Sexta, 22 Outubro 2021

Cadê a Suzano que estava aqui? Sumiu?

eucalipto_leonardo_sa-6372 Leonardo Sá

Virou pó a presença condutora da Suzano Papel e Celulose na elaboração dos Planos Municipais da Mata Atlântica? O apadrinhamento da papeleira ficou explícito durante lançamento nacional da iniciativa, em março, porém, passados três meses, ao divulgar o Acordo de Cooperação Técnica 001/2021, firmado com a ONG Fundação SOS Mata Atlântica, o governo do Estado nega qualquer participação da multinacional na empreitada.

Da parte do governo, assinam o termo a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) e a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh). O objetivo é envolver os 78 municípios capixabas, cabendo aos três entes a "realização e/ou a viabilização de estudos e ações que possibilitem a elaboração dos Planos", além de "medidas de fortalecimento das Unidades de Conservação e o intercâmbio de informações sobre o monitoramento de qualidade das águas nas bacias hidrográficas de interesse dos partícipes".

O secretário de Estado do Meio Ambiente, Fabricio Machado (PV), ressaltou que as prefeituras serão informadas quanto aos prazos para adesão ao projeto e que a meta é ter 100% dos municípios capixabas com seus respectivos planos prontos até o primeiro trimestre de 2023.

O formato divulgado agora é bem diferente do que foi apresentado na live de lançamento nacional, em que a ONG mediou apresentações institucionais feitas pelo presidente da Suzano, Walter Schalka; o advocacy da SOS, Mario Mantovani; e o presidente-executivo da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), o ex-governador Paulo Hartung.

Na ocasião, os apresentadores informaram que, no caso do Espírito Santo, seriam escolhidos 30 municípios para receber apoio do programa na elaboração de seus planos, a exemplo do que foi feito em Conceição da Barra, no norte capixaba, em 2016, quando o deserto verde a serviço da papeleira - ex-Fibria e ex-Aracruz Celulose - já cobria 37,74% do território.

Na etapa 2021, o principal critério de seleção dos municípios seria o fato de estar em área prioritária para a expansão ou consolidação das atividades industriais e silviculturais da Suzano. "A Suzano fez o PMMA de Conceição da Barra", contou a consultora da SOS Mata Atlântica, Sandra Steinmetz, "e agora [serão] mais 30", ressaltou durante apresentação efetiva dos objetivos e metas do programa nacional.

Entre os sete objetivos específicos, um deles está diretamente relacionado à missão da Ibá: "auxiliar na efetivação da Lei da Mata Atlântica e na segurança jurídica para atividades florestais nos municípios", ou, como apresentou a consultora, "reduzindo conflitos que alguns municípios possuem para atividades florestais [plantio de eucalipto]".

Cadê a Suzano?

Agora, no entanto, o governo do Estado nega qualquer presença da Suzano na iniciativa e afirma que os 78 municípios capixabas serão atingidos. "Reiteramos que não haverá repasse de recursos [no Acordo com a SOS] e que não há relação, neste acordo, com as empresas apontadas na demanda", respondeu a Seama, quando demandada por Século Diário sobre possível aporte de recursos por parte da Suzano ou da Ibá.

Na nota, a Seama também informa que os planos são uma das metas a serem alcançadas pelos municípios capixabas para que recebam recursos financeiros do Programa Estadual de Sustentabilidade e apoio aos Municípios (Proesam) e que o edital com a descrição de todas as metas a serem cumpridas está em elaboração pela equipe técnica da Secretaria.

Eucalipto é o uso do solo que mais cresce no Estado

Na divulgação do acordo, a Seama destaca dados do Atlas da Mata Atlântica de 2015, que aponta haver 15,21% do território capixaba coberto com Mata Nativa, "uma área total de 733 mil hectares de floresta preservada e mais 6,2% de Mata Nativa em estágio inicial de regeneração".

Não informa, no entanto, que o mesmo Atlas identificou o plantio de eucalipto como o uso do solo que mais cresceu no Espírito Santo no período monitorado (2007 a 2015), quando "a eucaliptocultura passou de 5,8% (2007/2008) para 6,8% (2012/2015), o que representa um aumento efetivo de 45.341,9 ha", informa a publicação. 

Crescimento que corresponde a mais do que o dobro do alcançado pelo Programa Reflorestar em período semelhante, de 2013 a 2020, quando foram plantados 10 mil hectares de florestas e apoiada a manutenção em pé de outros 10 mil

Veja mais notícias sobre Meio Ambiente.

Veja também:

 

Comentários: 1

Sandra Steinmetz em Terça, 29 Junho 2021 17:26

Prezada Fernanda, acredito que a sua matéria está equivocada em alguns pontos. O projeto Planos da Mata é uma iniciativa da Fundação SOS Mata Atlântica com apoio da Suzano. No Projeto Planos da Mata serão apoiados 35 municípios nos estados de SP, ES, BA e MG para construírem seus Planos da Mata Atlântica. Maiores informações sobre esse projeto podem ser encontradas no portal http://www.pmma.etc.br (inclusive a gravação do lançamento que você menciona no artigo). Já o Acordo de Cooperação entre SOS MA e Governo do Estado de ES é outra iniciativa, sem a participação da Suzano. Agradecemos se puder retificar o seu artigo e ficamos à disposição para esclarecer sobre as duas iniciativas! Seria muito bom contar com o vosso apoio para a mobilização de mais municípios na construção de PMMAs e ampliação da Mata Atlântica no Espírito Santo! obrigada!

Prezada Fernanda, acredito que a sua matéria está equivocada em alguns pontos. O projeto Planos da Mata é uma iniciativa da Fundação SOS Mata Atlântica com apoio da Suzano. No Projeto Planos da Mata serão apoiados 35 municípios nos estados de SP, ES, BA e MG para construírem seus Planos da Mata Atlântica. Maiores informações sobre esse projeto podem ser encontradas no portal www.pmma.etc.br (inclusive a gravação do lançamento que você menciona no artigo). Já o Acordo de Cooperação entre SOS MA e Governo do Estado de ES é outra iniciativa, sem a participação da Suzano. Agradecemos se puder retificar o seu artigo e ficamos à disposição para esclarecer sobre as duas iniciativas! Seria muito bom contar com o vosso apoio para a mobilização de mais municípios na construção de PMMAs e ampliação da Mata Atlântica no Espírito Santo! obrigada!
Visitante
Sexta, 22 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/