Quarta, 10 Agosto 2022

Fatia gorda do bolo

heldersalomao_6_agenciacamara Agência Câmara
Agência Câmara

Deputado federal em segundo mandato e único que busca a reeleição no Estado pelo PT, Helder Salomão poderá ter uma campanha farta este ano. Burburinhos internos no partido, reproduzidos na imprensa nacional, e que, obviamente, já geram divisões, apontam que a atual bancada da Câmara Federal terá prioridade na distribuição do fundo eleitoral de R$ 486 milhões. A fatia de cada um corresponderia ao valor entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões, para fazer valer o projeto do PT de manter os atuais deputados, o que é a segunda prioridade para o pleito de outubro, atrás somente do palanque presidencial de Lula. As exceções ficariam por conta de candidatos sem mandato mas considerados com grande potencial de votos, critério que também tem gerado ruídos. Com base eleitoral em Cariacica, Helder chegou a ser cotado como candidato a vice de Renato Casagrande (PSB), quando ambas as legendas ainda não haviam declarado guerra interna, como ocorre atualmente. Acabou, porém, como representante desse projeto maior da Nacional e circula pelos municípios do Estado para consolidar seu território político que, em 2018, bateu a marca de 73,3 mil votos. No mesmo ano, quando também fazia parte dos planos principais do PT, mas em outro contexto – garantir a defesa de Lula, até então inelegível, no Congresso Nacional - Helder recebeu R$ 900 mil do partido. Previsão, portanto, de um "plus" e tanto! Nada mal, hein?!

Anunciados
Junto com Helder na chapa, até agora, estão a presidente estadual do PT, Jackeline Rocha, que disputou o governo do Estado; Rafael Primo, candidato à prefeitura de Vila Velha pela Rede Sustentabilidade em 2020; o petista histórico Perly Cipriano; e a coletiva formada por três jovens da Universidade Federal do Estado (Ufes) e ligados a movimentos sociais - Manu Kisse, lona Açucena e Ivo Lopes.

Descida
Com seis interessados no Senado e só uma vaga, a depender ainda de possíveis composições, a chapa à Câmara pode contar, ainda, com quem "sobrar". Estão, aí, o vereador de Cariacica André Lopes; Célia Tavares, que disputou a prefeitura do mesmo município em 2020; o ex-deputado estadual Genivaldo Lievore; o ex-reitor da Ufes Reinaldo Centoducatte; o presidente do Conselho de Cultura de Vitória Waldir Castiglioni Filho; e o empresário Alexandre Ambrosio.

'Maaaaas'...
O "bonde", tudo indica, terá que ser reduzido. O PT fechou federação com o PCdoB e PV e, certamente, os espaços terão que ser divididos de acordo com os interesses de cada legenda. O PT, por enquanto, parece que tem muita gente para pouca acomodação.

Tête-à-tête
A propósito, as lideranças petistas se reuniram, nesse sábado (23), para elaborar o "planejamento estratégico" da campanha do senador Fabiano Contarato ao governo do Estado. Ele também já colocou o bloco na rua, com reuniões em bairros e lideranças. Uma delas nesse final de semana foi em Manguinhos, na Serra, divulgada nas redes sociais.

Oportunidades
Candidato ao governo, o presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso (Republicanos), não perde uma chance de agregar os insatisfeitos. No feriado, visitou o acampamento de policiais penais no Palácio Anchieta, Centro de Vitória. O grupo, que seria um movimento independente do sindicato da categoria, reivindica melhores condições de trabalho, reajuste salarial e plano de carreira.

Oportunidades II
Erick também circulou pela Festa da Penha, ao lado da sua dupla preferida dos últimos meses, o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, do mesmo partido. Mas essa agenda não foi exclusividade do deputado. Os candidatos deste ano deitaram e rolaram nesse feriadão, com tanta programação e eleitor nas ruas. Haja aperto de mão!

Investidas
Ambos defensores da terceira via e sempre transitando no mesmo campo, o economista Armínio Fraga, ex-Banco Central e parceiro de longa data em Paulo Hartung (sem partido), tem se movimentado em paralelo ao ex-governador: é colaborador da pré-candidatura à Presidência da República da senadora Simone Tebet (MDB-MS). Já Hartung, como se sabe, é Eduardo Leite (PSDB-RS) na cabeça. O tucano também se encontrou com Simone recentemente.

Mais uma rodada
Alvo constante de deputados bolsonaristas na Assembleia, o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, presta contas da pasta em comissão temática na próxima sexta-feira (29), às 9h. Da última vez, passou por lá sem muitos abalos. Veremos agora...

Nas redes
"Dicas da semana: Um livro: Memórias de uma guerra suja, Cláudio Guerra; - Um pensamento: "Os iguais se reconhecem e se atraem. Não dá para enganar a natureza". Waan Oliver; - Uma música: Meu caro amigo (a coisa aqui tá preta), Chico Buarque". Ministro do STF, Luís Roberto Barroso, sobre livro escrito por um dos fundadores do Século Diário, Rogério Medeiros.

FALE COM A COLUNA:

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários: 1

Bezerra em Terça, 26 Abril 2022 11:09

Tá explicado porque ele e seu partido foram contra a redução do valor do fundão eleitoral proposto pelo presidente. Fazer campanha com o meu, o seu e o nosso dinheiro fica fácil. Vergonha

Tá explicado porque ele e seu partido foram contra a redução do valor do fundão eleitoral proposto pelo presidente. Fazer campanha com o meu, o seu e o nosso dinheiro fica fácil. Vergonha
Visitante
Quarta, 10 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/