Sexta, 21 Janeiro 2022

Time Moro

gilsondaniel_2_lissadepaula_ales Lissa de Paula/Ales
Lissa de Paula/Ales

A entrada de vez do ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro na disputa à Presidência da República, após filiação ao Podemos no último dia 10, já colocou em cena três capixabas: primeiro Paulo Hartung (sem partido), apontado na imprensa nacional como integrante da equipe e, inclusive, convidado para coordenar o programa de governo, depois o senador Marcos do Val, do mesmo partido, colaborador na área de Segurança Pública, e agora o secretário estadual de Governo, Gilson Daniel, presidente da executiva capixaba da legenda, e que atuará na área de municipalismo. Hartung, após a forte repercussão, desconversou. Já Do Val e Gilson Daniel divulgam a medida com exaltação. Ambos foram anunciados pelo comando nacional do Podemos, liderado pela deputada federal Renata Abreu (SP). A situação reforça as contradições locais em relação à aliança consolidada com o governador Renato Casagrande (PSB), adversário de Hartung e em campo oposto para as eleições de 2022.

Barreiras
Gilson Daniel é um dos secretários privilegiados da gestão estadual e, por isso mesmo, incomoda até aliados de Casagrande. Ele mantém o Podemos no arco do governador que, para além de PH, faz parte dos palanques em negociação com o PT, do ex-presidente Lula, um dos principais alvos de Moro, junto com o ex-aliado Jair Bolsonaro.

Barreiras II
Casagrande integra, também, a ala do PSB que é simpática ao presidenciável Ciro Gomes (PDT-SP), do partido de outro aliado de primeira fileira, o prefeito da Serra, Sérgio Vidigal.

Bloco
No caso de Hartung, defensor de uma terceira via, não é de hoje que ele é apontado no mercado como apoiador do projeto de Moro. O ex-governador também se movimenta por aqui para garantir a oposição a Casagrande no mesmo viés "nem Lula, nem Bolsonaro". Leia-se o bloco do prefeito da Serra, Audifax Barcelos (Rede), do prefeito de Linhares, Guerino Zanon (de saída do MDB), e do presidente da Assembleia, Erick Musso (Republicanos).

Imagina...
Um dos presentes à filiação de Moro em Brasília, Gilson Daniel vende, desde então, que o projeto de Moro em nada abala a aliança local. Há controvérsias...ô, se há!

Na frente
O ex-prefeito de Viana e ex-presidente da Associação dos Municípios do Estado é candidato à Câmara Federal e, não raramente, é motivo de insatisfações de deputados da base de Casagrande. Isso porque, tem ao seu dispor todas as condições e mais um pouco para erguer sua candidatura, largando na frente do pleito.

Todos os lados
Do Val, por sua vez, não tem cenário muito diferente. Foi eleito na onda bolsonarista, se mantém nessa pegada em relação ao presidente, mas também se diz aliado de Casagrande e, agora, é Moro na cabeça.

Palanque duplo
Voltando ao PDT, se aproxima a data da visita de Ciro Gomes ao Estado, nos próximos dias 10 e 11, junto com o presidente nacional da legenda, Carlos Luppi. A expectativa é também garantir o apoio de Casagrande no projeto nacional.

Colados
Como tem ocorrido nos últimos meses, Erick Musso foi presença garantida, na noite desta terça-feira (30), no anúncio do prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini (Republicanos), de suspensão da festa de ano novo na Capital. A decisão é decorrente da nova variante Ômicron, já investigada no Brasil.

Nas redes
"Auxílio Brasil' começou a ser pago hoje, e a Prefeitura da Serra não está nem aí. Parece não ligar para os mais humildes. Sem o CadÚnico, mais de 30 mil famílias serranas correm o risco de não receber o benefício este ano. Já denunciei e aguardado retorno" (...) Vandinho Leite, deputado estadual pelo PSDB.

FALE COM A COLUNA:

Só abraça na certeza

Após repercussão, Hartung tenta manter distância segura de projeto de Moro rumo à Presidência da República
https://www.seculodiario.com.br/socioeconomicas/so-abraca-na-certeza

Veja mais notícias sobre Socioeconômicas.

Veja também:

 

Comentários: 4

Agmarcarioca amigo do mito em Quarta, 01 Dezembro 2021 05:21

Sergio moro 1 porcento ,mito 2022,Paulo Hartung profisao politico porque nao arruma um trabalho

Sergio moro 1 porcento ,mito 2022,Paulo Hartung profisao politico porque nao arruma um trabalho
Fabrício Baldan em Quarta, 01 Dezembro 2021 08:49

Assassino da gramática ataca novamente!

Assassino da gramática ataca novamente!
M1T0 em Quarta, 01 Dezembro 2021 09:09

Moro traidor vagabundo

Moro traidor vagabundo
Luis carlos pratti em Quarta, 01 Dezembro 2021 18:39

Então eles concordam que Lula tem que estar preso, já que esse cidadão chamado Moro, quando era Juiz é o mesmo que condenou o nove dedos.

Então eles concordam que Lula tem que estar preso, já que esse cidadão chamado Moro, quando era Juiz é o mesmo que condenou o nove dedos.
Visitante
Sexta, 21 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/