Sábado, 15 Junho 2024

Rede Sustentabilidade lança empresário para Prefeitura de Cachoeiro

wesley_correa_redes_sociais Redes Sociais
Redes Sociais

O diretório de Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado, do partido Rede Sustentabilidade, decidiu lançar o empresário Wesley Correa como pré-candidato a prefeito na eleição municipal de outubro deste ano. A sigla ainda terá que entrar em um acordo com o Partido Socialismo e Liberdade (Psol), com quem forma uma federação a nível nacional.

Segundo a Rede, a decisão pela pré-candidatura foi tomada na metade de janeiro, mas só foi divulgada à imprensa nesta quinta-feira (1º) por conta do período de férias. O partido também tem candidatos a vereador definidos, mas afirma que só divulgará mais à frente. Ainda de acordo com a sigla, existem negociações com, pelo menos, três vereadores da legislatura atual, para que migrem para a Rede Sustentabilidade quando abrir a janela partidária.

Wesley é empresário do ramo financeiro e coordenador político da Rede no sul do Espírito Santo. No passado, trabalhou nas campanhas a prefeito de Cachoeiro de Roberto Valadão (MDB), em 2000 e 2004, e de deputado federal do empresário Camilo Cola (MDB), em 2006 e 2010.

Ele é irmão do Professor Jonathan William, falecido durante a pandemia de Covid-19, que foi presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Cachoeiro de Itapemirim (Sindimunicipal) por muitos anos e candidato a prefeito pela Rede em 2016. Wesley se mantém como um "consultor" político do Sindimunicipal, onde foi formado o diretório municipal da Rede em Cachoeiro.

"Apresentamos essa pré-candidatura dentro da Rede e criamos uma sinergia boa internamente. Agora, vamos conversar com o Psol. Já tínhamos uma conversa prévia, mas não apresentamos ainda a pré-candidatura oficialmente. De antemão, o Psol não tinha uma pré-candidatura a prefeito, e a Federação precisa caminhar junta. Também vamos dialogar com os demais partidos da base do governador Renato Casagrande (PSB)", afirma Wesley.

A pré-candidatura da Rede Sustentabilidade se choca com os movimentos do ex-prefeito Carlos Casteglione (PT), que vinha tentando conquistar o apoio do Psol e da própria Rede à sua candidatura a prefeito. Apesar disso, Wesley afirma que o diálogo com o Partido dos Trabalhadores (PT) segue "forte".

"É uma conjuntura. A gente sabe que a composição vem muito do que o Executivo estadual decidir. Está todo mundo esperando para ver quem o Casagrande vai apoiar. A gente lança a nossa pré-candidatura até para se contrapor às outras candidaturas de direita e fazer uma união com as candidaturas de esquerda", comenta.

Movimentação pré-eleitoral

Em Cachoeiro, o atual prefeito, Victor Coelho (PSB), é um dos mais fiéis aliados de Casagrande, e trabalha pela pré-candidatura da secretária municipal das pastas de Obras e de Manutenção e Serviços, Lorena Vasques (PSB). Foi essa pretensão eleitoral a principal motivação para a troca de mais de cem pessoas da administração municipal logo no primeiro dia útil de 2024, de forma a se livrar de quem se contrapunha à ideia e acomodar novos aliados.

Umas das que saíram nessa movimentação foi a então secretária municipal de Desenvolvimento Social, Márcia Bezerra, também pré-candidata a prefeita. Por indicação do deputado estadual Allan Ferreira (Podemos), ela migrou do Podemos para assumir a presidência do Partido Renovação Democrática (PRD).

Márcia tem se aproximado do chamado "grupo dos três" políticos que prometem caminhar juntos em outubro. Além do próprio Allan Ferreira, o grupo reúne o também deputado estadual Bruno Resende (União) e o secretário de Cidadania, Direitos Humanos e Trabalho de Vitória, Diego Libardi (Republicanos).

Outro forte pré-candidato a prefeito de Cachoeiro em 2024 é o vereador de extrema direita Júnior Corrêa (PL). O deputado estadual Theodorico Ferraço (PP), ex-prefeito de Cachoeiro em quatro mandatos, tem simpatia pela candidatura do parlamentar bolsonarista, e o pai de Júnior, Zezé da Cofril, passou a compor o diretório municipal do Partido Progressistas (PP) junto com Ferraço.

O partido Novo, que formou um novo diretório municipal em Cachoeiro, também tende a apoiar Júnior Corrêa, mas haveria uma preferência da direção estadual pelo "grupo dos três".

‘Victor Coelho faz um governo razoável’, afirma Carlos Casteglione

Petista fala sobre pré-candidatura a prefeito de Cachoeiro, mas evita críticas ao atual mandatário
https://www.seculodiario.com.br/politica/victor-coelho-faz-um-governo-razoavel

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 15 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/