Terça, 19 Outubro 2021

Todo o Estado ficará em risco muito baixo até novembro, projeta secretário

nesio_fernandes_2_reproducao Reprodução

O secretário de Estado de Saúde, Nésio Fernandes, acredita que, até novembro, todo o Espírito Santo estará classificado em risco muito baixo, de acordo com o Mapa Covid-19. Segundo o gestor, em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (11), ainda neste mês poderá haver microrregiões com essa classificação. "Na pior das hipóteses, na primeira semana de dezembro as últimas microrregiões alcançarão o risco muito baixo", acredita.

A nova classificação foi anunciada em seis de outubro, em uma reunião extraordinária da Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública, por meio de videoconferência. A nova Matriz de Risco terá a cor azul no Mapa. Os pré-requisitos para atingir a classificação, segundo Nésio, podem ser alcançados a qualquer momento, sendo que ainda nesta semana será divulgada a portaria que trata do tema.

Entre os critérios para que as microrregiões alcancem o risco muito baixo, estão a disponibilidade de pontos de testagem em massa para a população individualmente, 90% dos adolescentes vacinados com a primeira dose, 90% dos idosos com a dose de reforço, e 80% dos adultos com as duas doses. Esses critérios, acredita o secretário, podem ser alcançados em todas microrregiões até outubro.

As microrregiões serão Metropolitana; Central-Serrana; Sudoeste-Serrana; Litoral Sul; Central Sul; Caparaó; Rio Doce; Centro-Oeste; Nordeste e Noroeste. Uma vez alcançada a classificação de risco muito baixo, a microrregião não retorna mais para riscos mais altos, a não ser diante de novas crises e variantes.

Em relação às medidas para cidades em risco baixo, ou seja, em cor verde no Mapa de Risco, que dizem respeito ao limite de 1,2 mil pessoas ou até 50% dentro do limite em eventos, terão vigência a partir de oito de novembro. Nésio também informou que haverá aumento do número de pontos de testagem. Entre os locais estão a rodoviária de Colatina, no noroeste do Estado; o Terminal de Campo Grande, em Cariacica; e a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), mas não especificou o campus. Também na Ufes haverá posto de vacinação.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 19 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/