Sexta, 17 Setembro 2021

Cariacica lidera ranking de mortes violentas de mulheres em 2021 no Espírito Santo

violencia_domesticaCreditosEBC_marcos_santos EBC/Marcos Santos

Cariacica, na Grande Vitória, é o município capixaba que mais registrou mortes violentas de mulheres em 2021 até o momento, segundo dados do Mapa de Mortes Violentas de Mulheres no ES: de A a Z, do Ministério Público do Estado (MPES). Os números são provenientes de boletins de ocorrência da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), compartilhados por meio do Convênio de Cooperação Técnica nº 001/2015, firmado no âmbito da coordenação do Núcleo de Enfrentamento às Violências de Gênero em Defesa dos Direitos das Mulheres (Nevid).

Ao todo, de acordo com o estudo, ocorreram seis homicídios de mulheres no município. As vítimas tinham entre 18 e 49 anos, sendo 50% delas parda; 16.67% brancas; e 33.33% sem cor da pele informada. Para a estudante de enfermagem e integrante do Fórum de Mulheres de Cariacica, Ilona Açucena Chaves Gonçalves, a realidade de Cariacica é resultado da falta de políticas públicas do Estado e do município. Ela aponta, por exemplo, a necessidade de a prefeitura ter uma Secretaria da Mulher.

Açucena acredita que falta também um sistema de saúde articulado, pois, segundo a integrante do Fórum, muitas mulheres sofrem violência e recorrem ao serviço de saúde. Entretanto, não chegam a denunciar a agressão para a polícia. Diante disso, acredita Açucena, um serviço de saúde que tivesse mais atenção em relação às mulheres que o procuram, por exemplo, detectando se a paciente está ali em decorrência da violência doméstica para dar as devidas orientações, seria importante para reduzir os índices de violência.

O Mapa de Mortes Violentas de Mulheres mostra que, dos seis assassinatos ocorridos em Cariacica, em três a autoria não foi informada. O companheiro ou namorado foi responsável por um dos homicídios. Um dos crimes foi cometido por ex-companheiro ou ex-namorado. Uma vítima não teve o local do assassinato informado; uma foi morta na via pública; três em casa, no trabalho ou proximidades; e o cadáver de uma foi encontrado, mas não se sabe se o crime aconteceu no mesmo local. Quatro foram mortas com arma de fogo e duas com arma branca.

A integrante do Fórum de Mulheres de Cariacica, Lurdinha Vasconcelos, recorda que dos seis crimes, três ganharam destaque na mídia e são considerados feminicídio. Um foi o assassinato da jovem Luana Demonier, de 25 anos, morta a facadas no bairro Vila Capixaba pelo ex-namorado. Outra das vítimas destacadas por Lurdinha é Elisângela Teixeira de Lacerda, de 36 anos, morta a facadas dentro de sua casa, no bairro Castelo Branco. Luana e Elisângela, portanto, são as duas mulheres assassinadas com arma branca ao qual o estudo se refere.

A terceira mulher vítima de feminicídio e cuja morte teve destaque na mídia foi Raíssa Silva de Souza, de apenas 15 anos, morta com um tiro na testa pelo ex-namorado no bairro Vila Prudêncio, um dia depois de ter terminado o relacionamento com ele. O registro do assassinato de Raíssa pode ser identificado na pesquisa no item Intensidade do Ataque, no qual consta um assassinato em que houve um disparo de arma de fogo. De acordo com o mapa, três mulheres receberam mais de um disparo. Luana e Elisângela, mais de um golpe de faca.

Por ocasião do Dia Internacional da Mulher, o Fórum de Mulheres de Cariacica realizou uma série de ações para denunciar a violência no município. Uma delas foram projeções no prédio da Câmara Municipal. 

Assassinatos por subnúcleo

O Mapa divide o Espírito Santo nos subnúcleos de Vitória, São Mateus, Linhares, Cachoeiro, Colatina e Guarapari. O de Vitória, do qual Cariacica faz parte, é o que mais registra homicídios de mulheres em 2021 até o momento. São, ao todo, 16 assassinatos. Além dos seis de Cariacica, há três na Serra, cinco em Vila Velha e dois em Vitória. Posteriormente, vem os subnúcleos de São Mateus, com 11 mortes; Linhares, registrando oito; Cachoeiro, com cinco; Colatina, com quatro, e Guarapari, com três.

No de São Mateus, os municípios de Jaguaré e São Mateus empatam com três homicídios. Ecoporanga registrou dois. Conceição da Barra, Mucurici e Nova Venécia, um cada. O subnúcleo de Linhares aparece no Mapa com o registro de oito vítimas. Linhares e Rio Bananal lideram o ranking com três vítimas cada, enquanto que em Governador Lindenberg e São Domingos do Norte uma mulher foi morta.

Em seguida vem o subnúcleo de Cachoeiro, no qual Cachoeiro de Itapemirim registrou dois dos cinco assassinatos ocorridos no conjunto de municípios que fazem parte desse agrupamento. Castelo, Mimoso do Sul e Rio Novo do Sul aparecem no Mapa com apenas uma morte cada. No subnúcleo de Colatina, os quatro homicídios ocorridos foram divididos entre os municípios de Aracruz, Colatina, Santa Leopoldina e Santa Maria de Jetibá. Por fim, no subnúcleo de Guarapari, duas mortes foram em Anchieta e uma na Cidade Saúde.

Fórum de Mulheres reivindica políticas públicas em Cariacica

Manifesto encaminhado à gestão de Euclério Sampaio alerta para violência no município e questiona atuação da Força Nacional
https://www.seculodiario.com.br/seguranca/forum-de-mulheres-de-cariacica-encaminha-reivindicacoes-para-gestao-municipal

Veja mais notícias sobre Segurança.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 17 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/