Sexta, 12 Julho 2024

'Escolha para sucessão municipal em Marataízes segue inabalável'

tininho_luiz_redes_camara Redes sociais/CMM

"Ratifico que a escolha do vereador Luiz Almeida como nosso pré-candidato à sucessão municipal segue inabalável, mantendo a coerência e a lealdade que sempre caracterizaram a minha vida pública. Não existe a possibilidade de reavaliar, ou mudar, a escolha do nome dentro do nosso grupo: o nome é Luiz Almeida".

Redes sociais/CMM

As palavras são do prefeito de Marataízes, Tininho Batista (PSB), em nota enviada para Século Diário nesta quarta-feira (13), negando informações publicadas nessa segunda (11) atribuídas a fontes próximas ao seu grupo, de que ele reavalia a escolha do vereador Luiz Almeida (Republicanos), também conhecido como Luiz Capinzal, como seu pré-candidato à sucessão.

"A escolha do nome do vereador Luiz Almeida à sucessão, como pré-candidato do grupo que administra Marataízes, foi fruto de amplo debate interno, com a avaliação de outros bons nomes também. Porém, após as reflexões necessárias, enxergamos em Luiz Almeida a capacidade de seguir executando as políticas públicas que estão em curso aqui no município", argumenta Tininho.

No texto, o prefeito destaca que o currículo de Almeida foi decisivo na escolha. "Com cinco mandatos de vereador, Luiz Almeida já foi presidente da Câmara Municipal e, portanto, tem vasta experiência política. E esse fator (longevidade na vida pública) pesou consideravelmente e definitivamente na nossa decisão", relata.

As informações de bastidores são de que pesquisas pré-eleitorais internas indicaram que o índice de intenção de votos em Luiz está bem abaixo do de Toninho Bitencourt (Podemos), ex-prefeito, segundo colocado em 2020 e um dos principais pré-candidatos a prefeito de Marataízes este ano. Escolher um novo candidato, portanto, poderia ser uma alternativa para não deixar a prefeitura cair nas mãos do adversário.

Apesar da confiança manifestada publicamente pelo prefeito, Luiz Capinzal nunca foi um consenso na base de Tininho. No Partido dos Trabalhadores (PT), há uma divisão interna entre aliados mais próximos e tendências mais à esquerda da sigla, que não querem apoiar um candidato considerado bolsonarista. Figuras de outros partidos também começaram a ser atraídas pelo grupo de Toninho Bitencourt.

Mas há também quem avalie que o tempo ficou curto demais para tentar viabilizar uma outra candidatura no lugar de Luiz, e o mais indicado é seguir fortalecendo o pré-candidato escolhido no último mês de dezembro.

Pré-candidatos opositores

Em Marataízes, outro pré-candidato a prefeito é o educador e produtor cultural Guilherme Nascimento. Conhecido por seu trabalho no espaço cultural Casa Roxa, Guilherme, por enquanto, é o único candidato com um perfil claramente progressista que se coloca na disputa.

Quem também andava sonhando com uma candidatura a prefeito em Marataízes é Júnior do Jucy, contando inclusive com a simpatia de Theodorico Ferraço (PP), deputado estadual e ex-prefeito de Cachoeiro de Itapemirim por quatro mandatos. Entretanto, Jucy não conseguiu se articular nos meios políticos locais, e Toninho Bitencourt tem dialogado com o Partido Liberal (PL), sigla preferida do empresário.

O vice-prefeito Jaiminho Machado é outro pré-candidato à Prefeitura de Marataízes, em um movimento alinhado com a estratégia do Partido Democrático Trabalhista (PDT) de lançar candidatos no sul do Estado. Jaiminho assumiu a prefeitura no período em que Tininho ficou afastado do cargo por decisão judicial, entre junho e outubro de 2022, e depois os dois romperam.

'Quero continuar o trabalho do prefeito Tininho'

Pré-candidatura de Luiz Vereador terá o apoio do atual chefe do executivo de Marataízes em 2024
https://www.seculodiario.com.br/politica/quero-continuar-o-trabalho-do-prefeito-tininho

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 12 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/