efetivamente disponíveis exclusivamente para o tratamento dos pacientes com Covid-19, e em 70,58%, quando considerados também os 108 leitos em potencial para atendimento, o que totaliza 1.098 leitos.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 02 Agosto 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/