Segunda, 18 Outubro 2021

Nas ruas

cesar_colnago_governoes Governo do ES
Governo do ES

A pouco mais de um ano das eleições de 2022, a lista de pré-candidatos que já abriram a temporada de rua e testes com o eleitorado só aumenta no Estado, todos com a mira, em princípio, no Palácio Anchieta. Além do governador Renato Casagrande (PSB), o nome natural à reeleição, e dos movimentos intensos já observados primeiro do presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso (Republicanos), e do ex-deputado federal Carlos Manato (sem partido), e, depois, do ex-prefeito da Serra Audifax Barcelos (Rede) e do atual de Linhares, Guerino Zanon (MDB), quem aparece na cena, para circular pelos municípios capixabas, é o ex-vice-governador e ex-deputado César Colnago (PSDB). A entrada oficial em campo do tucano reforça declarações e movimentos feitos por ele há algum tempo, inclusive com a Nacional, retomando o interesse no governo, manifestado ainda em 2018. Nesse final de semana, ele visitou seis cidades do norte e noroeste do Estado para conversar com lideranças, dando largada à temporada de gastar sola de sapato, assim como já fazem os demais pretendentes à cadeira. Por outro lado, se aproximou recentemente de Erick Musso, assumindo um cargo na Assembleia Legislativa de secretário de Gestão de Pessoas, dentro das atuais acomodações que também remetem às eleições de 2022. No ninho tucano capixaba, antes e agora, as investidas de Colnago que apontam para o Palácio Anchieta ocorrem, porém, em paralelo às articulações do presidente estadual, deputado Vandinho Leite. O deputado se aliou ao governo Casagrande e joga o debate sobre um possível palanque próprio somente para o ano que vem, já com a decisão sobre a disputa presidencial, que se divide, principalmente, entre os governadores João Doria, de São Paulo, e Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul. Vandinho mira ainda em outras lideranças para se filiarem à legenda, que também dizem ter o mesmo interesse de Colnago, como o deputado federal Felipe Rigoni (ex-PSB) e o estadual Sergio Majeski (PSB). Quer dizer, ainda há muito para rolar no PSDB e fora dele. O mercado segue de olho!

Recuperação
Na falta do governo, Colnago é cotado para a Câmara Federal ou Assembleia Legislativa. As atuais movimentações pelo Estado servem, de todo jeito, para qualquer projeto, e visam a recuperar capital eleitoral. O tucano vem de derrota à Câmara em 2018, depois de ver naufragar, também, uma candidatura ao governo do Estado como representante do grupo de Hartung.

Chapas
No caso de Assembleia, já são três deputados no páreo da reeleição: Vandinho, Marcos Mansur e Emílio Mameri. Na Câmara Federal, o PSDB capixaba não tem ninguém e já se declara candidato o ex-prefeito de Vila Velha Max Filho.

Marca PH
A propósito, com César Colnago na estrada, até agora já são quatro nomes que se movimentam com relações próximas ao ex-governador Paulo Hartung, adversário político de Casagrande. Do mesmo bolo são Erick Musso, Audifax e Guerino Zanon.

Reações
Por falar nisso, as movimentações de Erick aumentam o bloco de insatisfeitos dentro do Republicanos. O prefeito de Ibatiba, Luciano Pingo, voltou a se posicionar nas redes sociais contra uma candidatura ao governo e rompimento com o governo Casagrande. Os prefeitos eleitos pelo partido ameaçam debandada.

Menos um
Palavras de Pingo no Twitter: "Um prefeito já comunicou hoje (17). Infelizmente somos 10 prefeitos e nunca reuniram conosco sobre os rumos a seguir. Mais dois prefeitos sairão do partido nos próximos dias e outros já estão no mesmo caminho (...)". O prefeito que saiu é Alessandro Broedel, de Sooretama.

Insatisfação
No final de agosto, Luciano Pingo, que é vice-presidente da Associação dos Municípios do Estado (Amunes), já tinha comunicado de um movimento feito por ele com lideranças do sul do Estado, para liderar "uma união de forças no projeto coletivo de manter Casagrande governador. Ele ressaltou, na ocasião, a aliança consolidada em 2020 e os investimentos do Estado feito nos municípios.

Juntos
Enquanto o presidente da Assembleia atua desalinhado por aí, com outros, ou melhor, outro, constrói sua estratégia estadual. Trata-se de Lorenzo Pazolini, comandante da segunda principal vitrine política do Estado. Os dois fazem movimentos casados há meses rumo a 2022. Pazolini, como se sabe, atuava como oposição a Casagrande no legislativo e já protagonizou episódios para marcar esse distanciamento também à frente da prefeitura.

Campanha
Já Audifax Barcelos, que circula pelo interior, conseguiu outro dia espaço na Câmara de Vila Velha para exaltar suas gestões na Serra. Já pensou se a moda pega?

Nas redes
"Será a semana com a maior disponibilidade de doses para vacinar o povo capixaba. Podemos passar de 1 milhão de doses disponíveis em uma semana. Vamos vencer!". Secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

FALE COM A COLUNA:

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 18 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/