Quinta, 11 Agosto 2022

Testagem em terminais do Transcol depende de pactuação com municípios

teste_antigeno_jose_wagner_governo_ceara José Wagner/Governo Ceará

A estratégia de testagem da população nos terminais de ônibus do Sistema Transcol deve incluir mais uma unidade nesta semana, no Terminal de Laranjeiras, na Serra. Outras duas unidades previstas ainda não serão incluídas, devido à necessidade de disponibilidade de transporte por parte das prefeituras.

A informação foi transmitida pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, durante coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (23) juntamente com o subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin.

"Reprogramamos para a próxima semana o início [da testagem por demanda espontânea] em outros terminais em virtude da necessidade de pactuação com os municípios em relação à remoção dos pacientes positivos nesses terminais. Os pacientes positivos no terminal de Cariacica têm um transporte dedicado a eles pelo município, em caso do paciente não ter transporte próprio", explicou Nésio Fernandes.

O objetivo da estratégia, salientou, "é testar em massa a população e retirar de circulação as pessoas que possam estar numa etapa de transmissão da doença".

A experiência piloto em Jardim América é considerada como "muito satisfatória" pela Sesa, que apurou, na última sexta-feira (18), o alcance de 94 pessoas no terminal, 12 delas tendo testado positivo para Covid-19, o que equivale a uma taxa de positividade de 12,76%. No local, as testagens, voluntárias, ocorrem de segunda a sexta-feira, das 12h às 20h, com resultado sendo apresentado dentro de 15 a 20 minutos.

Já no Aeroporto de Vitória, entre as 17h da última quinta-feira (17) e as 22h da sexta (18), um total de 68 pessoas haviam sido testadas, com nenhum resultado positivo para Covid-19.

Os testes de antígeno também estão disponíveis "na ampla maioria das unidades básicas de saúde e nas Estratégias de Saúde da Família [ESF] do Estado", ressaltaram os gestores da Sesa, reforçando o pedido para que a população faça o teste rápido mediante qualquer sintoma respiratório.

"Estamos num período do ano em que aumentam as doenças respiratórias. Um resfriado, uma coriza, um mal-estar...podem não ser apenas algo que você vivencia todos os anos. Em todos os municípios estão disponíveis os testes de antígeno, que em poucos minutos apresenta o resultado", pediu Reblin.

Vacinação à noite

Também a ampliação da disponibilidade de horários de vacina foi reforçada durante a coletiva. A vacinação à noite visa atender os trabalhadores com dificuldade de acessar o serviço de saúde no período comercial.

Até o momento, 24 municípios já funcionam com o terceiro turno: São Gabriel da Palha; Baixo Guandu; Pancas; Mantenópolis; Marilândia; São Roque do Canaã; Cachoeiro de Itapemirim; Muqui; Conceição do Castelo; Guarapari; João Neiva; Santa Maria de Jetibá; Venda Nova do Imigrante; Viana; Vila Velha; Vitória; Boa Esperança; Conceição da Barra; Montanha; Nova Venécia; Pinheiros; Pedro Canário; Ponto Belo; e São Mateus.

Reversão de leitos

Nésio Fernandes anunciou ainda que o Estado está "incrementando o processo de reversão de leitos". Assim, um número maior de leitos que até o momento são para atender pacientes com Covid-19 estão sendo dedicados para atender a outras condições de saúde, devido à redução da taxa de ocupação hospitalar relacionada à pandemia de coronavírus.

"Também estamos realizando uma grande mobilização de cirurgias, atendimentos e consultas e exames para o segundo semestre, que será divulgado em breve pelo governador Renato Casagrande", complementou, informando que a avaliação de cenários futuros da pandemia no Estado será apresentada na próxima segunda-feira (28), pois nessa sexta-feira (25), como primeiramente havia sido anunciado, será feita a prestação de contas da Sesa na Assembleia Legislativa.

Grandes eventos

Apesar da melhora dos indicadores, que estão permitindo a reversão de leitos de Covid-19, o pedido de autorização para eventos de grande porte ainda não tem data para acontecer. "Recebemos a proposta do segmento e estamos avaliando. Já estão autorizados eventos para até 300 pessoas, no entanto, a cobertura vacinal atual não permite a retomada de eventos maiores, como shows, explanou Nésio Fernandes.

Com a ampliação da cobertura vacinal e da testagem, será possível abrir no segundo semestre um espaço para organização de eventos maiores, complementou. A demanda está em avaliação pela Vigilância em Saúde, pelas Secretarias de Turismo e de Gestão de Pessoas, pelo Centro de Comando e Controle e pela Sala de Situação.

Terceira onda puxada por aglomerações de verão

A prudência com essa autorização é fundamental para manter o processo de recuperação dos indicadores da pandemia, visto que as aglomerações foram as grandes responsáveis pela terceira onda vivida no Estado.

"Vivemos uma terceira onda da pandemia no Estado, que temos a convicção que foi fortemente influenciada pelo comportamento da população nas festas de final de ano, nas aglomerações de verão durante o mês de janeiro de carnaval, em fevereiro. A intensidade das interações sociais estabelecidas naquele momento foi mais determinante para o surgimento da terceira onda do que o surgimento das novas variantes, até porque não foram as novas variantes as cepas predominantes ao longo do desenvolvimento da terceira onda no nosso Estado", expôs o secretário.

Segundo Nésio, o Estado identificou as variantes B1.33 e B1.28 em grande proporção nos pacientes na terceira onda, além de um início da circulação da variante inglesa, da variante P1 especialmente no mês de abril, e da P2 também identificada desde o ano passado. "No entanto, a P2 não tem grandes características de expressão clínica semelhantes à P1 ou à inglesa, é mais semelhante às variantes originárias já em circulação".

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 11 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/