Quarta, 12 Junho 2024

​Governo do Estado lança edital para construção da sede da Perícia

sindiperitos_tadeunicoletti_lucasscosta_ales Lucas S. Costa/Ales

A construção do Centro Integrado da Perícia Técnica e Científica, reivindicação antiga dos peritos, dará mais um passo para sua concretização. Nesta sexta-feira (15), será lançado o edital para construção do prédio, às 9h, no Salão São Tiago, no Palácio Anchieta. O imóvel será erguido em um terreno em frente à Prefeitura de Cariacica, no trevo de Alto Lage.

Para os peritos, o lançamento do edital significa um avanço para a independência da Polícia Científica, como ressalta o presidente do Sindicato dos Peritos Oficiais do Espírito Santo (Sindiperitos), Tadeu Nicoletti. "
A Perícia tem que sair das dependências da Polícia Civil, ter um local próprio. A arquitetura vai ser totalmente voltada para a Perícia, não é algo improvisado, não é um 'puxadinho' dentro de um espaço não pensado exclusivamente para ela", diz. 

O dirigente sindical aponta, ainda, que a centralização dos departamentos em um único espaço facilitará o acesso do cidadão. No mesmo local, serão integrados todos os serviços e seções dos Departamentos que compõem a Superintendência da Polícia Científica, como Criminalística, Medicina Legal, Identificação e Laboratórios Forenses.

O recurso para a construção da sede da Perícia, no total de R$ 40 milhões, foi disponibilizado para o Governo do Estado há cerca de 12 anos pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A demora na aplicação do montante foi um dos fatores que, inclusive, motivaram a realização de uma greve da categoria em dezembro de 2020.

O terreno onde será feita a construção tem 8,5 mil metros quadrados e foi doado pela gestão do prefeito Euclério Sampaio (União) em outubro de 2021O Centro seria construído em Vitória, entretanto, em setembro de 2021, o prefeito Lorenzo Pazolini (Republicanos) decidiu não mais ceder um terreno na avenida Fernando Ferrari para isso, apesar de em fevereiro do mesmo ano ter assinado o contrato para elaboração do projeto, o que causou indignação entre os peritos.

"Ele é delegado, sempre se utilizou dos serviços da Perícia. Sua atitude não será esquecida, será lembrado de forma negativa, por ter faltado com a palavra", apontou Tadeu na ocasião.

A área para a construção do prédio em Vitória foi cedida pela Prefeitura durante a gestão do então prefeito Luciano Rezende (Cidadania) após mobilização do Sindiperitos. Inicialmente, a obra seria feita próximo à Universidade de Vila Velha (UVV), local considerado de difícil acesso para a população.

Veja mais notícias sobre Segurança.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 13 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/