Dólar Comercial: R$ 5,62 • Euro: R$ 6,59
Quinta, 01 Outubro 2020

Ponto final?

neuzinhaoliveira_psdb PSDB
PSDB

Como sinalizado nos bastidores do ninho tucano na manhã desta segunda-feira (14), o ex-prefeito Luiz Paulo Vellozo Lucas não compareceu à convenção do PSDB em Vitória e, até segunda ordem, a pré-candidata do partido é a vereadora Neuzinha de Oliveira. O resultado, porém, não significa o ponto final do embate, que deve render alguns novos capítulos até o próximo dia 26, quando vence o prazo para o registro de chapas das eleições deste ano. Luiz Paulo há tempos articula seu nome por cima, com apoio da Nacional, a responsável por impor sua refiliação ao PSDB, por meio do presidente Bruno Araújo, com quem mantém antigas relações. Em sua defesa, já apresentou dados de levantamentos internos que o colocam bem posicionado no pleito, inclusive com alianças já construídas, como do PP e DEM (palanque preferencial do deputado estadual Theodorico Ferraço). Já Neuzinha está no grupo interno oposto, do presidente estadual e deputado Vandinho Leite e do ex-vice-governador César Colnago, e em Brasília tem aval do PSDB-Mulher, que diz ter sintonia com Araújo para priorizar candidaturas femininas este ano. O projeto, porém, está alinhado à candidatura do deputado Lorenzo Pazolini (Republicanos), como ficou mais do que claro na convenção. A presença do deputado na festa tucana reforçou a possibilidade de uma composição com ela na vice, o que sempre foi o desejo de Vandinho. Mas, neste caso, o PSDB abriria mão de um cabeça de chapa, em condições de combate, para uma participação no pleito sem protagonismo, depois de ficar à míngua nos últimos anos? Com o martelo, a Nacional...

Sinais
Outros nomes do Republicanos que passaram pela convenção: o presidente da Assembleia, Erick Musso, e o presidente estadual da legenda e diretor do legislativo, Roberto Carneiro.

Pedras no caminho
Este último, aliás, também esteve nesta segunda com o presidente da Câmara de Vereadores, Cleber Felix, para consolidar outra movimentação, já esperada. A confirmação da retirada de sua candidatura para apoiar Pazolini. Agora, se Luiz Paulo for candidato, o que faz o DEM em Vitória, se Theodorico já deixou claro que caminharia com ele?

Decisão
O ex-prefeito de Vitória alega que não foi à convenção para evitar desgastes, mas que a escolha de candidatos em cidades como a Capital, com mais de 100 mil eleitores, passa, obrigatoriamente, pela Nacional. 

Mão
Em Marataízes, sul do Estado, como já tratado aqui, Bruno Araújo colocou a mão e tirou o partido do palanque do prefeito Tininho Batista (PDT), para fechar aliança com a deputada federal Norma Ayub (DEM), fazendo o vice, o ex-prefeito Dr. Jander Vidal. A medida, porém, veio antes da convenção. Em Vitória, resta saber como isso acaba.

Sozinho
As dificuldades de o PT fechar alianças este ano se confirmaram em Vitória, onde está o principal palanque do partido no Estado. Apesar das tentativas do ex-prefeito João Coser, a chapa será puro-sangue, com Jackeline Rocha, que disputou o governo em 2018.

Sozinho II
Com a esquerda fragmentada, Coser iniciou conversas com a Rede e, principalmente o PDT, do deputado federal Sérgio Vidigal, com quem já caminhou junto em outras eleições. Mas a negociação não vingou e o PDT vai subir no palanque do deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania).

Dilma on
A propósito, a ex-presidente Dilma entrou pela primeira vez nas eleições dos candidatos petistas do Estado, com encontro virtual sobre "Os desafios da Grande Vitória no pós-pandemia". Além de Coser e Jackeline, que preside o partido no Estado, participam Célia Tavares (Cariacica), Fernanda Souza (Serra) e Nunes (Vila Velha).

Sem definição
O PSC realizou sua convenção na Capital, mas nada de declarar apoio a qualquer candidato a prefeito. Diz que passou a bola para a Estadual, que fará o anúncio até o final do mês, quando vence o prazo para registro de chapa. Partido do vereador Wanderson Marinho, da base do prefeito Luciano Rezende (Cidadania), a expectativa era confirmar apoio a Gandini.

Governo
A convenção que marcou o lançamento da candidatura do professor Saulo Andreon à prefeitura de Cariacica, pelo PSB, de Renato Casagrande, contou com a presença do deputado federal Ted Conti, da vice Jaqueline Moraes e do secretário de Educação, Vitor de Angelo. Apesar da movimentação, o palanque de Euclério Sampaio (DEM) é considerado, no município, o apoio de fato de Casagrande, que "apareceu" no evento só por foto, estampada em banner.

Direita
Já o Democracia Cristã (DC) confirmou, nesse domingo (13), o nome de Dr. Motta na disputa à prefeitura, tendo como vice Adriano Pires, do PL, do ex-senador Magno Malta. O grupo disputa no município, com o Subtenente Assis (PTB), o título de representante da direita nas eleições deste ano.

PP-PSB-DEM
Em Itapemirim, sul do Estado, será consolidada em convenção nesta terça-feira (15), a candidatura de oposição ao prefeito Thiago Peçanha Lopes (Republicanos). Trata-se do médico Dr. Antônio Rocha, do PP, partido do secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente. O palanque reúne o PSB, de Casagrande, e ainda o DEM, do casal Theodorico Ferraço/Norma Ayub, que tem reduto na região.

Segue...
A convenção é chamada de "multipartidária" e será realizada no Cerimonial Vila Encantada, às 18h. O vice é o vereador Fábio Dagata (PSL), uma costura efetivada ainda em 2019. Para encarar a chapa, Thiago Peçanha voltou às boas com o ex-prefeito Luciano Paiva, cassado e condenado pela Justiça. Entre brigas e reconciliações, o grupo está no poder em Itapemirim desde 2013.

Mudança em Alegre
Dois meses depois de ter seu nome confirmado como candidato do PP à prefeitura de Alegre, sul do Estado, o cantor Toni Lemos desistiu da disputa em favor do Capitão Rômullo. A mudança foi consolidada na convenção do partido, que anunciou também o vice, Rodrigo Vargas (Cidadania).

Mudança em Alegre II
Toni, que já foi conhecido como o "Elvis Presley brasileiro", não concorrerá a nenhum cargo eletivo este ano. Há expectativa, porém, de assumir um cargo caso o PP leve a disputa. A chapa Rômullo-Rodrigo reunirá ainda o PSB, o PSL, o PDT e o PV. O prefeito José Guilherme Aguillar (PSDB) está no primeiro mandato, mas não disputará.

PENSAMENTO:
"Em política, nada é desprezível". Benjamin Disraeli

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 01 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection