Dólar Comercial: R$ 5,62 • Euro: R$ 6,67
Domingo, 25 Outubro 2020

Teste 2020

joanadarck_capitaosousa_cachoeiro_redessociais Redes sociais
Redes sociais

Embora o cenário não seja exatamente o mesmo de 2016, quando as eleições ocorreram ainda sob efeito do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e denúncias da Lava Jato, o PT não conseguiu sair do isolamento em vários municípios brasileiros após as mesas de negociações das disputas de novembro próximo. No Espírito Santo, o cenário não é diferente. De 16 candidatos do partido cadastrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apenas três fecharam alianças, mesmo assim pequenas. O restante concorrerá sozinho, incluindo João Coser em Vitória, que é uma das candidaturas prioritárias da Nacional este ano. E não foi por falta de tentativas, como fez o ex-prefeito com o PDT e a Rede, para composição na vice. Sem êxito, anunciou uma solução caseira, com a presidente estadual da legenda, Jackeline Rocha, que disputou o governo do Estado em 2018. As conversas só "andaram" em Cachoeiro de Itapemirim (sul do Estado), com a candidata Joana D'Arck, que agregou Rede (vice Capitão Sousa) e PCdoB em seu palanque, o mais amplo do partido, apoiado pelo ex-prefeito Carlos Casteglione. Os outros dois casos acabaram com uma legenda cada: Célia Tavares, em Cariacica, que fechou com o Solidariedade (vice Wanderley Thomas), e Evandro Paulucio, em Muniz Freire, que coligou com o PSB (vice João do Tuico), do governador Renato Casagrande. Já em Alegre (Alexandre Nazario), Aracruz (Adilson Simão), Colatina (Genivaldo Lievore), Conceição da Barra (Paulinho Lima), Guarapari (Bárbara Hora), Itapemirim (Mônica Quinha), Linhares (Antonio), Mimoso do Sul (Vaval), Nova Venécia (Professora Claudia), São Mateus (Eneias Zanelato), Mucurici (Chabinha) e Sooretama (Pedrinho do Sindicato), o PT vai de chapas puro-sangue, na tentativa de retomar alguns espaços depois de um resultado desastroso no último pleito municipal. A meta é, na pior das hipóteses, sair do zero: o partido não tem nenhum prefeito nos 78 municípios capixabas. O resultado das urnas é decisivo para 2022.

Vices
Fora do papel de protagonista, como cabeça de chapa, o PT apoia 22 candidaturas, mas só conseguiu emplacar quatro vices. Na Grande Vitória está com Nunes em Vila Velha, na aliança com o novato Rafael Primo (Rede); em Barra de São Francisco, Mario Agapito fechou com Juvenal Calixto (PP); em Mantenópolis, Varly Lima compôs com Geraldinho (PSB); e em Pinheiros, Gil do Sindicato é vice de Tadeu Sá (PDT).

Veteranos
No caso das candidaturas próprias de Coser e Genivaldo Lievore, se enquadram em uma estratégia do PT constatada no campo nacional de apostar em veteranos em detrimento do movimento de "renovação" pregado pelo próprio partido. Por todo o País, estão no páreo ex-ministros, ex-governadores e lideranças já bem conhecidas do eleitorado.

Veteranos II
Coser foi prefeito duas vezes, deputado estadual duas vezes e federal também duas vezes, além de ter disputado diferentes outras eleições. Em princípio, não estava no campo da disputa, mas decidiu entrar após pedido e garantias da Nacional. Já Lievore foi vereador de Colatina por quatro mandatos, presidente da Câmara e deputado estadual. Concorreu à prefeitura em 2016, mas foi derrotado.

Reboques
O palanque de Joana D'Arck e Célia Tavares não se enquadram perfeitamente nessa máxima, mas em parte! A primeira é a candidata de Casteglione, que se empenha em sua campanha há meses, enquanto o mesmo ocorre com Célia e o deputado federal Helder Salomão.

Reboques II
Tanto um quanto o outro lideranças pra lá de conhecidas no Estado, acumulando cargos e mandatos, e com caminho longo em disputas eleitorais. Outra semelhança: as atuais candidatas foram secretárias em suas gestões municipais.

Perfis
Na lista do PT este ano tem também vice-prefeito (Evandro Paulucio-Muniz Freire), quem já disputou pleitos passados (Alexandre Nazario-Alegre, Adilson Simão-Aracruz, Bárbara Hora-Guarapari e Vaval em Mimoso), estreantes (Paulinho Lima-Conceição da Barra, Professora Cláudia-Nova Venécia e Mônica Quinha-Itapemirim) e ex-vereador (Eneias Zanelato-São Mateus).

Diferentes partidos
Nos demais municípios, o PT vai subir nos palanques de Jacy Donato (PV) em Água Doce do Norte; Jailson Quiuqui (Cidadania) em Águia Branca; Marquinhos Assad (Podemos) em Anchieta; Marcelo da Cinderela (PDT) em Apiacá; Josemar Basto (PDT) em Atílio Vivácqua; Romualdo Milanese (Solidariedade) em Boa Esperança; Leonardo Finco (Cidadania) em Governador Lindemberg; Luciano Pingo (Republicanos) em Ibatiba; e Vander Enfermeiro (PTB) em Itarana.

Diferentes partidos II
...e ainda Sérgio Fonseca (PSD) em Jerônimo Monteiro; Tininho (PDT) em Marataízes; André Sampaio (PSB) em Montanha; Moacir Lima (PSB) em Piúma; Jaiminho (PSB) em Ponto Belo; Merinha Comper (Cidadania) em São Domingos do Norte; Ceia Ferreira (Cidadania) em São Gabriel da Penha; Cuíca (PSB) em São José do Calçado; e Davi (PP) em Vila Valério.

Nacional
O PT se considera o único no campo progressista a registrar um aumento significativo de candidaturas majoritárias este ano. Serão 1.234 candidatos a prefeito em todo o país, contra 971 em 2016. Já as candidaturas proporcionais ao cargo de vereador, são 28.546 nomes - em 2016 eram 21.293 candidatos (mas isso é assunto para outra coluna).

Lanterna
De volta aos números: na última eleição municipal, o PT perdeu cinco prefeitos no Espírito Santo e elegeu somente Alencar Marim em Barra de São Francisco, mas ele deixou o partido este ano. Pior que estava, ficou!

PENSAMENTO:
"Aquele que vive de combater um inimigo tem interesse em o deixar com vida". Friedrich Nietzsche

Estratégia petista

Lula entra na campanha de candidatos a prefeitos nas Capitais nas próximas semanas. Coser no aguardo
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/estrategia-petista

Legados e marcas

Eleição em Vitória pode colocar à prova três gestões que se sucederam no poder: Luiz Paulo, Coser e Luciano/Gandini
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/legados-e-marcas
...

Frente fragmentada - Século Diário

Coser abre conversas com PDT e Rede para driblar isolamento em Vitória. PCdoB e Psol estão em outra

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 25 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection