Dólar Comercial: R$ 5,76 • Euro: R$ 6,79
Sexta, 16 Abril 2021

Lastênio Cardoso volta à prefeitura em Baixo Guandu

lastenio_cardoso_divulgacao Divulgação

Único prefeito em partido de esquerda no Espírito Santo, Neto Barros (PCdoB) não conseguiu eleger o sucessor, apesar de terminar o segundo mandato com uma gestão bem avaliada, que pode o projetar para 2022. A disputa foi apertada e resultou no futuro retorno do ex-prefeito Lastênio Cardoso (Solidariedade), com 44,52% dos votos, contra 41,22% de Eloy (PDT), atual vice-prefeito e candidato da situação, numa diferença de pouco mais de 569 votos.

Divulgação

No final de outubro, semanas antes da votação, o vereador Wilton Minarini (PSD), que havia sido aliado e secretário de Neto Barros, renunciou de sua candidatura à prefeitura em favor da campanha de Eloy, mas isso não foi suficiente para derrotar Lastênio, que foi prefeito por dois mandatos, entre 2005 e 2012, antecedendo o atual prefeito.

A eleição foi quente, tendo como um dos pontos polêmicos as declarações públicas de Lastênio contra a candidata a vice de Eloy, Lorrany Rodrigues (PCdoB), que provocou inclusive uma manifestação de mulheres do município em resposta, acusando o agora prefeito eleito de machismo e racismo. Na ocasião, ele a comparou com seu vice, Dr. Patrick (MDB), insinuando que Lorrany não teria capacidade de assumir a prefeitura caso fosse necessário.

Thiago Damasceno

O ex-prefeito comemorou a vitória do domingo em família e tentou minimizar a polarização: "Hoje já não existe lado A ou B, vamos unificar nosso povo!". Neto Barros falou que vai fazer uma "oposição responsável", que deve contar na Câmara com dois vereadores de seu partido: Sueli Teodoro, a mais votada, e Liu, terceiro em votos, ambos reeleitos. O prefeito comunista acusa seu antecessor de de ter deixado uma série de dívidas fruto de irregularidades administrativas, denunciadas pelo Ministério Público do Espírito Santo (MPES)

Durante a campanha, o ex-prefeito também teve que lutar na Justiça contra a possibilidade de impugnação, pedida pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), por conta de contas rejeitadas referentes às contas de sua gestão na prefeitura. 

MPES aciona ex-prefeito de Baixo Guandu por improbidade administrativa

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES) acionou por improbidade administrativa o ex-prefeito de Baixo Guandu Lastênio
https://www.seculodiario.com.br/politica/mpes-aciona-ex-prefeito-de-baixo-guandu-por-improbidade-administrativa

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 16 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection