Quinta, 20 Janeiro 2022

Maioria dos senadores assina urgência para votação do piso nacional da Enfermagem

fabiano_contarato_jefferson_rudy_agencia_senado Jefferson Rudy/ Agência Senado

O Requerimento de Urgência 1527/2021, para que seja pautado o Projeto de Lei (PL) 2564/2020, que institui o piso nacional de enfermeiros, auxiliares de enfermagem e parteiras, tem 56 assinaturas de apoio dos senadores para votação imediata. Ao todo, são 81 parlamentares. A previsão é de que a leitura do requerimento seja feita na sessão desta terça-feira (18), com realização da votação até duas sessões subsequentes.

"A maioria dos 81 senadores apoia esse projeto de lei que dá dignidade salarial e carga horária compatível aos profissionais de enfermagem, que estão arriscando suas vidas no combate à Covid-19", comemora Fabiano Contarato (Rede), autor da proposta.

Na lista divulgada no site do Senado, não há assinatura do senador capixaba Marcos do Val (Podemos) no requerimento, mas consta a do líder de seu partido, o parlamentar Álvaro Dias, o que pressupõe que todos senadores da sigla votarão favorável. Além disso, em suas redes sociais, Marcos do Val já se posicionou a favor da proposta de Contarato.

A senadora Rose de Freitas (MDB) também não consta entre os parlamentares que assinaram o requerimento, nem a liderança de seu partido, mas ela também já se mostrou favorável ao projeto. "Hora de fazer justiça! Piso salarial e redução para 30 horas, além de apoio técnico e infraestrutura de trabalho para todos", defendeu em suas redes sociais.

A proposta de Contarato contempla a criação de um piso de R$ 7,3 mil mensais para enfermeiros, de R$ 5,1 mil para técnicos de enfermagem, e de R$ 3,6 mil para auxiliares de enfermagem e parteiras. No caso dos enfermeiros, o valor estabelecido pelo projeto é para 30 horas semanais.

No Senado, o projeto enfrenta investidas de empresários, entidades e planos de saúde, que alegam "impacto financeiro". As gestões municipais também apontam que, caso seja aprovado, trará "brutal aumento de despesa".

Por isso, primeiramente a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) encaminhou ofício ao Senado solicitando a não votação do projeto. Posteriormente, em novo ofício, afirmou "não ser contrária à valorização destes profissionais", mas continuou afirmando que os municípios não teriam condições de arcar com o pagamento do piso, apontando como solução federalizar as carreiras de enfermeiros, técnicos, auxiliares e parteiras. A associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), presidida pelo prefeito de Cachoeiro de Itapemirim (sul do Estado), Victor Coelho (PSB), assinou ambos os ofícios.

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários: 7

Antonio Amelio dos Santos Silva em Terça, 18 Mai 2021 14:30

Tem como os municípios brasileiros pagar sim o nosso piso salarial proposto nessa votação senhores excelentíssimos senadores. Querem saber como? Começando rebaixado os salários milionários dos vereadores que ganham sem fazer absolutamente nada, nada,nada; sabem o que é nada? Pois é. Esses vereadores são todos corruptos eles só fazem e6 atrapalhar, embargar muitas das vezes os projetos que os prefeitos traçam para o município, isso quando o prefeito também é um prefeito de caráter. Porque também tem prefeito que compra os vereadores pra não aprovar certos projetos para o município porque muitas das vezes eles eles vão deixar de pegar a mamada repassada pelo estado para o município, eles nunca vão deixar de meter a mão nos cofres públicos dos municípios. Então senhores excelentíssimos senadores se os corruptos prefeitos e os corruptos vereadores que o nosso Brasil está cheio, deixarem de roubar os cofres públicos das prefeituras municipais vai ter condições sim de pagar um salário digno pra nós profissionais da saúde nós os responsáveis por cuidar por promover a saúde do paciente quer seja rico ou pobre, quer seja branco, preto, pardo ou amarelo para nós não tem distinção de classe raça ou cor o importante é a promoção da saúde que temos de dar isso é o que importa para nós profissionais da saúde. No momento estamos ganhando uma esmola de R$1.100 reais que nem sei se chamo isso de salário porque no final das contas excelentíssimos senadores esses R$1.100 reais é descontado tanta da coisa que acaba sobrando para o nosso bolso entre R$800 à R$900 reais sabiam disso. Então: dá pra chamar isso de salário? Misericórdia, só Deus na nossa causa. Excelentíssimos senadores ouçam a voz de Deus permitam que o Espírito Santo entrem em vossos corações que Deus nos abençoe, uma boa tarde.

Tem como os municípios brasileiros pagar sim o nosso piso salarial proposto nessa votação senhores excelentíssimos senadores. Querem saber como? Começando rebaixado os salários milionários dos vereadores que ganham sem fazer absolutamente nada, nada,nada; sabem o que é nada? Pois é. Esses vereadores são todos corruptos eles só fazem e6 atrapalhar, embargar muitas das vezes os projetos que os prefeitos traçam para o município, isso quando o prefeito também é um prefeito de caráter. Porque também tem prefeito que compra os vereadores pra não aprovar certos projetos para o município porque muitas das vezes eles eles vão deixar de pegar a mamada repassada pelo estado para o município, eles nunca vão deixar de meter a mão nos cofres públicos dos municípios. Então senhores excelentíssimos senadores se os corruptos prefeitos e os corruptos vereadores que o nosso Brasil está cheio, deixarem de roubar os cofres públicos das prefeituras municipais vai ter condições sim de pagar um salário digno pra nós profissionais da saúde nós os responsáveis por cuidar por promover a saúde do paciente quer seja rico ou pobre, quer seja branco, preto, pardo ou amarelo para nós não tem distinção de classe raça ou cor o importante é a promoção da saúde que temos de dar isso é o que importa para nós profissionais da saúde. No momento estamos ganhando uma esmola de R$1.100 reais que nem sei se chamo isso de salário porque no final das contas excelentíssimos senadores esses R$1.100 reais é descontado tanta da coisa que acaba sobrando para o nosso bolso entre R$800 à R$900 reais sabiam disso. Então: dá pra chamar isso de salário? Misericórdia, só Deus na nossa causa. Excelentíssimos senadores ouçam a voz de Deus permitam que o Espírito Santo entrem em vossos corações que Deus nos abençoe, uma boa tarde.
Sônia Maria Macedo em Quarta, 19 Mai 2021 03:28

Estamos todos esgotados, cansados. Perdemos muitos colegas de profissão com esse maldito vírus. Porque nós também ficamos doentes, também nos contaminamos e temos que sermos firmes no nosso propósito que é cuidar do próximo. Quanto aos prefeitos, é só administrar com seriedade e fazer valer o nosso voto, que terão sim condições de pagar um salário dígno e justo a nossa classe. Então excelentíssimos senadores...por favor pensem com o coração e deixem a voz de Deus agir em vossas consciências. APROVA (PL)
2564/2020. Bomm dia!?

Estamos todos esgotados, cansados. Perdemos muitos colegas de profissão com esse maldito vírus. Porque nós também ficamos doentes, também nos contaminamos e temos que sermos firmes no nosso propósito que é cuidar do próximo. Quanto aos prefeitos, é só administrar com seriedade e fazer valer o nosso voto, que terão sim condições de pagar um salário dígno e justo a nossa classe. Então excelentíssimos senadores...por favor pensem com o coração e deixem a voz de Deus agir em vossas consciências. APROVA (PL) 2564/2020. Bomm dia!?
Carla Ribeiro em Quarta, 19 Mai 2021 20:24

Sou profissional de saúde e fico triste em saber que jogadores, deputados;vereadores, oficial de justiça tem regalias,um salário muito maior,onde nós da saúde se dedica até muito mais do que pode ;temos família e nosso salário mal cabe no bolso,temos que aprender administrar a fazer o possível pra manter nossa dignidade...ter o pão e condições pra manter responsabilidades..
Agora um piso surreal né! Acho que o valor pedido pra votação é muito;porém se fizessem um reajuste piso digno ,seria uma estabilidade e tanto só assim poderíamos alcançar e ter uma vida melhor e trabalhar feliz .

Sou profissional de saúde e fico triste em saber que jogadores, deputados;vereadores, oficial de justiça tem regalias,um salário muito maior,onde nós da saúde se dedica até muito mais do que pode ;temos família e nosso salário mal cabe no bolso,temos que aprender administrar a fazer o possível pra manter nossa dignidade...ter o pão e condições pra manter responsabilidades.. Agora um piso surreal né! Acho que o valor pedido pra votação é muito;porém se fizessem um reajuste piso digno ,seria uma estabilidade e tanto só assim poderíamos alcançar e ter uma vida melhor e trabalhar feliz .
Joana Inácio De Lima Miranda em Sexta, 21 Mai 2021 08:33

Seria um piso digno da categoria de Enfermagem, não é muito em comparação a tantos riscos que corremos durante o exercício da nossa profissão, principalmente agora com a super exposição ao vírus da Covid 19 que estamos enfrentando, colocando em risco também a vida dos nossos familiares ao voltarmos pros nossos lares após exaustivas horas de combate a esse vírus tão perigoso e mortal.

Seria um piso digno da categoria de Enfermagem, não é muito em comparação a tantos riscos que corremos durante o exercício da nossa profissão, principalmente agora com a super exposição ao vírus da Covid 19 que estamos enfrentando, colocando em risco também a vida dos nossos familiares ao voltarmos pros nossos lares após exaustivas horas de combate a esse vírus tão perigoso e mortal.
Lamia Farhat em Sexta, 21 Mai 2021 09:30

Os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, estão se arriscando ao extremo e não tem a valorização que merecem!!!!! A maioria é contra a redução da carga horária e um piso salarial digno, acorda governantes!!!!! Se a enfermagem resolver aderir uma greve, vocês estão fritos.... quem carrega os hospirais nas costas é a ENFERMAGEM, se a enfermagem parar, TUDO, ABSOLUTAMENTE TUDO pára!!!!! Caramba , vamos dar uma atenção especial à categoria!!!!

Os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, estão se arriscando ao extremo e não tem a valorização que merecem!!!!! A maioria é contra a redução da carga horária e um piso salarial digno, acorda governantes!!!!! Se a enfermagem resolver aderir uma greve, vocês estão fritos.... quem carrega os hospirais nas costas é a ENFERMAGEM, se a enfermagem parar, TUDO, ABSOLUTAMENTE TUDO pára!!!!! Caramba , vamos dar uma atenção especial à categoria!!!!
Rafael em Terça, 08 Junho 2021 11:57

Ainda não foi aprovado isso ? Só realizar uma greve geral sem atendimentos sem vacina . Parar uns 15 dias para ver a relevância dessa profissão a sociedade . Simples . Já passou da hora de um piso e de uma carga horaria descente ...

Ainda não foi aprovado isso ? Só realizar uma greve geral sem atendimentos sem vacina . Parar uns 15 dias para ver a relevância dessa profissão a sociedade . Simples . Já passou da hora de um piso e de uma carga horaria descente ...
Gabrielle Lydia R C Aguiar em Quinta, 15 Julho 2021 20:02

Isso se chama falta de respeito e dignidade qualquer profissional tem reajuste salarial e nós da ENFERMAGEM SÓ PERDEMOS a ponto de recebermos uma ¨gorgeta ¨ de pouco mais de um salário mínimo , deixamos nossas famílias para cuidar doa filhos, pais e irmãos dos outros . Se om profissional de ENFERMAGEM querer receber um pouco mais tem de se matar em exaustivas cargas horárias dois ou até três empregos acabando com a sua saúde e colocando em risco a vida dos outros . se acabar ou diminuir a CORRUPÇÃO política da sim para pagar um piso digno . APROVA PL. APROVA.

Isso se chama falta de respeito e dignidade qualquer profissional tem reajuste salarial e nós da ENFERMAGEM SÓ PERDEMOS a ponto de recebermos uma ¨gorgeta ¨ de pouco mais de um salário mínimo , deixamos nossas famílias para cuidar doa filhos, pais e irmãos dos outros . Se om profissional de ENFERMAGEM querer receber um pouco mais tem de se matar em exaustivas cargas horárias dois ou até três empregos acabando com a sua saúde e colocando em risco a vida dos outros . se acabar ou diminuir a CORRUPÇÃO política da sim para pagar um piso digno . APROVA PL. APROVA.
Visitante
Quinta, 20 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/